Minha revolução solar

Hoje eu completo mais uma volta em torno do sol: meus 39 anos são, sem dúvida, a idade mais significativa de toda a minha vida.

Passei anos e anos me sentindo incompleta, meio perdida, sem muita paixão por curtir meus dias. Não tem nada a ver com os outros, mas isso vinha de mim mesma: apesar de sempre externar uma alegria, eu tinha momentos de sombra, de me sentir incompreendida, de questionar muito meus caminhos.

Esse está sendo meu primeiro aniversário em que estou sozinha, mas extremamente leve e feliz. Sem cobranças, sem achar que as pessoas precisam se fazer presentes o tempo todo, sem receio de não agradar todo mundo, sem ter alguém do meu lado.

Sou eu comigo mesma, sou eu sendo mais completa do que nunca, sem necessariamente precisar de uma parte.

ana-soares-aniversario-1

Confesso: eu chorei, tive receio de desperdiçar meu dia, não estou acostumada a olhar muito pros meus desejos. Ainda não descobri bem o que me satisfaz, preciso reaprender a olhar pros lados, a descobrir meus prazeres, mas eu tô muito tranquila no meu caminho e em paz com esses ajustes.

Hoje passei o dia exercitando esse olhar pra mim mesma. E eu só via luz, uma mulher como nunca havia me enxergado antes, sem medo algum da idade que completa, pelo contrário! Sedenta por novas experiências e por esse ciclo que se iniciou.

Mesmo com trombadas e algumas desilusões, estou surpresa com a minha capacidade de entender que tudo pode ter seus dois lados, de enxergar uma importante lição nessas experiências e, principalmente, de tirar tanto peso dos meus ombros.

Leveza. A minha nova volta em torno do sol será regida por muita leveza. E muito, mas muito crescimento – deu nos astros, deu no meu coração.

Que jornada linda que me espera e que eu já estou vivendo. <3

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

O projeto de reciclagem têxtil da C&A

Lembro que fui a um evento de uma marca de lingerie no ano passado e questionei a empresa se tinham alguma política de reciclagem têxtil, já que apresentavam tantas novas demandas de sutiãs e calcinhas desenvolvidas especialmente para diversos propósitos – e de vários que não concordo, como aquelas que servem pra nos deixar mais nóiadas ainda escondendo barriga, levantando peito, enfim.

A devolutiva foi frustrante: nunca pararam pra pensar nisso.

No episódio #2 do meu podcast Moda Pé no Chão  (aliás, já ouviu?) falamos justamente que aqui no Brasil não temos efetivamente uma política de reciclagem têxtil, já que roupa também é feita de matéria prima sintética, o que inviabiliza o seu descarte nos lixões comuns.

Aí foi com uma ponta de esperança que li que a C&A tem um projeto de reciclagem de têxteis, o Movimento ReCiclo, que já tá rolando tem um tempinho mas eu ainda não tinha dado a atenção devida.

banner-movimento-reciclo

Acho importantíssimo termos essa iniciativa para inspirar tantas outras e trazer também essa consciência para o público em geral sobre a cadeia de processos na moda, já que dos 80% de resíduos têxteis que poderiam ser reciclados, apenas 1% passa por esse processo, segundo dados do Fashion Revolution Brasil.

Muito dessa visão acredito que venha dessa origem gringa da empresa (a rede é holandesa), o que contribui para que eles consigam dar conta de alguns processos, apesar de ainda questionar essa iniciativa vinda de uma fast fashion, que se trata justamente de moda efêmera e grandes quantidades.

rec-textil-fash

No seu site de programas de sustentabilidade eles disponibilizam um pdf com os pontos de coleta em diversas cidades pra doar roupas, toalhas e roupas de cama que você não usa mais.

Peças que serão aceitas no programa:

  • Roupas em bom estado e higienizadas, sendo elas: blusas, camisas, camisetas, casacos, coletes, jaquetas, calças, shorts, bermudas, saias, meias, bonés, cachecol, canga, sunga, biquíni, maiô, lenços.
  • Acessórios de cama e mesa como lençol, fronha, edredom, cobertores, colchas, toalha de mesa, roupas de lã e crochê.
  • Roupas rasgadas e retalhos também são bem vindas

Entre os que não aceitarão estão acessórios, peças de origem animal e lingerie.

As roupas não serão de propriedade da empresa, que fará o encaminhamento devido a dois tipos de instituição:

  • Associação Cristã de Osasco – instituição social que atua em benefício de comunidades carentes
  • RETALHAR Soluções e Gestão de Resíduos Têxteis – empresa recicladora têxtil que irá desfibrar e encaminhar o material para reaproveitamento na indústria.

Já estou separando várias roupas e roupas de cama que não estavam em bom estado para doar para encaminhar às lojas do programa. Alguém conhece outras iniciativas que também recebem peças do público em geral?

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

A festa da revelação

Sei que ninguém aguenta mais nada sobre carnaval, mas achei legal fazer um resuminho do meu aqui, o meu primeiro carnaval curtindo mesmo, vivenciando algo que nunca tinha prestado atenção antes, principalmente no quesito looks carnavalescos.

Fui com o olhar observador sobre o comportamento de quem se diverte nesse período catártico, descobri várias coisas sobre a festa que eu nem imaginava, só que faltou eu me planejar melhor, mas acho que faz parte. Ano que vem quero marcar mais com as amigas, programar quais blocos quero ir, conhecer mais quem anima estar nessa grande festa.

Que intenso que foi também no aspecto pessoal: vivi uma paixão de carnaval que acabou na quarta de cinzas, encontrei várias e várias leitoras que estavam muito felizes de me ver ali nas ruas de maiô, que me abraçavam e desejavam minha felicidade; não liguei pro moralismo e vivi o momento como uma mulher que quer cada vez mais se apossar de seus desejos, da sua autoafirmação e autoestima.

A fantasia Garota do Fantástico, reproduzindo a diva oitentista Isadora Ribeiro, foi um sucesso mesmo sem ter ido às ruas – me inspirei abertamente na fantasia de uma outra amiga, a Karina, e fiz a minha versão só na quarta de cinzas, mas fizemos esse ensaio divertidíssimo, que rendeu muitos comentários e foi um puta marco pra mim, que entende que meu corpo também é expressão artística e pode fazer parte do vestir.

UH UH HA UH UH HA UH UH HA UH UH HA!

garota-do-fantastico-carnaval

Execução da fantasia: Philippe Rudnick
Beleza: Danilo de Almeida

Sobre o vestir, eu anotei VÁRIAS ideias e inspirações para um próximo carnaval! Como a rua é lotada de criatividade e bom humor, como foi bonito observar sob esse viés mais lúdico, aprender com quem pula há anos a festa, entender algumas dinâmicas que eu não percebia.

O carnaval do maiô e da pochete

Este foi, definitivamente, o carná do maiô e da pochete: dá-lhe mulherada (e homens também) nas ruas com a peça! Eu achei extremamente prático, fresquinho pra esse calor arretado desse Rio de Janeiro e até composto. Não sei se é por conta do meu passado como atleta de natação, mas eu estou acostumada a andar de roupa de banho, então sair assim não foi questão alguma pra mim!

Outra coisa que aprendi: eu tinha preguiça de usar gliter, mas descobri que é impossível passar imune a ele nesse período. Cada pessoa que eu esbarrava ou abraçava decalcava vários pelo meu corpo e rosto, rs! Resultado: acho que terei gliter pelo corpo até 2020.

maio-ana-soares-carnaval-rio-2

maio-ana-soares-carnaval-rio

Maiô Sri Clothing
Cabeça La Ursa
Pochete Poch Me
Brincos Erika Z

Fui assim no Moita, Trombetas Cósmicas e Bagunça meu Coreto

Meu sábado foi mais preguiçoso, não tive tempo de caprichar no make, o calor derreteu tudo, mas deu pra brincar com maiô e essa blusa de tule que eu pretendo usar em outros períodos da vida, de tão linda e usual que ela é!

ana-maio-carnaval-rio

Maiô Nina Paccaud
Blusa Pitô
Pochete Poch Me
Tênis mega velho que se destruiu no carnaval

Saí assim no Desculpe o transtorno e Brejeiros

Foi uma alegria também encontrar tanta gente querida e os amigos pelos blocos. A Mandy já se consagrou uma das musas dessa época com suas sugestões incríveis de make e cabeças, e eu já estou animada com o convite de criarmos um bloco só das nossas leitoras comigo de rainha da bateria HAHAHAHAHAH!

ana-soares-mandy
Com a Mandy!

No mais, alguns registros do pré e carnaval com as amigas: teve Pérola da Guanabara, que é um cortejo pelas barcas pra Paquetá (mas um perrengue e uma multidão…), Bloco Secreto, Fogo e Paixão, Boi Tolo comigo de Dragoa…acho que eu poderia ter curtido mais, ainda faltam fotos com os outros amigos e amigos que fiz nessa época, mas a lembrança ta aqui, feliz por ter começado essa nova fase da minha vida cercada de tantos sorrisos. <3

perola-guanabara-paqueta-2

perola-guanabara-paqueta
Divando em Paquetá no nosso Uber Aquático
carnaval-rio-de-janeiro-ana-soares
Renata e Denise, dupla linda que arrasou no meu editorial de carnaval
carnaval-2018-ana-soares
Parte dos meus amigos que encontrei pelos blocos <3

Até ano que vem! <3

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Carnaval: mais fantasias usando o que se tem no armário

Vocês acham que acabou? Nãooooo! A coisa aqui está só no esquenta dos tamborins!

Nessa segunda parte do editorial de carnaval eu trago mais algumas opções para quem, assim como eu, se sente ainda engatinhando nas ideias para as fantasias. Foi um super exercício de criatividade, aprendi horrores e já estou bem animada para incorporar mais e mais a personagem nas próximas festividades momescas!

Eu nunca dei muita bola pra isso, confesso; pegava as primeiras coisas que via e ia do jeito que dava. Mas aprendi que a construção do que se veste e das personas foliãs é parte fundamental para iniciar as brincadeiras. Elaborar a fantasia, inventar a partir do que se tem, improvisar, pensar nos detalhes e até dedicar um tempo a isso, torna tudo mais divertido e mais lúdico.

Bom, nesse meu editorial inaugural da folia, eu improvisei também a partir do que eu já tinha. Foi um super aprendizado fazer essas fotos, eu me diverti um tantão e quero no ano que vem cair de boca mais e mais nessa delícia que é brincar de sair da sua pele e do seu lugar comum por alguns dias na vida!

ifantasias-carnaval-ana-soares

Essa foi puro improviso, pra aproveitar mesmo a sessão de fotos, hahaha! E não é que gostei de incorporar esse ser meio sci fi, meio pavão misterioso, com um perfume Ney Matogrosso, algo futurista e, olha eu entregando a idade, meio Formiga Atômica, a personagem biônica? hahahaha!

O bolero de paetês nada mais é que um top curtinho que eu tenho; coloquei os braços nas mangas e pronto, virou uma mini capinha! Aliás, ano que vem eu quero ter uma capa só pra mim, anotem aí!

ana-soares-fantasia-carnaval-2

ana-soares-fantasia-carnaval-3

Maiô esqueci de onde
Tênis super antigo New Order
Cabeça e blusa La Ursa
Brincos Erika Z

Fotos: Denise Ricardo
Beleza: Renata Freire
Produção de moda: Philippe Rudnick e Ana Soares

Esse já tá bem mais comportado, hehe! Mas não serve muito pra bloquinho, só se você catar um vestido mais curto e trocar a anabela por um tênis, mas eu gosto dessa alusão ao The Great Gatsby, uma coisa anos 1920, retrô total. O vestido e o sapato moram no meu armário e eu só providenciei a cabeça paetizada. 🙂

ana-melindrosa-fantasias-carnaval

ana-melindrosa-fantasias-carnaval-2

ana-soares-fantasia-carnaval-4

Vestido Leeloo
Espadrille Maria Filó
Cabeça La Ursa
Brincos Erika Z

Fotos: Denise Ricardo
Beleza: Renata Freire
Produção de moda: Philippe Rudnick e Ana Soares

E olha o bloco dos hipsters! Hahahaha! Essa é super mega simples: um maiô (que pode ter um short por baixo) com uma camisa largona por cima, aberta mesmo, presa apenas pela pochete. Aliás, dá-lhe pochete nesses blocos, guardando direitinho nossas coisas e deixando as mãos livres para balançar!

Reparem que tudo tem uma pegada geométrica nesse, cartela de cores da maquiagem seguindo as cores das estampas e pronto!

ana-look-hipster-carnaval

ana-look-hipster-carnaval-make

ana-fantasia-carnaval-hipster-1

Maiô Thaissa Becho
Camisa Bolovo
Pochete Poch me
Papete Cowboy de areia
Brincos Erika Z

Fotos: Denise Ricardo
Beleza: Renata Freire
Produção de moda: Philippe Rudnick e Ana Soares

E para finalizar, uma outra bem simples de reproduzir com o que se tem! Maiô ou body listrado, pano ou canga amarrado na cintura como pareô, um leque bem esvoaçante e adorno na cabeça. A brincadeira fica por conta da alusão a Baco, o deus do vinho, nessa cabeça super dionísica!

ana-fantasia-carnaval-baco

ana-baco-fantasia-carnaval

Cabeça executada pelo querido Jorge Henrique
Maiô antigo Blue ManEspadrille Maria Filó

Fotos: Denise Ricardo
Beleza: Renata Freire
Produção de moda: Philippe Rudnick e Ana Soares

Vocês se divertiram junto? Espero que tenham curtido muito essa brincadeira colorida de looks do dia completamente diferentes do que apresento há tempos aqui no blog, hahaha!

Eu amei experimentar algo novo pra cá – e que é novo na minha vida, também! Celebremos muito, de coração leve e riso solto!

Vejo vocês na quarta de cinzas! Beijos! 🙂

ana-soares-fantasias-de-carnaval

Coroa Philippe Rudnick

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus: