Especial 10 anos: looks das leitoras, achados e pensamentos

Já na reta final do nosso especial de 10 anos, não dava para deixar de lado várias tags importantes que tivemos ou ainda temos, e que ajudaram a deixar o blog com a nossa carinha, mais com jeito de refúgio em meio ao caos, hahaha! 🙂

Pensamento do dia

O pensamento do dia foi um movimento natural, já que sempre gostei de divagar sobre os assuntos; muitas vezes eles se misturaram com os looks, já que o vestir e viver com a roupa me desperta várias sensações, o viver com aquela roupa me trazia também novas situações, ou algum comentário/email já trazia o gancho para questionamentos.

Um pensamento que foi épico, um marco para todas nós, foi o da banalização dos R$100, que escrevi em 2012 e, até hoje, faz muita gente parar pra pensar antes de sair comprando. Que honra poder promover atitudes positivas na vida de tanta gente.

cem-reais-notas-novas-4565

Ainda em 2012 eu falei sobre o custo x benefício que eu estava aplicando no meu guarda roupa, como novo posicionamento pra vida.

Eu também postava os valores que tinha pagado pelas peças, mas com a evolução do meu modo de pensar e agir sobre consumo, não percebi mais o pagar baratinho como um diferencial; muito mais valioso falar sobre comprar menos, deixar de usar lojas como escapes, entender mais sobre custo x benefício como conta certeira para ser feliz com o guarda roupa. Você não é mais OFF foi o meu disclaimer sobre o assunto, já que muita gente questionava os preços mais cheios que eu estava pagando.

Em 2013 falaram que eu deveria ter uma bolsa de grife, e eu discorri sobre o status quo, assim como essa mania que temos de comprar ou guardar roupa para ocasiões que, às vezes, nunca chegam.

Em 2014 eu falei sobre elogiarmos mais as pessoas e aceitarmos também os elogios – bem além dessa coisa de achar que chamar alguém de “magra” é bacana.

Em 2016 discorri sobre uma péssima tentativa de campanha inclusiva da C&A, que colocou uma mina manequim 44 como gorda.

Olhar pro lado e comparar-se o tempo todo pode ser não só frustrante, como paralisante. O seu olhar sobre você é um texto de 2017 que me deu um super orgulho de escrever

Ainda em 2017 eu convidei todo mundo a desabafar sobre o que faziam vocês frustrados nas lojas e na moda.

Agora, os mais marcantes pra mim, definitivamente, foram:

Não banalizem a vida real, sobre esse lifestyle surreal que as pessoas atribuem às pessoas ditas como comuns. Recorde também de comentários da tag!

home-fucking-home

O ano em que olhei pra mim, sobre essa minha jornada pelo autoconhecimento!

O texto sobre a minha separação, sobre perceber-se e amar-se.

Looks das leitoras

E, já que estamos falando de recordações, não teria como deixar de destacar a participação de vocês em todos os momentos deste blog!

Antigamente tínhamos o canto que todo mundo poderia mandar sua foto com look e eu publicava aqui, o Looks das Leitoras! Muitas eu lembro da carinha hoje, quando encontro, muito por conta dessa época, hahaha! O legal era tornar o blog um espaço para todos, bem democrático. Só posso agradecer a todo mundo que fez parte dessa época! Que lindas. 🙂

leitoras-1

leitoras-1 leitoras

leitoras1

Há um tempinho não dei mais conta de postar e o conteúdo foi migrando pra outros formatos, mas hoje temos no nosso grupo do facebook, o Moda Pé no Chão, uma tag fixa em que todo dia a galera compartilha seus looks e as ocasiões – e acaba sendo bem mais interativo, a primeira tag atingimos mais de 1.000 looks! 😀

Achados e roteiros OFF

Outra tag famosa daqui foram os Achadinhos, tanto meus quanto de quem me acompanhava. Era bacana receber dicas de outras cidades, para ajudar a quem morava fora do meu raio de ação a encontrar, por exemplo, oxfords, quando estavam em alta, onde comprar algo de qualidade com um preço bom, as liquidações e bazares.

Também era comum eu ir atrás de bazares e pontas de estoque para mostrar as pechinchas, com direito a look no provador; foi assim que surgiram roteiros famosos, como o das lojas de fábrica de São Cristóvão – que viralizou, com mais de 85k compartilhamentos – os de brechós de SP parte 1 e parte 2 e o do Rio de Janeiro que, em breve, será refeito. 🙂

Na tag ponta de estoque tem muito mais dicas, inclusive de lojas que vendem vestidos de festa plus size, com a colaboração da Mari Rodrigues.

bazar-animale-4
Provando roupa em algum bazar caótico
Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Especial 10 anos: looks de 2012 a 2015

Foi em 2012 que eu decidi seguir a carreira de consultora de estilo – impulsionada pela minha paixão pelo blog. Eu era designer gráfico e vislumbrava trabalhar por conta própria, em projetos que eu realmente acreditasse. A partir dessa decisão, meu olhar pro blog mudou: saí do esquema de ser fotografada pelos meus queridos colegas de trabalho para chamar pessoas que queriam trabalhar como fotógrafas, posteriormente, fotógrafas. Depois, sem alternativas, voltei pro esquema fotos tiradas pela mãe, prima, marido.

Também saí do esquema de looks diários para um que comportasse minha nova rotina com o blog e, depois, já trabalhando de casa, o que mudou consideravelmente minha rotina, já que eu não saía todo dia para trabalhar.

Durante anos tirei fotos nessa parede de concreto, que era onde eu trabalhava meio expediente, saía e ainda fazia as fotos com a roupa que eu tinha ido no dia. 🙂

Já em 2012 eu fui aperfeiçoando mais as peças que eu usava, indo pra alfaiataria – mas sem deixar a mistura de cores de lado. Ficava um formal com um pé no divertido. 🙂

2a5ea4a6f72692d1ce4388e17bd266f8

Mais um exemplo de formalização dos meus looks, que foram ganhando mais essa cara adulta, sem deixarem de ter um toque descontraído: tricô encerado e calça alfaiataria da Stella McCartney para C&A, que desde 2011 habita meu armário e é usada à exaustão!

26062012

Essa calça foi febre na época e uma amiga trouxe de fora pra mim – ela é da H&M. O vestido da mesma estampa se foi, mas ela permanece como acervo, hehe! Eu amo esse look e ele foi bem compartilhado no Pinterest!

373926c9fc982e5f62478e75a17531cb--vida-real-casual-chique

Eu estava bem viciadinha em elegantizar meus looks, e nesse os tons neutros deram esse toque. 🙂 Também comecei a ficar aficcionada em montar mais looks com salto alto, reparem.

DSC00963

2013 e eu trabalhava em dois empregos de meio período: saía de um, encontrava a fotógrafa na hora do almoço entre um emprego e outro, e ia trabalhar – ou melhor, postar no blog, hahaha!

Nessa época ainda era a roupa que eu estava no dia, lembro do trampo que era conciliar tanta coisa e pensar no look com um tema pro blog. Muitas vezes estava esgotada, mas o que é alguns anos mais nova, não é mesmo? Algumas fotos me achei até com carinha descansada, hahaha!

Vou dizer pra vocês que meus looks de 2013 estão entre meus preferidos até hoje da história do blog! Acho todos muito coerentes, mesmo que na época eu fosse muito viciada em blazer + camisa, acho todos bem criativos e interessantes!

Esse look com mistura de estampas é um dos meus preferidos! Cheguei de viagem, fui jogando as ideias na cama e veio ele. A camisa e calça não tinham qualidade alguma, mas mandei ver no blazer para garantir isso, hehe!

IMG_8732

Bom, esse dia do look de vestido eu realmente estava bem cansada, esse eu lembro! hahaha! Eu adorava esse vestido azul, usava em vários momentos, e essa foi a primeira vez que o vesti pra trabalhar – tanto que descontraí com a camisa jeans fazendo as vezes de jaqueta. 🙂 Montei ele rápido, bem na preguiça de pensar, e adorei.

IMG_9604

Ó outro exemplo: mesmo num look com camiseta, mandava a saia de couro para deixá-lo menos esportivo. 🙂 Eu nem lembrava que tinha essa saia, aliás, hahaha!

IMG_6971

Esse eu postei só pela carinha de neném, hahaha, nesse dia eu completava 34 anos! 🙂

IMG_6422

Outra que postei só pela carinha! 🙂  Eu já estava vislumbrando aí voos maiores. 🙂 Adoro a mistura da textura da renda com a estampa da saia.

IMG_1536

Esse da legging de caveiras com o lazer é minha paixão! Não sou de legging, mas eu amo essa produção com força!

legging-zara-1

Esse é outro super amado! Como eu curto essa irreverência do esportivo com lazer, gente. Sério, é meu uniforme!

IMG_5494

Outro rodopiando – só nós sabemos o que era fotografar assim na rua, com um monte de homem chato mexendo. Mas eu mandava todos eles se catarem e não perdia a pose! Esse look eu usei num Fashion Rio, tenho a saia até hoje. 🙂

IMG_7440

Outro que muita gente amou na época: camiseta com estampa divertida + saia lápis. Eu abusava muito dessa mistura. 🙂

moda-evangelica-hoje-vou-assim-off

Esse é genial em muitos níveis, até me arrependi de ter dado tchau pra saia. A mistura de texturas, a cartela de cores, o cabelo. Eu adoro tudo nele, acho que foi um dos meus melhores.

saia-jaqueta-3

2013 ainda e eu migrei de local: fui fotografar mais pra perto de casa porque tinha saído dos empregos e começava a trabalhar de casa, fazendo freelas de design e alternando com o blog e consultoria de estilo.

Comecei a fotografar meus looks trocando de roupa na rua, já que não eram mais diários. Aí saía de casa com sacolas, uma blusa justinha por baixo e trocava de roupa na rua mesmo, hahahaha!

Eu amo a evolução do estilo dessa época, já falei, né? Olha aí mais uma vez a proposta da saia midi elegante com a camiseta fofa!

foxy-lady-3

Também foi nessa época que descobri meu amor pelas camisas jeans <3

calca-pijama-hojevouassimoff-5

Esse eu lembro que estava sem ideias e, mais uma vez, recorria ao combo camisa + jeans. Amava!

26

Mas ainda era apegada a algumas blusas difíceis, só que eu acho que me virava melhor nessa época com os looks. Adorei o resultado desse.

blusa-renda-2

Esse jeans com jeans e meu sapato bronze inseparável, que eu usava só pra fotos, é amado demais <3

jeans-jeans-7

Nova fase, foi dos meus primeiros looks já como autônoma e essa mistura de cores análogas é incrível!

roxo-7

Ao mesmo tempo que abusava dos looks mais adultinhos mulher de negócios, hahah, também já enveredava pro meu lado mais descolado, menos romântico fofo. Um bom exemplo são os óculos e a estampa dessa blusa + acessórios.

tunica-farm-hojevouassimoff-3

2013 pra 2014 e eu já garimpava com mais afinco peças de marcas bacanudas, de segunda mão, claro, na internet. Essa jaqueta é um exemplo: eu já não me contentava em comprar o baratinho descartável, queria peças mais duráveis – tanto que várias dessa época eu ainda possuo nos meus cabides.

frio

Olha um exemplo forte da minha busca pela elegância nos meus looks, com bermuda alfaiataria de seda – que arrematei por 50 reais num bazar – mais a camisa e o sapato de salto, com acessórios poderosos. Eu trilhava esse estilo mas ainda com a meta de pagar pouco por ele, haha!

ana-bermuda

Também usando peças super antigas, como a saia e a jaqueta, mas já numa proposta elegante, aliado ao criativo, para não ficar tão séria!

retro-3

Esse é outro preferido da vida – minha calça de rhyka, arrematada na liqui! Tenho todas as peças ainda e é muito amor mesmo ver como aí já estava latente essas características do meu estilo, de elegantizar sem deixar de ter a carinha esportiva/criativa.

calca-maria-filo-6-10-anos

Virou 2014 e foi quando comecei minha profissionalização em consultoria de estilo, ainda insegura em alguns aspectos, mas buscando estudar mais.

Tentava ser mais criativa no vestir, me descolando do elegante, mas não sei se fui muito bem sucedida em algumas situações. Também voltei a gastar mais dinheiro com roupa, achando que precisava ter mais novidades no armário.

HVAO_PapricaFotografia-10

Ainda improvisava com o que tinha, mas sinceramente, como no look abaixo, não rolava. A saia e a blusa não tinham nada a ver comigo.

HVAO_PapricaFotografia_06mar00240

Usando o vestido que era da minha mãe, do Cantão, de 1977! Esse vestido eu preservo desde os 10 anos de idade e é joia rara no meu guarda roupa. 🙂

HVAO_PapricaFotografia0127

Já esse look eu chego mais perto do que eu gostava no meu estilo, com formas mais geométricas e abstratas. Gastei uma graninha nele, todo da Zara, mas foi importante para eu entender que não adiantava improvisar com tudo: seria muito melhor ter peças que tivessem mais a ver com meu estilo.

HVAO_PapricaFotografia_06mar00105

Já em 2014 pra 2015, interiorizei esse ensinamento com força: ia em bazares de estilistas com um olhar mais apurado, para investir mais em peças bem cortadas. Exemplo bom é esse macacão da Andrea Marques, que arrematei por preço de fast fashion e é dos itens mais maravilhosos que eu tenho!

Nesses anos eu alternava entre tirar fotos com fotógrafa – me deslocava pra Barra da Tijuca com sacolas pesadas e fotografávamos tudo perto da casa dela – entre ir pra casa da minha prima, que não sacava nada de foto, hahaha, e registrar tudo de lá. Perrengue manter esse blog tanto tempo, viu, mas que perrengue lindo!

macacao-andrea-marques-2

Outro look icônico, campeão do Pinterest, amado e mais lindo. Sério, tenho muito orgulho desse look, acho ele dos mais lindos desse blog!

4bb6fc32c7f10b674b61eb2f36a5cb50

Amo as cores e a mistura da jaqueta de couro com o colar sofisticado. Adoro a atitude dele também!

jaqueta-2-535x816

Esse é clássico, atemporal – olha como eu deveria só me vestir assim, hahaha!

sapato-meia-pata-4

Esse foi um registro de uma época triste: meu pai estava internado, partindo, e eu não deixei a peteca cair no blog. Mantive o sorriso até onde eu pude. <3 Eu estava muito triste nesse dia, mas o look é um dos mais queridos por mim.

calca-curta

Esse foi tirado na rua, sozinha, com tripé – minha paixão declarada pelo estilo navy!

navy

Outro look que é dos mais lindos desse blog – e que a história por trás dos cliques é boa: eu montei esse look e fiquei doida pra postá-lo no blog, mas não tinha quem fizesse o registro na época. Fiquei com tanto fogo, que desci e fui catando qualquer transeunte que pudesse me ajudar. Até que parei na saída de uma escola, tinha um grupo de adolescentes, e pedi pra uma menina. Ela quem fez as fotos, com a minha câmera…e não é que ficaram boas? Hahahaa! 😂
Tenho todas essas peças até hoje, menos a bolsa 🤗

midi-floral-2

Outro preferidão – eu ainda associava elegância a salto alto, gente. Por isso a overdose de sapato bronze. Ok, também porque ele ia com tudo e deixava os looks básicos mais interessantes. 🙂

como-usar-lenco-3

Outro tirado no improviso, mas que é referência até hoje quando falo de truques de estilo. 🙂

vestidinho-2

Já em 2015, o estilo permaneceu entre o básico, clássico e elegante. Ainda usava muitas cores e estampas, mas, aos poucos, ensaiava e chegava mais perto do que eu sou hoje. 🙂

A calça de rhyka reinava absoluta! hahaha!

look-trabalho-hojevouassimoff-6-535x820

Tentava ir pro moderninho, comecei a catar mais acessórios atuais, peças de marcas cariocas.

look-parque-lage

Esse da pantalona é também dos meus preferidos! Amo a paleta de cores, o sorriso, a proposta mais contemporânea e madura do estilo, sem necessariamente estar de camisa e alfaiataria. 🙂

chico-rei-ana-soares

Esse já é da época que eu clicava os looks nos finais de semana, pertinho de casa também! Improvisávamos muito.

blazer-amarelo-6

E o look que foi uma releitura de um desafio de uma moça que criou um uniforme de camisa branca e calça preta pra usar todos os dias! Eu AMO loucamente esse look por representar a Ana que eu seria em 2018! Estruturado, a forma pela forma, mais minimalista. Tenho todas as peças, preciso usar mais essa composição. Nessa época eu fotografava com minha Mãe, que não manja nada de foto, hahaha, perto da casa dos meus pais.

desafio-matilda-2-3

UFA! Quanta história, meu povo!

E isso não foi nem 1/5 dos looks que passaram por aqui, mas tentei, ao máximo, sintetizar a história, relembrar os causos, os perrengues e o tanto que já me dediquei a manter um conteúdo com excelência, informativo e transformador pra vocês. E isso foi pra mim, também. A minha capacidade de seguir adiante é algo que preciso valorizar mais, e o estou fazendo.

Não sou de olhar fotos antigas, detesto, aliás. Mas foi importante relembrar tudo que passei para chegar até aqui. Para saborear mais minhas conquistas, valorizar mais a minha estrada. É importante olhar com afeto para o que vivemos, o que aprendemos, para seguir adiante e saber muito bem de onde viemos.

E isso é lindo. <3 Nós todos crescemos e evoluímos juntos na história desse blog. Eu amadureci no estilo, nas ideias e como mulher. Agradeço muito a toda essa troca que tivemos aqui. 🙂

Obrigada!

>>> Veja mais comentários e looks no post em que analiso meus looks antigos

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Especial 10 anos: looks de 2009 a 2011 – parte 2

Não teve como não fazer uma parte 2 dos looks dessa época: desenterrei vários, de eventos e até de matérias jornalísticas! hahaha!

Em 2009 eu participei, a convite da falecida Revista Criativa, de uma Batalha de Blogueiras (que hoje em dia nem faria mais sentido, incitando uma competição feminina, né?) com o desafio de usarmos o mesmo vestido preto por uma semana, em looks diferentes, inspirado no famoso The Uniform Project, em que a menina passava um ano com o vestido preto, variando os acessórios – foi um estrondo na época!

criativa2

O desafio foi bem tenso; u não tinha a noção de estilo que eu tenho hoje, óbvio, então eu faria muitos de forma diferente. De qualquer maneira, curto demais revisitar esses looks e relembrar do meu primeiro grande desafio envolvendo moda. 🙂

Nem preciso comentar que eu não me identifico mais com esse estilo do vestido da saia PB, né? Hahaha, coloquei o vestido preto como blusa e fui toda combinado sapato, bolsa fofa, saia e cinto. Muito estilo pin up caricato, usaria de novo, mas com ajustes: trocaria o peep toe por um tênis, tiraria o cinto, o colar por um brinco geométrico e ajeitaria a cor desse cabelo HAHAHAHA! 😂

O segundo look eu usaria, fiz uma sobreposição com um vestido azul que mal dava pra ver o preto, rs! Trocaria o scarpin rosa chiclete também por um tênis, e colocaria uma jaqueta jeans. Ah, e sorriria, o que é essa foto inédita e rara dessa pessoa fazendo CARÃO?? 😱😯

criativa1

Nesse outro look eu fiz uma dobradura com o vestido (!!!!) e transformei ele num top. Naquela época eu queria mostrar a peça fora do contexto dela, não apenas looks óbvios, ao meu ver, hahaha!

DSC_0173 copy

Em 2010 eu fui fotografada para o site de moda de rua carioca mais famoso do rolé, o Rio Etc: esse primeiro look fez até parte do primeiro livro do coletivo!

DSC7430s-reduzida-copry

Esse já é de 2011, e o Rio Etc registrou meu look montado para assistir desfiles no Fashion Rio. Eu amava esse casaco do Ronaldo Fraga, mas nunca mais usei e ele já foi pro desapego.

dsc_0096-copy

Ainda em 2011, fui a convite de uma marca grande de cosméticos, cobrir a SPFW pela primeira vez. Nessa época existiam poucos blogs (e era a única rede, além do Twitter, nada de insta ou YouTube!) e tava começando esse lance de blogueira ganhar dinheiro com isso. Fui trabalhar pra uma marca grande, que contratou uma agência que foi super escrota conosco. Me rebelei, não entreguei mais os conteúdos e fui assistir os desfiles por conta própria, já que estavam botando a gente de escravinhos. 😓
Foi aí que comecei a entender que trabalho e conteúdo não podem ser trocados por favores e nem vale a pena se vender em troca de status. A Ana dessa época não sabia que trabalharia com moda, mas a Ana de hoje aprendeu um bocado com a Aninha de 7 anos atrás – inclusive como sustentar seu conteúdo gratuito de outras formas, através de projetos próprios. E é assim que vamos construindo nossa trajetória. Ninguém acerta sempre, temos que arriscar, mas hoje a maior lição desses 10 anos de estrada é que seu conteúdo é valioso demais pra você aceitar qualquer coisa, que ninguém precisa estar em voga para ser bem sucedido. Confie no seu trabalho, na sua entrega e siga em frente! Tudo isso faz parte do processo. ❤️ .

ana-soares-spfw-2

Eu AMO esse look preto e branco, meio colegial, acho atualíssimo e super usaria hoje! O look de baixo, também para a SPFW, é outro xodó: essa sobreposição da camisa jeans com o macacão em tom areia com o oxford rosa e dourado ficou muito bom. 🙂

macacao-spfw-ana-soares 0009Moda_Real_SPFW_2901

Em 2011, uma série de looks no paredão da prefeitura do Rio de Janeiro, onde eu trabalhava. Alguns foram bacanas, outros nem tanto e eram registrados pelos meus colegas de trabalho. Esse do casaqueto prata com a saia estruturada, por exemplo, é um dos meus xodós. <3

hoje-vou-assim-off

ADORO as cores desse look, apesar de não entender alguns acessórios nesse contexto, hahaha!

11052011

Sou alucinada por esse look também, todo em tons claros; como eu usei esse casaqueto da coleção da maria bonita extra para C&A, viu!

01122011

A mesma proposta, o mesmo casaqueto, a mesma blusa do anterior, hahaha, só que com saia longa: esse certamente seria um look mais eu, hoje. Adoro as cores dele, adoro ele inteirinho, sem tirar nem por!

060420116-1

Parece proposital, mas repeti as peças nesse look com a calça roxa. Não tem jeito, eu amava esse estilo de roupa!

Cinto O Artífice 6

Repeti muito esse look, aliás; adorava essa calça e fiz um mix divertido de estampas de onça, com peças que acompanhavam os tons da parte de baixo.

210720114

Também repeti demais esse look na época! Estava viciadinha em camisas jeans, nessa blusa e nessa sapatilha de paetês. 🙂

ana3

Adorava essa saia garimpada em brechó, com uma estampa meio Versace, rs. E foi aí a primeira vez que usei cardigan fechadinho, como blusa!

280720113

Esse estilo de look foi meu uniforme por anos e anos: camisa, colar por baixo da gola fechadinha, calça jeans.

181020112

Esse look então, tem meu coração pra sempre, já que é super atemporal e MUITO a minha cara, hoje! Ainda tenho a calça e a camisa jeans sem mangas. Que look mais arquitetônico, adoro!

030620113

O próximo post será com looks mais atuais, a partir de 2012: segura que tem muitos! 🙂 Espero que estejam gostando! hahaha

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Especial 10 anos: as impressões das coleções

Mudei de semana para especial dos 10 anos, por que é conteúdo demais pra uma semana e uma pessoa só para escrever 😀

Não tinha como não falar de um marco do blog, as impressões das coleções especiais de fast fashion. Ao longo delas eu fui desenvolvendo uma análise crítica, que virou referência para muita gente, com várias blogueiras e influenciadores adotando também esse tipo de postagem: caimento no corpo, tecido, custo x benefício, acabamento. Antigamente eu também fazia coleção das peças das coleções, achava que precisava comprar em cada uma, rs!

A C&A começou a investir pesado em divulgação, trouxe a primeira coleção assinada por uma marca internacional com Stella McCartney – que eu fui uma das primeiras a ver, na época só tinham 10 blogueiras no Rio de Janeiro, hahah – seguida depois pela Riachuelo, que começou também a embarcar pesado nessas collections.

Jogadas de marketing, claro, mas que levou de certa maneira o conceito de democratização da moda, traduzindo o DNA de marcas famosas e inacessíveis para um público – além de também elevar o conceito de fast fashion a uma categoria de difusor de moda e tendências.

Minha extrema sinceridade, de falar o que achava, sem medo, de passar informação e análises importantes para quem me lia, eram muito mais importantes e sérias pra mim do que bajular as marcas. Essa comunicação se tornou minha marca registrada e, mais do que isso, me fez ganhar algo muito mais precioso do que roupas ou dinheiro com publicidade: ganhei a confiança de vocês, que sabiam que eu não omitiria minha opinião em troca de favores.

gig-para-cea-ana-soares-20
Mostrando frente e costas da coleção GIG para C&A, 2017

Eu já fugi do trabalho pra não deixar as análises passarem batidas, chegava do trabalho morta e ia cobrir mesmo com poucas peças nas araras, deixava de almoçar para postar primeiro que todo mundo, ia com sono, cansada de tanto trabalhar (eu era designer gráfico com jornada tripla de trabalho nessa época), deixava os braços doloridos de tantas roupas que eu pegava, a coluna estourada de tanta prova de roupa. Tinha que tirar foto escondida pra não tomar esporro dos seguranças, hahaha!

Com uma língua ferina, eu apontava o que estava errado, fazia o advogado do diabo para botar todo mundo pensando antes de se entregar ao frenesi que eram essas coleções. Lembram que era uma histeria coletiva no dia dos lançamentos? Já li relatos de gente rolando por baixo das portas das lojas assim que abriam (!!), xixi no provador (!!!!!!), tapas e porradaria (!!!!!!!!!), maridos e namorados indo para ajudar a mulherada a carregar o máximo de roupas possível (!!).

Já fiz análises mega emburrada da porcariada de roupas que eu via, absurdada pela falta de cuidado e descaso da rede, tomava esporro de vocês com minha falta de paciência, hahaha, enchi o saco dessa avalanche de novidades que as coleções se tornaram, comecei a questionar se o que eu fazia tinha valor ou era apenas um estímulo ao consumismo. Mas, quando eu lia que vocês deixavam de gastar dinheiro após minhas impressões, ou que só saíam de casa depois de lerem meus posts…caramba, gente. É muita honra. É compreender a dimensão do meu papel nessa internet. <3

A C&A já me cortou do mailing deles por conta disso, depois de um tempo viram a importância do meu serviço e me deram passe livre paras as coleções: eu via tudo um dia antes, com a loja fechada e uma arara só pra eu provar com calma. Depois de anos, cortaram meus benefícios de novo, rs. Mas eu persisto!

Como são MUITAS, optei por mostrar a minha evolução nas análises, para chegar até onde cheguei hoje, que já estou ninja do que devo observar e escrever! ahahaha!

Reinaldo Lourenço, 2009

Comecei a acompanhar essas coleções antes dos anos 2010, com Marcelo Sommer como diretor criativo da C&A e Raia de Goye, lá pra 2006, se não me engano. Depois veio Reinaldo Lourenço, em 2009, com peças que tenho até hoje, mas que não foi tanta loucurinha. Eu AMAVA esse vestido do Reinaldo Lourenço para a C&A, tão bem feito! Pena que eu não coube mais nele, anos depois. 🙁

030820106
Look de 2010 com vestido do Reinaldo Lourenço para C&A
maria bonita extra 2010

Outra que amei na época, apesar de ter tido seus problemas com acabamentos, foi a coleção da maria bonita extra para C&A. Eu usei muito muito esses blazers/casaquetos!

11112010
Blazer e short da coleção de 2010
 Stella McCartney – 2011

Lembro que a Stella foi uma divulgação secreta, poucos convidados, onde pudemos ver em primeira mão as roupas e o processo de criação. Foi MUITO bacana mesmo! Era tão secreto que só pudemos mostrar as fotos mais de um mês depois. E que coleção – tecidos de fibras naturais, acabamentos impecáveis, ótima modelagem, atemporal…saudade de roupas assim.

Dessa coleção eu levei minha calça alfaiataria que uso MUITO até hoje e depois uma leitora de Recife avisou de remarcações, e comprou pra mim o trench coat e o blazer bronze que eu amei na época, ambos por R$69 cada, encalhados no calor da cidade! Depois busquei algumas outras no enjoei, de tanto que desejei tudo dessa coleção. Arrematei um casacão, esse vestido, esse blazer e um macacão posteriormente, vendidos por amigas! hahaha!

Também me recordo que os preços foram os primeiros a extrapolarem – e muito – o que víamos na C&A, o que deixou muita gente assombrada, haha!

stella7
Provando as roupas nesse evento

mail_cartaconvite_blogueirasRIO

Post sobre a Stella McCartney em 2011 com várias análises críticas detalhadas

Post sobre as peças da coleção, a primeira internacional

Maria Filó – 2012

A primeira coleção da Maria Filó para a C&A foi também marcante para as minhas análises – além de ter sido a coleção que eu mais comprei (fui à falência), de tão boa que eu achei (tanto que também tenho peças dessa época até hoje), foi quando eu comecei a desenvolver melhor essas análises, montando looks – looks no provador foi posteriormente a ela!

6
Com camisa e cinto da coleção Maria Filó para C&A

detalhes2

Andrea Marques 2012

A primeira coleção da estilista carioca com a rede varejista também foi a primeira que rendeu a análise sobre a origem deles: começamos a observar e questionar mais o Made in China das etiquetas, o que gerou vários comentários sobre o assunto, mão de obra explorada e consumo consciente. Na época, pouco se falava sobre e isso foi também icônico para 2012.

270820127
Vestido Andrea Marques para C&A de 2012
Pat Bo 2013

Eu nem conhecia direito a marca (hoje em dia eu pesquiso antes para evitar escrever bobagem), mas foi uma das que mais rendeu discussão, porque eu questionei com força a falsa necessidade de pagarmos caro numa peça que usaríamos tão pouco. Dito e feito: não vejo mais ninguém usando algo dessa coleção por aí!

patbo-171
No perrengue do provador, haha
Stella McCartney 2, 2014

Stellinha voltou para a C&A, mas dessa vez, com uma coleção decepcionante: materiais ruins, péssimo acabamento, costuras tortas – tem foto aí com a roupa do avesso sendo avaliada. Eu sento, me movimento com as peças, observo como ficam no corpo. Demoro horas postando por conta disso, hahaha!

stella-para-cea-5 stella-para-cea-7

Versace para Riachuelo, 2014

Quem não lembra dessa polêmica coleção da Versace para a Riachuelo? Foi um mico ver tanta estampa tida como de gosto duvidoso nas araras, a preços exorbitantes, remarcadíssima a preço de banana.

versace-riachuelo-16

 

Após essas coleções, com o olhar mais treinado, fui melhorando fotos, a cara nas fotos (hahahaha), tomei coragem de postar até de biquini e maiô. Já tivemos coleções de marcas de sapatos, estilistas desconhecidos por nós, moda praia, estilistas gringos; coisas boas, outras muito ruins.  Quanta história para relembrar!

Foram dezenas de coleções com cobertura nível jornalístico aqui pro blog. Conseguia imagens exclusivas das peças graças a vocês, quando estavam liquidando, informações mais precisas. Uma lástima porque, nesses anos todos, NUNCA vi contemplarem tamanhos maiores na grade dessas collections. Algumas até iam ao GG ou 46, mas jamais passavam disso.

Quem aí quer lembrar de alguma coleção marcante na cobertura aqui do blog? 🙂

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus: