14 nov 2014

Essa ajuda estava perdida na minha pastinha, marcada como feita – e descobri que ainda não tinha vindo parar aqui! Antes tarde do que nunca, me desculpo e vou tentar me redimir dando boas dicas para o vestido coral da Beatriz! =)

“Oi Ana, tudo bem?
Acompanho seu blog já faz tempo e gosto muito de ver uma pessoa “real” nos dando dicas de moda e bom gosto.
Eu gostaria de participar da tag “comprei e nunca usei” pois tenho um vestido lindo que nunca saiu do armário…Eu me animei em te escrever depois que vi duas produções suas usando vestido e macaquinho coral. Achei bonita a composição das roupas, porém eu não me vejo usando muita cor nos acessórios (como sua sapatilha amarela). O que posso usar para complementar com o vestido?
Muito obrigada pela ajuda e pelo blog!!!! “

duvida

Bia, o vestido é uma graça e bem simples de combinar! Adoro que ele tem textura e pode ser usado tanto no verão quanto em estações mais fresquinhas do ano. :) Tomara que você perca o receio com as ideias, vamos lá!

1) Acessorize! Complemente com colares mais compridos, outros mais curtinhos ou um que seja mais chamativo com cores complementares, mil pulseiras prateadas, douradas, marfim, de madeira, faça um mix! Marque a cintura com um cinto neutro, dourado ou de oncinha (amo!) e bolsa e sandália mais neutras mas que sejam interessantes, que tenham qualidade – isso faz uma super diferença quando queremos ~levantar~ uma peça!

ideia-1

2) Sobreposição neutra: já que você não curte misturar tantas cores, experimente com terceiras peças em tons mais claros, como um blazer, um mini trench coat, um casaqueto/cardigan! Além de chamar atenção pra essa linha vertical no meio (truque afinador de siluheta!), ele dá uma ~acalmada na cor chamativa do vestido e na textura.

ideia-4

3) Use com acessórios mais “pesados”: um sapato estilo ankle boot que pode ser preto ou caramelo, sandálias mais grossas, uma bota de cano curto, espadrilhes com salto anabela, tudo que ajude a contrastar com o estilo ultra feminino da peça. Gosto desses contrastes porque dão personalidade à produção, criam pontos interessantes que não formam uma harmonia completa – e isso é ótimo! Ajudam a sair do lugar comum e nos deixam um degrau acima na parte criativa!

ideia-2

4) Se joga no jeans! Amo que jeans é a solução de 99% dos meus problemas no guarda-roupa, hahaha! Gosto das duas ideias abaixo, tanto com a camisa quanto com a jaqueta! Veja qual lavagem você curte mais e manda ver! Gosto muito também da opção com a rasteirinha metalizada, moderniza o visual e cria um contraste bacana com o lado mais romântico do vestido ;)

ideia-3

Depois me diga qual ideia você usou, Bia! Alguém quer ajudá-la também a tirar o mofo dessa belezinha? hehe!

E quem tiver dúvidas com suas peças compradas e nunca usadas, manda um email pra mim com uma foto boa da peça e sua questão! contato@hojevouassimoff.com.br =)

  • 28 Amaram
12 nov 2014

Todos os dias desfilo sob o olhar alheio de uma forma pisciana, bem aérea, praticamente um cabresto da alma para me proteger dos julgamentos. Ignoro de forma solene e de soslaio quaisquer reprovações, viradas de pescoço, abaixadas de óculos, sorrisos de canto de boca, fofocas que por ventura sejam feitas ali, na minha frente.

Afinal, a opinião dos outros é mais importante do que a minha em que galáxia?

Mas já fui das pessoas mais cismadas– ainda sou, vai, mas estamos trabalhando nisso. A que precisava ler e ouvir de todos: está bom. Ficou linda. Adorei. “Está bom mesmo?” “–Está, já falei três vezes”. Alívio.

Sigo em frente no meu desfile diário da minha vida comum, com meus pensamentos igualmente ordinários: trabalho, foco, ideias, o que estou esquecendo de fazer, posts pro blog, contas pra pagar, esqueci de ligar pro fulano, perdi a hora, vou comer fora hoje. No meio de tantas coisas, paro todo esse checklist mental para aquele que quase me provoca uma paralisia, sinto até a dormência, o estômago revirando: e se a roupa que escolhi sair naquele dia não está boa o suficiente? Por que não peguei um vestido ao invés dessa saia? Nessa ânsia de resolver tudo, catei as primeiras peças pela frente e saí. Mas a cisma já deu o bote: e se não estiver bacana? E se eu for a mais mal vestida? Ou a mais em desacordo?

Cogito comprar uma roupa pra substituir aquela, não dá tempo, não tenho dinheiro, vou assim mesmo e passo o evento todo me sentindo mal em meio às outras pessoas. “– Estão sempre bem e mais uma vez eu errei na escolha”.

Chego em casa, abro os comentários do blog e eles se dividem no look mais polêmico entre “feio”, “bonito”, “não usaria mas curti em você”. Às vezes fico chocada como algo simples pra mim pareceu demais pra outra pessoa, pois é tão natural misturar ouro, prata, paetê, estampa e lenço, gente…

Precavida, penso em nunca mais usar aquela mistura que não agradou.

Final de semana. Paro no primeiro momento do dia em frente ao marido e pergunto: “– Você gosta desse look?”. Ele saca um olhar de cima a baixo, torce nariz e boca e manda um “– Ai não. Meio over.”

Fico encafifada e retruco com um “Como assim? Essas cores são harmoniosas! O que está demais aqui?”, ele já perde o interesse e diz que beleza então, sou eu quem entende afinal e volta aos seus afazeres. Mas o estrago estava feito: fico cismada com a blusa, troco e coloco uma mais neutra.

Sim, eu já fui uma pessoa que deixou de usar muita coisa por receio. Para não parecer ridícula. Para se enquadrar. Para ser aceita.

Já ouvi piadinha da roupa que eu comprei pensando em arrasar. Fiquei triste, me senti estúpida por ter gasto o dinheiro e a escondi no armário.

Já fui discriminada no trabalho por ir de saia de tule e blusa que brilha.

E sabem o que eu ganhei deixando de usar o que eu queria? Não foram likes, nem comentários a mais no blog, nem olhares emocionados ou pedidos de casamento.

serfeliz

Ganhei rugas. Rugas de preocupação extrema pelos outros que não vivem a minha vida, que não compartilham dos meus gostos, que não percebem que eu gosto de experimentar, que sou feliz sendo um pavão, que gosto sim de chamar atenção com meu vestir, que tem outros gostos, estilos e anseios, que me divirto com a moda, que não me levo à sério, que não compro tudo o que gostaria mas sou feliz com o que tenho, que tanto faz ser de marca ou não, que não estou bem naquele dia, que não tenho a minha idade, que sou assim e quem quiser gostar de mim é esse o pacote.

Gosto de pensar na minha evolução pessoal, mais do que na do meu estilo. Gosto de saber que dou bem menos importância a qualquer energia que atravanque meu caminho. Não os percebo, sinceramente. Não sou de notar o que não acrescenta. Não sou eu quem vai retrair o sorriso e perder no embate com a reprovação.

Que sejamos mais generosas sobre nós mesmas. Que tenhamos a leveza de quem voa nas experimentações e não se aprisiona numa moda que vendem diariamente como a correta, a que tem que ser. Estilo é libertação. É a vontade de transbordar a alma em paetês, laise, grafismos, saias rodadas, cores, muitas delas.

O seu próprio sorriso em frente ao espelho é inferior? Não somos completas sem o aval diário de quem não percebe nosso estado de espírito?

Não esperem a certeza do outro. Não supliquem por essa aprovação. A necessidade pelo dedão pra cima nos torna reféns da dúvida, poda a alegria de brincar, desmerece a realização de se perceber.

Hoje sou a avoada das mais felizes transitando pela cidade. Não será a desfaçatez de um olhar oblíquo e desconhecido que me fará bambolear sobre o salto e impedir de usar o que eu quiser nessa encarnação. Minha vida é só essa e eu vim para colorir.

  • 119 Amaram
12 nov 2014

Estavam com saudade dos achados? Eu também, hehe! Na verdade não estou garimpando nada, mas passando por algumas lojas não resisti e fotografei alguns, hehe! Quem quiser manda o seu, capricha na foto! Aí os achados das leitoras voltarão com força total: contato@hojevouassimoff.com.br. Serío, estamos com baixa adesão, SOS cadê vocês!!

Bom, há um tempo falávamos de blazers nas coleções especiais e eu via o pessoal comentando que estavam curtindo muito os da Renner, fiquei curiosa até finalmente dar de cara com uma nova no Centro do Rio!

Aí vi esses dois bonitinhos nas araras, ambos em tons de verde! Esse primeiro tem mistura de algodão com poliéster em maior quantidade, inclusive no forro – o toque é bom e mais suave, tem acabamento bom. Custa 149,90!

blazer-renner-3-6

blazer-renner

Esse é meio verde-água e tem mistura de linho com algodão no exterior, uma delícia de toque! Os tecidos são naturais, mas o forro tem mistura de poliéster – de qualquer forma o caimento é melhor e o acabamento muito bom! Custa 159,90.

blazer-renner-5

blazer-renner-4

Não achei esse quimono uma pechincha, mas perto dos preços cobrados por aí…pesar de não ser fã de florais, gostei desse, tem carinha de ser mais fácil de coordenar no look! Custa 99,90!

achados-renner

Na Leader eu encontrei esse macaquinho/jardineira LYN-DO de estampa de abacaxis, bem nessa onda das estampas frutais. Ele é mais fininho, mas achei bem fofo e diferente – custava 89,99 e tinha short na mesma estampa!

achados-leader

E esse achado foi dica de uma cliente minha de consultoria! :D Sugeri que ela garimpasse na loja off da Carlota, loja de tamanhos maiores aqui do Rio que tem peças muuuito bacanas, e ela encontrou uma boa variedade de saias longas de tecido plano por 50 reais! O legal é que o manequim da marca vai até o tamanho 54 e vestem super bem!

Não achei a foto das saias na parte off por isso peguei essa pra ilustrar, mas atenção: essa é da coleção atual, bem mais cara, mas tinha uma verde-oliva bem parecida no off pela pechincha de 50,00! Fica a dica! A Carlota OFF fica na Av. N.S. Copacabana, 664 Lj. 39 (Galeria Menescal) – Tel.: 21 2255-1480

carlota-ff

Como eu disse, fotografei pouquinha coisa esses dias :( Mas essas valem como boas dicas, hehe!

  • 12 Amaram
11 nov 2014

Entre um trabalho e a ida pra outro, parei na Renner para ver se encontrava achados e aproveitei para clicar improvisado o look de hoje. Amanhã consigo normalizar e as fotos voltarem à câmera,  mas achei a tentativa válida para falar das saias midis!

Algumas meninas perguntaram onde encontrar uma e me dispus a fazer um radar atrás de opções! Essa que usei hoje nem chamo de midi, mas de mimolet, que tem esse comprimento pouco acima da canela!

Amanhã vou atrás de lojas que possam ter esse modelo ultra feminino de saia, mas meio temido pelas baixinhas e um pouco mais pelas brasileiras – que gostam mais de mostrar as pernocas!

Bom, eu tenho 1,64m, sou mediana, e usei essa saia com rasteirinha mesmo pra ter mais mobilidade – ninguém me parou na rua pra dizer se eu estava com a silhueta achatada, sabem? Hahahahah

saia-ysl

saia-ysl-3

saia-ysl-2

saia-ysl-4

T-shirt Zara Barcelona – 5 euros
Saia Yves Saint Laurent no O Grito – 130,00
Colar e pulseira Lita Raies para Ana Soares
Sandália AD – 69,00
Bolsa Adô que ganhei no natal

Pois é, fui num evento do bazar O Grito, achei linda a estampa e cores dessa saia e quando fui ver, tinha etiqueta de YSL, menina! Looooooosho! Aliás, essa dica é boa: a maioria das minhas saias de comprimentos maiores vieram de brechós, pois era um modelito bem comum antigamente!

Esse look foi basiquinho pra bater perna no Centro, prometo um visual mais arrumado com ela e em breve uma listinha de lojas que talvez tenham midis! Alguém tem dicas?

  • 39 Amaram
Página 2 de 73012345