26 ago 2014

Perdoem a ausência desta pessoa que vos escreve, os dias não tem sido nada fáceis. Mais pra frente vou poder contar com calma, mas tive que interromper várias ideias que eu estava colocando em prática pro blog.

Não estou com nenhuma proposta mirabolante de look e nem sei o que postar; minha semana tem sido jeans e camiseta. Aí claro que me dá agonia ver o blog paradão, rs, e falo isso não porque sou obrigada a postar, mas porque eu AMO esse espaço. Distrai a minha mente, me enche de ideias, é minha terapia diária. :)

Fuxicando as fotos do celular em busca de ideias do que postar, achei alguns looks que traduzem bem esse meu momento atual de falta de tempo e ânimo pra me vestir. Quando estou assim é um basicão e pronto, nada mais, só pra eu não sair pelada e ser presa por atentado ao pudor, rs. Meus famosos básicos não tão básicos ficam de escanteio, porque eu abraço o super básico com força! hehehe

blusa de tricô preta, calça jeans boyfriend, sapatilha de oncinha

Nesse dia eu fui encontrar minha mãe no shopping, estava atrasada e botei uma roupa qualquer. Mas olha só a sinergia: quando vi minha mãe, estávamos praticamente com o mesmo look! Exceto a calça de tecido cáqui que ela usava, mas praticamente vestimos a mesma coisa! Blusa preta, sapato de oncinha e calça. :) Eu estava com blusa de tricô Leader por 29,90, calça jeans boyfriend da C&A por 49,90 e sapatilha Wishin’ que ganhei da marca!

regata verde de seda, calça jeans reta, sapatilha de onça, cardigã laranja

Nesse outro dia eu fui em São Cristóvão fazer aquele post da fábrica de jeans, lembram? Como saí de casa na pressa só pra ir ali e voltar encarando um busun, mandei ver de novo na calça jeans! Essa eu me forcei a usar pois estava encostada no armário, não curto muito esse modelo mais reto. Aí pra não ficar um esculhambo total, hahaha, disfarcei a preguissssss com regatinha de seda! Nos pés, a mesma sapatilha de oncinha. Como nessa época estava fresquinho, fiz um contrastinho de cor com o casaquinho laranja e pruento!

Eu usava regata de seda Francisco Costa para C&A por 149,90, calça Levi’s que ganhei da marca há séculos e a mesma sapatilha do look de cima, cardigan Zara de Barcelona por 12 euros e bolsa Adô Atelier.

Eu me sinto tão bem de jeans que a sensação que tenho ao olhar essas fotos é de conforto, adequação, sabem? Eu gosto de um visual tchananans mas também sou fã fervorosa do clássico :)

  • 29 Amaram
25 ago 2014

A Renata Tufano é uma amiga querida que a internet me trouxe há muitos anos. E achei um barato ela querer participar da tag com a sua questão! A Re mora em São Paulo e está com muita dificuldade de usar algo com leveza e cores por lá:

“Oi, Ana, minha querida!!

Então, sente o drama… Pensa num vestido maravilhoso, de seda, transpassado, que veste e valoriza… Pois bem, esse vestido da Kate Spade é tudo isso! Mas tenho a impressão que todo mundo vai olhar pra mim e me achar inadequada! Tipo, super arrumada e colorida num mundo cinza, sabe? Ele é pink, a seda tem um brilho bem bonito e a saia tem bastante volume. Enfim, penso que deveria fazer alguma coisa para “acalmá-lo” (colocar um blazer por cima??), mas é complicado pensar em “esconder” um vestido tão lindo… Será que eu visto e dane-se? Sou apaixonada por ele! Ele funciona na Terra da Garoa???”

compreinuncausei-2

Eu sempre sou da máxima do “vista e dane-se!” hahahaha, mas entendo que em Sampa o ~cinza que a cidade remete e o vestir mais clássico sejam a maior dificuldade, Rê. Mas SP também pode ter seu lado colorido e alegre, então muito desse bloqueio tá na nossa visão do dia a dia da cidade. Eu sei porque quando estou de alfaiataria e jaqueta de couro no Rio de Janeiro eu me sinto inadequada às vezes, hahaha

Mas com certeza você pode trazer elementos mais ~urbanos ao visual para fazer render esse vestido incrível de lindo!

A primeira ideia é sim coordená-lo com uma terceira peça. não acho que você vai escondê-lo assim, pois ele me pareceu bem compridinho a ponto de ficar bastante tecido de fora. E a terceira peça pode entrar só como elemento para deixá-lo mais descolado do que fazê-lo brilhar menos!

1) Se joga no hi-lo! Muita gente pensa que o conceito do estilo hi-lo seja só misturar preços altos com baixos ou peça de marca com algo mais fast fashion. Mas também consiste na mistura de materiais mais nobres com outros de pegada mais esportiva!

Uma ideia é jogar uma jaquetinha jeans e contrastá-lo com acessórios mais pesados ou bem esportivos, como coturnos, botas e tênis tipo keds, adidas ou converse all star como nesse look da Lia! Eu também arriscaria com sapatos de inspiração masculina, como oxfords e mocassins!

compreinuncausei

Ou apostar num sapato mais delicado/phyno que ainda assim a jaqueta acrescenta esse ar moderninho/urbano/descolex no visual! :) O bacana desse look da Camis é a cor do sapato como um elemento a mais no look e não apenas com um neutro, olha que maravilindo!

compreinuncausei-9

Nesse look com a jaquetinha de couro, mais urbano ainda! Adoro esse contraste do couro com a seda, informaliza a produção sem deixar de ser feminino e elegante! E olha o tenis aí junto com uma bolsa super informal!

compreinuncausei-5

Outra ideia interessante é usar um colete jeans, de brim ou de couro para modernizar sem esconder o vestidón lindo! Repara também que o óculos escuros ajudou a dar esse tom. :)

compreinuncausei-8

2) Abrace sem medo de ser feliz o ultra feminino! Se joga na autoconfiança e seja feliz com ele coordenando também com elementos bem mulherzinha, como cardigans levinhos. O bacana é que você pode criar contraste de cores entre eles para deixar o look menos açucarado e mais para o viés do criativo, sabe? Arriscar um cardigan e um colar de caveirinhas ou uma pulseira de spikes, por exemplo. ;)

compreinuncausei-4

compreinuncausei-6

Olha que delícia a cintura marcada com o cinto por cima….

compreinuncausei-7

…e a própria faixa do vestido nessa função, substituíndo o cinto! Achei super criativo da parte da Jane. :)

compreinuncausei-10

3) Também dá pra ser feliz com ele no friozinho! Apesar dessa carinha primaveril do vestido, nada como um casaqueto mais pesado (funcionando como uma blusinha!) e meia-calça para deixá-lo super usável também quando a temperatura cair. No caso desse look da Lupita, seria só colocar uma meia-calça texturizada, colorida ou grafite, um sapatinho fechado como um oxford, e ser feliz! :)

compreinuncausei-3

Espero ter ajudado, Rê! e bota essa lindeza pra jogo, pelo amor de deus! hahahaha

Quem quiser participar dessa tag capricha na foto da sua peça da dúvida, aquela que você comprou mas não consegue usar de jeito algum e manda pra mim: contato(@)hojevouassimoff.com.br!

  • 18 Amaram
22 ago 2014

Eu nunca fui uma pessoa de fazer exatamente o que está descrito na cartilha. Sou meio do contra em alguns momentos, se eles permitem e não vai ferir ninguém, por que não? Com isso aprendi que é super inofensivo me meter a brincar com roupas e com meu cabelo. Se roupa a gente tira e pronto, e cabelo cresce, e tudo isso diz respeito apenas à nós mesmos, nada nesses quesitos será temeroso pra mim. :)

E aí que isso envolve alguma experimentações que nem sempre dão certo, outras que me surpreendem de forma positiva e tantas mais que fico na dúvida. Já me senti mal em alguns momentos com a roupa que estava, mas hoje em dia eu abstraí, se vestir do jeito que a gente quer é liberdade, é a vontade de voar com salto alto ou tênis.

O look de hoje é bem capaz de arrancar alguns “me desculpe, mas não rolou” nos comentários ou nos pensamentos. E quer saber? Tudo bem, hahaha. Vi essa inspiração no lookbook de uma marca, achei bacana e testei. Quem estava à minha volta elogiou, eu me senti super descolada e ousada desafiando regras e olhares – por que né, a maioria esmagadora das mulheres quer parecer alta, jovem e magra, como assim eu escolhi uma roupa que poderia me achatar e engordar? – mas que foi uma experimentação que serviu para me libertar de medir tudo dos pés à cabeça, de certos e errados e de medos que são inofensivos perto de coisas maiores que a vida nos reserva.

calca-curta-4

calca-curta-3

blusa estilo náutico com listras brancas e azuis, calça preta de alfaiataria curta, oxford berinjela, colar dourado de triângulos e bolsa saco preta

calca-curta

calca-curta-5

Blusa Totem comprada em bazar – 50,00
Calça Francisco Costa para C&A – 169,00
Colar Lita Raies – 90,00
Oxford Wishin’ que ganhei da marca
Bolsa Adô que ganhei de natal

fotos: Isabella Mello

Se apropriar das escolhas e ser feliz assim é uma opção nossa e totalmente possível. :)

  • 57 Amaram
20 ago 2014

Na terça agora chegou às lojas selecionadas a coleção da Giuliana Romanno para C&A, em SP teve a pré-venda, mas….eu esqueci. Apaguei da mente que tinha coleção, não sei se é porque eu estava desinteressada mesmo, se deixou absolutamente de ser novidade pra mim, da banalização do conceito, da falta de apuro, de tudo liquidar em poucos dias de lançamento, enfim.

Tem quem fique revoltado com o que escrevo nas impressões, mas gente, ninguém aqui é louco de fazer críticas vazias. Eu tenho expectativas que nem vocês, também compro na C&A desde que me entendo por gente, adoro o conceito, tenho peças icônicas dessas coleções, por isso não me conformo quando vejo as araras cheinhas de roupas, a loja vazia, a falta de burburinho. Falo com a propriedade de quem acompanha essas coleções desde as do Marcelo Sommer e com a Raia de Goye – e eram muito legais!

Quero ver mais marcas interessantes, nada contra quem já assinou, mas parece um acordo comercial de autopromoção e não uma coisa pensada. Meu cardigan da coleção da Maria Filó para C&A até hoje chama atenção onde passa. O broche de passarinhos é realmente uma peça da marca, a custos possíveis e que tá intacto. Se é pra vender a ideia de ter um perfume do estilista que você adora, que seja realmente uma inspiração do que ele faz e não uma peça comprada em série que vemos nas coleções comuns da rede.

Uma leitora me marcou no instagram ontem mostrando que a mesma bolsa dessa coleção está nas lojas pela coleção normal e mais barata. Se antes isso acontecia em tempos diferentes, hoje a gente vê que não estão preocupados nem com esse timing e é possível ver a mesmíssima bolsa, só que uma com uma etiqueta e mais cara. Pô. Não, né.

giu-cea

Selecionei algumas peças pra provar, descabelada e fotos toscas de celular como sempre, mas só pra mostrar como não adianta a gente só botar no blog foto da roupa no cabide e avaliar coleção. Tanto quem vai passar a informação quanto quem está disposto a comprar tem que experimentar, olhar com calma acabamento, avaliar. Primeiro, pra ver a qualidade e caimento. Segundo, pra perceber se realmente quer levar porque gostou ou se é siricutico :)

giuliana-cea-6

Achei essa calça flare resinada/couro fake bonita, vestiu bem. A blusa tem uma boa intenção, mas a execução…olha só quando eu faço movimentos do dia a dia como ela cria esse beiço e deixa o decote bem perigoso :( A calça custava 129,90 e a blusa 99,90.

giuliana-cea-5

O forro interno da blusa no detalhe, em acetato (sintético)

giuliana-cea-8

Eu poderia levantar uma plaquinha de “Eu já sabia!” sobre essa blusa de apelo sensual. Não, na verdade ela superou qualquer baixa expectativa! Sabe aquele pior tecido, o mais fininho, o mais propenso a estragar na primeira lavagem? Gente, é o tecido dela, juro. Sensação péssima no corpo e um susto ao olhar a etiqueta: 129,90 por uma blusa com essas linguetas que foram a maior dificuldade pra vestir.

A calça também não tem um excelente tecido, mas quando for remarcada pra 29,90 poderá ser uma opção pro trabalho.

giuliana-cea-4

Eu animei quando vi os blazers. Mas ao vesti-los…gente!!! Enormes e todos do meu tamanho, juro! Ok, devem ser aquele modelo oversized, mas eu me senti estranha neles. Custavam 169,90 cada, parte externa de algodão e elastano.

giuliana-cea-3

Amei a estampa desse, amei o toque do tecido…mas poxa, que modelagem é essa? :(

giuliana-cea-2

A blusa com tule transparente foi outro desastre, custava 99,90 e ficou torta no meu corpo. Pra não parecer que sou cruel, rs, eu adorei esse shortinho! Achei bem fofo.

giuliana-cea

Tinham opções de regatinhas e essa foi a que eu mais simpatizei. Ela tem aberturinhas na frente e não curti muito isso, fiquei pensando na hora de sentar e ela exibindo a brancura da minha pança, hahaha! Mas achei cara, 89,90.

giuliana-cea-7

Detalhe do bolso telado do short, por 79,90:

giuliana-cea-9

Da mesma forma não curti os acessórios. Sapatos muito conceituais, com mega saltos e não estavam bem acabados, fiquei chocada com as clutchs de péssima qualidade e arranhadas. Os colares geométricos eram interessantes, talvez role uma graça com eles. :)

giuliana-cea-12

giuliana-cea-11

giuliana-cea-10

Vi algumas camisas de viscose e ok, bacanas, boas pra trabalhar no calor. Também vi os tops e roupas de baixo, mas não animei em provar, estava tudo bem aquém.

Achei tudo bacana no cabide, mas ao vivo e experimentando…não deu. Mesmo.

E aí, qual foi a impressão de vocês? Alguém foi conferir?

  • 12 Amaram
Página 2 de 71312345