Semana 10 anos: a série Comprei e nunca usei

O Comprei e nunca usei é a tag mais antiga deste blog – tirando a do look do dia – e começou bebem lá do comecinho dele mesmo, já com esse nome, já com essa questão de ter roupas paradas, sem uso, com etiqueta dentro do armário, e daí o movimento de tentar usá-las de alguma forma para saber se eu ficava ou não com a peça.

É tão antigo, que é bem antes de existir Facebook, então eu lançava sempre a seguinte pergunta para vocês, com o look vestindo a peça em questão: dedão pra cima ou pra baixo? =)

Fazemos muito isso quando compramos por impulso, porque estava baratinho: não analisamos a quantidade de vezes que ela será usada, se coordena com o que já temos no armário, se tem a ver com nosso estilo e estilo de vida. Mesmo barato, parado no armário é prejuízo. É esforço e espaço ocupados em vão. A ideia também era incentivar a usarmos o que temos de um ponto de partida, sem receio, mas experimentando!

Era divertido observar as reações divergentes, vocês metendo o malho sem piedade quando não gostavam, HAHAHAH, mas também foi assim que recebi MUITA dica para repensar sobre as roupas, tentar novas combinações, experimentar sair do meu lugar comum. Vocês engrandeceram tanto o meu olhar, é muita gratidão o que sinto. <3

A galeria do Comprei e nunca usei é extensa, por isso separei meus favoritos e linkei os posts para relembrarmos!

Em 2011 eu arrasei muito com esse look, já evidenciando meu olhar para meu estilo atual, brincando com texturas e com prioridade pro arquitetônico/dramático.

Sério, eu usaria esse look inteirinho, da cabeça aos pés, agora mesmo! Essa pantalona da Renner eu tenho até hoje, o blazer rendeu muitos looks aqui – de brechó, por R$50 –, a blusa telada (outra que está super atual!), foi de um Top Fashion Bazar e custou R$30. Sinceramente, não sei qual foi a minha dúvida aí, hahahah! Deve ter sido charme, só pode!

160620116 dopy

Esse, também de 2011, foi bem sucesso com a minha saia do site chinês. Lembram que estava na moda saias longas de tule? O mais triste foi reler o quanto eu era noiada com meu corpo. :/

200720114 copy

Já em 2012, eu comprei, no afã da liquidação, essa pantalona e eu TINHA DÚVIDA, hahahaha! Como assim! Tenho essa bichinha até hoje e é uma das minhas peças preferidas, que doida que eu era, rs! Calça chique, com ótimo caimento, atemporal.

200720124

Ainda em 2012, quando eu comecei a tirar foto sozinha na rua, com um tripé ou escorando no muro, haha, com a calça encerada que tinha começado a virar moda naquela época. Esse tipo de look era bem meu uniforme, era viciadinha num blazer.

120620123

2013, pleno calor de verão carioca e carnaval, montei um look com esse short de paetês micro, que me pinicava horrores. Eu achei a produção ótima, e ela foi recordista de comentários por conta de uma leitora que criticou minhas pernas de fora “com essa idade”.

IMG_5720

No mesmo ano, com esse blazer de paetês que eu rodei o Rio de Janeiro inteiro atrás dele, faltei o trabalho só pra poder ir pra longe arrematá-lo. Um fogo, um desespero, tempo, dinheiro e energia gastos…pra usar só três vezes. Michael, eles não ligam pra genteeeeeee!

blazer-paetes-3

GENTE! Eu ainda tenho esse casaco, e ele deve ter, sem brincadeira, uns 12 anos de existência. Arrematei também num Top Fashion Bazar, peça diferentona da Osklen por 50 reais. Usei, mas usei bem pouco, e acredito que seja por conta da cor…mas mesmo assim não me desfiz, acho ele um bapho mesmo assim, hahaha!

Rendeu 100 comentários com dicas, que depois eu coloquei em prática. 🙂

casaco-2

Meu vestido de cobras do Ronaldo Fraga <3. Esse eu me arrependi de ter vendido. 🙁

IMG_5619

Esse da calça pijama é dos meus preferidos da vida. <3 Pena que o tecido da calça era do pior poliéster e eu me desfiz em dois tempos, hahaha!

calca-pijama-hojevouassimoff-8

Eu acho esse look de 2014 o máximo. Ganhei esse macacão no início do blog e nunca soube muito bem como variá-lo – pois bem, eu digo que arrasei com essa proposta. Tenho tudo, menos o sapato, mas tô afim de repetir por esses dias essa ideia, haha!

macacao-branco

Ou então no dia, ainda em 2014, que eu tive a ideia estapafúrdia de me equilibrar num sapato com esse salto altíssimo só porque estava baratinho na liqui. 🙁 Quem tirava essas fotos na época era a minha prima, e a gente não entendia nada de fotografia, hahahaha!

sapato-meia-pata-4

Esse look é puro amor também, todo coloridinho, com esse cardigan Marc Jacobs arrematado por pechincha num brechó! Minha questão era com ele próprio, eu achava uma vibe casaquinho de vovô, HAHAHAHA!

Ana-1665

Já mais recente, em 2016 – cismada com a calça principalmente por causa da cor. Cada vez mais ao longo dos anos eu fui diminuindo a oferta de looks pra essa tag, já que eu fui aprendendo mais sobre escolhas melhores, menos afobação, menos necessidade de ter o baratinho de qualquer maneira. E, sim, me desfiz da calça, hehehe!

comprei-nunca-usei-ana-4

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

6 comentários

  1. Ana Carolina Moreira comentou:

    Atenção para um detalhe importante: foi no posto do.vrstido de cobras que “nasceu pro mundo” o famoso scarpin cobre! Rsrs

    1. Ana Carolina respondeu Ana Carolina Moreira

      Menina, verdadeeeeee

  2. Ju Maciel comentou:

    Eu tb comprei a saia de tule! Hahaha. O meu favorito é o macacão. Que lindo. Vc nasceu p usar essa peça. Parabéns pelos 10 anos de uma trajetória linda. Mto sucesso p vc Ana. Bjoo

  3. Anne comentou:

    Eu adoro ficar vendo minhas fotos de looks antigos e perceber como eu evoluí também! Dá mesmo pra ver que vc já se conhece bem melhor e sabe o que gosta de usar! Isso é tão bom, faz a gente se sentir mais confiante, pelo menos é o que eu sinto quando visto uma roupa que realmente fale algo de quem eu sou sou 🙂

  4. Bianca Pires comentou:

    Eu aprendi aqui no seu blog muita coisa. Uma delas foi de não ter energia/roupa parada no armário. Sermos criativos. Usar o vestido de blusa, macacão de calça, casaco de blusa… Isso faz tão bem. Hoje eu tenho pavor de olhar para alguma peça de roupa que eu não lembre a ultima vez que usei. Logo faço um exame de consciência. E isso ajuda a amadurecer o relacionamento que temos com as nossas roupas e com as roupas que estão nas vitrines. Eu já me apaixonei perdidamente por roupas, e depois que comprei, não gostei.
    Depois que fiz seu workshop da analise cromática fiquei extremamente mais critica com relação ao que vai entrar no meu guarda roupa – e é tão libertador!

  5. Livia comentou:

    Essa calça azul tipo pijama fui eu que comprei no Enjoei hahaha, tenho até hoje! O tecido realmente não é confortável, mas achei a cor, modelo e estampa tão lindos que achei que valia a pena. Uso ela quando não vou passar o dia fora, só por umas horinhas. Qualquer dia posto foto no grupo Moda Pé no Chão 🙂