Estilo, idade e liberdade

Já tem um tempinho que eu queria falar sobre estilo pessoal sem limitação de idade, principalmente porque recebo sempre perguntas de mulheres que perguntam se eu atenderia clientes acima de 50/ 60 anos, se elas podem usar saia que mostre o joelho, se podem ser coloridas, se ainda tem idade para vestir peças decotadas, se podem isso ou aquilo. Como seu eu, ou qualquer outra pessoa, tivéssemos o direito de dizer a elas o que seria mais adequado, ou, pior, não pudessem mais elevar sua autoestima ou se perceberem maravilhosas em qualquer momento de suas vidas.

Eu sempre fico MUITO surpresa com essas perguntas, confesso. Não por quem as faz, mas por compreender que vivemos num modelo de sociedade que ainda julga horrores o comportamento feminino e suas escolhas. E essa repressão foi muito maior há algumas décadas, época em que mulheres ainda ficavam muito presas a um padrão imposto, do que se espera de senhoras da idade delas: contidas, tendo que anular seus desejos baseadas em um número na certidão, entendendo que já não podem mais um monte de coisa por conta do passar do tempo.

Mulheres são julgadas o tempo inteiro. Seja na minha idade, seja na juventude, seja ao envelhecerem. Aprendemos que devemos odiar e execrar nossos corpos, escondê-los e atendermos ao que seria adequado aos olhos alheios.

Alguns absurdos que ainda ouço e leio por aí:

Não pode mais usar tênis. Nem short curto. Esconda as suas pernas. Você não tem mais corpo pra isso. Coloque-se no seu lugar, isso não é mais para você. Não entre nessa loja, só vestimos jovens. Estampas chamativas não te pertencem mais. Mini saia? Para de ser rídicula.

Por isso fiz questão de convidar três mulheres admiráveis de mais de 50 anos – duas com 62, e uma com 55, para ser mais exata –, para abrilhantarem com seu estilo a postagem de hoje, derrubando, com muita categoria, esses mitos.

Para a sessão de fotos, convidei a minha mãe, uma das minhas referências de estilo na vida (a primeira foi a mãe dela, minha avó), minha amiga Isabel, outra referência de liberdade e quebra de padrões, além da menção honrosa a Belmália, leitora do blog e integrante do meu grupo no facebook, o Moda pé no chão. Pedi que vestissem looks que as representassem e que servissem para inspirar mais mulheres a se jogarem nas suas escolhas.

mae-ana-soares-moda-todas-idades-1
Minha mãe, Eliane.
bel-moda-para-todas-idades-ana-soares-8
Minha amiga Bel

Eliane

Um dia minha mãe confessou que, às vezes, queria ser que nem essas mulheres que usam sapatos sociais e roupas mais clássicas, mas que não conseguia abrir mão de peças contemporâneas e um estilo mais esportivo. Consegui mostrar a ela que tênis e camiseta não são exclusivos de outras faixas etárias, e que estava pra nascer mulher tão elegante mesmo em um look despojado. Acredito que mamãe deva ter algum planeta em Leão, porque se envaideceu toda e exclamou “É, minha filha, eu sei!” Hahahahaha! Mamãe gosta de acompanhar novidades da moda, é fã do The Sartorialist e sempre me manda uns looks baphônicos que ela cata por lá para nos inspirarmos! 🙂

mae-ana-soares-moda-todas-idades-3

Outra coisa legal da minha progenitora, é que ela recentemente se libertou de colorir o cabelo! Lembro da minha mãe grisalha quando jovem, depois ela cedeu à coloração, ficou cada vez mais escrava à medida que os brancos aumentavam, até que decidiu assumir essa beleza de branco. Parece platinado, mas é o cabelo dela mesmo, e eu achei incrível!

mae-ana-soares-moda-todas-idades-4

 Isabel

Conheci a Bel no primeiro curso de consultoria de estilo que fiz na vida, em 2011! Fiquei hipnotizada pelo estilo, beleza, vitalidade e história de vida dessa mulher. Toda tatuada, com piercings, usando uma gravata borboleta e oxford colorido nos pés, eu só pensava que queria chegar nesse nível de identidade no vestir quando crescesse. Esse vestido, por exemplo, ela comprou depois que viu uma foto minha com ele, numa resenha de coleção da C&A. Vê se não ficou um escândalo nela, essa maravilhosa de 62 anos!

bel-moda-para-todas-idades-ana-soares-6

bel-moda-para-todas-idades-ana-soares-7

A máxima de ambas é que elas usam o que elas querem, respeitando quem elas desejam ser hoje, sem dar bola pra padrões. Essa blusa da minha mãe é de uma marca carioca que não existe mais, e ela comprou depois que eu trouxe algumas coisas de lá também. Uma modelagem ousada, num tecido estruturado e uma estampa atualíssima, super coerentes com o estilo dela. Percebam a saia acetinada com fenda e a gladiadora metalizada dessa pessoa, que me bota no chinelo muitas vezes, hahaha!

mae-ana-soares-moda-todas-idades mae-ana-soares-moda-todas-idades-5

Bebel mandando pra cucuias a máxima que saia curta é só pra garotinha: ela não só está de mini saia, como ela ainda é de paetê, tá, meu bem? E ainda mostrou como é que se faz um hi lo com camiseta e sapato de inspiração masculina. Ah, e de batom preto, minha gente. É muito poder!

bel-moda-para-todas-idades-ana-soares-3 bel-moda-para-todas-idades-ana-soares-5 bel-moda-para-todas-idades-ana-soares-4

Fotos: Denise Ricardo

Belmália

Bel tem 55 anos e ARRASA com seus looks no grupo do blog no facebook, o Moda Pé no Chão (já está no grupo? Chega mais, que é puro suco do amor!)! Quase todos os dias ela arranca suspiros com suas produções estampadas, coloridas e super criativas! Sério, a gente sempre dá um grito quando ela posta um look, porque são todos muito incríveis, hahaha!

Bel contou que desenha roupas desde os 3 anos de idade, sendo sempre muito incentivada pela familia a estudar moda. Fez Belas Artes no Fundão, foi estilista e hoje atua como consultora de estilo e compradora de moda. Ela posta seus looks super inspiradores na sua página do facebook, aqui!

belmalia-moda-pe-no-chao-2

Bel não só usa tênis e papete, como brinca com os pés nas costas com o lúdico nas produções! Saca ela toda esportiva e, no look seguinte, com a temática de onça. Definição de sambar na cara da sociedade atualizada com sucesso, Belmália!

Seus vestidos ultra estampados e coloridões também são motivos de suspiro no grupo. E essa silhueta marcada, acompanhando as formas do corpo? De-mais.

belmalia-moda-pe-no-chao

Inspiração necessária, cada uma ao seu estilo, mostrando para si mesmas o quão maravilhosas elas são. A nós, sobra a alegria e a honra de presenciarmos e vivermos nessa época em que cada vez mais mulheres estão se apossando das suas escolhas.

Com esse post eu quero mostrar que estamos num importante momento da atualidade, onde não existem mais regras. E, muito menos, regras que nos limitem por faixas etárias. 

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

38 comentários

  1. Andréa comentou:

    Ana do céu e da terra, estou aguardando há anos este tema! Super bem abordado. Eu completei 50 anos agora em janeiro e para comemorar fiz questão de um regatchinha de paetê sem sutiã! Oh la la! Alguns convidados me chamaram de louca. Parece pouco, mas para quem, como eu, praticamente viveu e está vivendo esta transição, é uma conquista. Concordo que temos a sorte de viver nesta época, em que os padrões estão caindo e somos praticamente a primeira geração a fazer isso. Talvez porque essa coisa de idade está uma bagunça mesmo (hahahahaha, brincadeira). Não concordo quando dizem que os 50 são os novos 40. Os 50 são os novos 50. Os 40 são os novos 40. É um novo tempo. Outra coisa, sempre me dizem “nossa, você não parece que tem 50 anos”. Claro que eu sei que a pessoa está falando isso para elogiar, mas no fundo me pergunto “por que? eu deveria estar num desmanche de semi-novos e batidos por ter 50 anos? eu deveria estar como, então, acabada, feia, monstrenga?”. Essa associação de idade com beleza é uma violência. Ainda ilustrando este pensamento, uma pessoa me disse “você deveria ser muito bonita quando era jovem”. Oooooi??? Particularmente, me visto como me sinto confortável, com o que me favorece e me faz me sentir bem e bonita. E esse aprendizado é fruto do que vi, vivi e senti na vida, nestes 50 anos! Beijo para todo mundo 😉

    1. Marcia Lo Fiego respondeu Andréa

      Andréa você me representa!!! Tirou as palavras da minha boca, também completei 50 em janeiro e também escuto que não pareço essa idade…que legal saber que não estou sozinha!!!
      Ana, amei esse post e queria completar que, essas três aí de cima podem usar o que elas quiserem, todas com corpão e muita personalidade!!! Beijos 😉

      1. Andréa respondeu Marcia Lo Fiego

        Marcia, estamos juntas!
        Ana, você é a cara da sua mãe e todas estão ótemas. Sua mãe tem um insta para gente seguir e se inspirar nessa sereia?

        1. Ana Carolina respondeu Andréa

          Tem, mas ela não sobe looks por lá, uma pena! Muito raro.

          1. andrea respondeu Ana Carolina

            Ah, beleza! Ela poderia ter um insta de looks, hein, estilo é o que não falta nessa garota!

  2. Tatiana comentou:

    Tambem sou da turma dos 40 e super concordo com sua abordagem!
    By the way, menina, voce eh a cara da sua mae!!!
    Beijos!

  3. Mabel comentou:

    Poxa que post bacana! Faz tempo que acompanho seu site, e gosto muito da sua abordagem com a moda. Eu tenho 41 anos e quando morava no Brasil ficava com vergonha de usar shortinho pq não tenho pernas saradas, tb já ouvi que certas roupas não seria legais pra minha idade. Amei os looks, amei o fato das três modelos estarem lindas e felizes, sem precisarem ficar trancadas num estilo de roupa. Amei também o bronzeado de Belmália, aqui no Canadá tá um frio danado e sinto muita falta das praias do Rio de Janeiro rsrsrsrs
    Um abraço e meus parabéns a todas nós.

  4. Maria comentou:

    Acho que nunca fiz aqui um comentário, mas não resisto a dizer que a Ana é a cara da sua mãe! Já sabe que vai envelhecer em beleza, já que a sua mãe é muito bonita.
    E parabéns pelo blog, sigo há algum tempo e gosto bastante.

  5. Deisy comentou:

    Que post lindo e inspirador! Parabéns a essas mulheres maravilhosas!!

  6. Carol comentou:

    Quando olhei a foto da sua mãe achei primeiro que era uma montagem com uma foto sua. Muito parecidas!!

  7. Fernanda comentou:

    amei! faz mais “looks das leitoras” por nichos? ^^

  8. ANA PAULA MONTEIRO comentou:

    To toda arrepiada e precisei vir comentar… que mulheres maravilhosas!! Já tinha visto sua mãe antes por aqui e sempre a achei linda. Bebel, que beleza é essa?? Simplesmente maravilhosa! Belmália, idem, chique sem perder a identidade! Simplesmente amei esse post! Queria até chamar a atenção também para Fátima Bernardes no alto dos seus 55 anos toda linda e maravilhosa na capa da Boa Forma deste mês. Acho essa revista uó, mas a capa está divina! Vamos exaltar a beleza feminina em quaisquer das suas formas, sem julgamentos e sem eternizar esses padrões que querem nos impor!!

  9. Shirley Santos comentou:

    A – DO – REI
    Eu tenho 54 anos e, também, odeio ter que seguir os padrões.
    Muitas vezes, pelo trabalho, outras vezes pelo ambiente e/ou as pessoas à minha volta.
    Mas, quando o tempo é meu, a regra é minha e, daí eu uso tênis com saia ou vestido,
    uso sapato masculino, enfim : o que eu quiser !
    Bjs Ana, você é uma inspiração !

  10. Érika comentou:

    Ana, o cabelo da sua mãe é a coisa mais linda da vida! Tão branquinho…Quero o meu assim.

    1. Ana Carolina respondeu Érika

      Lindo, né? Também to apaixonada!

  11. Viviane comentou:

    Para tudo: o que é essa Bebel??? Que mulher!!! Quando penso no estilo que quero ter (e estou construindo-o), é essa minha referência. Ana, parabéns pela sensibilidade e por oferecer posts deliciosos como esse.

  12. Anne comentou:

    Gente, tô passada! Arrasaram muuuuuito, estão maravilhosas! Quero chegar nessa idade lacrando desse jeito!
    Ana, eu tenho uma pergunta que não me sai da cabeça quando falam que tal coisa não pode pra certas ocasiões (não pra idade, porque essa limitação eu não concordo mesmo). Mas eu sou dessas que acha que a gente tem que usar o que gosta. E aí, como faz? Por exemplo: trabalhos formais, ou alguma reunião/evento que precisa estar com traje social. Nessa situação, pode usar saia curta? Tem alguma regra? Ou cada caso é um caso, dependendo de como são as pessoas que trabalham no ambiente, de como a gente se sente confortável etc.?
    Obrigada pelos posts inspiradores <3

  13. Elaine comentou:

    Muito amor no coração ao ler este post.
    Parabéns pelo trabalho!
    Good vibes sempre pra vc!

  14. Rachel comentou:

    que texto lindo! Cada vez mais você consegue aproximar a moda de temáticas relevantes. Parabéns!!! Sei que às vezes tanto trabalho não rende financeiramente, mas saiba que suas palavras nos ajudam muito. Obrigada!!

    1. Ana Carolina respondeu Rachel

      Obrigada, Rachel! 🙂

  15. Denise Barreto Ilha comentou:

    Nossa, bati o olho e falei “a mãe da Ana?”. Iguais! Lindonas!

    1. Ana Carolina respondeu Denise Barreto Ilha

      hahaha fazem isso direto com ela na rua! hahaha

  16. FatimaX comentou:

    Ana parabéns pela mamãe linda e estilosa.
    Adorei o post. Um grande incentivo para nós que já passamos dos 50 .
    Sinto que estou no caminho certo.
    Um beijo para as lindas modelos.

  17. E o alívio de ler esse post, como faz para expressar mais ainda? Já LI de uma mestra em Consultoria de Imagem que tal coisa não fica bem para mulheres acima de X anos. Li isso. Pareço papagaio de pirata repetindo a mesma coisa todo santo dia para qualquer leitora que pergunta: “Corra para as montanhas, mas corra com força e gravemente, quando qualquer pessoa tentar impor a você um jeito de usar tal peça. Use bom senso, ele sempre nos leva ao posicionamento melhor. Mas JAMAIS bata cabeça fazendo coro com rebanho se você discorda dele.” Te adorooooooooooo!

  18. Tânia Lúcia Rocha comentou:

    Amei! Parabéns pela bela abordagem, pela mãe maravilhosa . Belmália e Bebel, queria ser como vcs!

  19. Adriane comentou:

    Sen-sa-ci-o-nal,sambando na cara da society. Minha mãe tem 70 anos,usa All Star,calça jeans justinha,oxford com vestido e tem o cabelo todo branco também.Ah,e adora batom rosa forte e vermelho.Outra castração contra nós também é que mulher depois dos 40 não pode ter cabelo grande…oiii? nem escuto,dou nem papo.Agora é a nossa vez de olhar só pra gente e mais ninguém.AVANTE MULHERADA!

    1. Ana Carolina respondeu Adriane

      Mamãe da Adriane MARAVILHOSAAAAAA

    2. silvia respondeu Adriane

      Oi Adriane, você ouviu que mulher acima dos 40 não pode ter cabelo comprido? Então a sociedade evoluiu hahaha porque eu ouvi que acima dos 30 não podia mais. e eu tinha 31 na época que ouvi. Hoje tenho 38 e com os cabelos naturais, poucos cabelos brancos, na altura da linha do sutiã (comprido né?). A hora que encher o saco eu corto. E sabe o que é bizarro? É sempre mulher que repete esse discurso… no meu caso foi uma amiga. Terrível, né? Parece que temos uma lista: acima dos 30 – corte o cabelo, use saias mais compridas, não pode usar tênis, blablabla. Ainda bem que a Ana tá aí pra mostrar que podemos sim, ser felizes com nossas escolhas, com bom senso.

  20. helô comentou:

    caraca ana carolina eu te amo entende isso

  21. Maria Alice comentou:

    Ana querida, ADOREI!!! Será que consigo deixar o meu cabelo branco? Logo logo vou tentar… Também adorei o cabelo da sua mãe, do jeito que ela se veste…e também da Isabel e Belmália. Obrigada pelo tema abordado… Bjs

    1. Raquel B. respondeu Maria Alice

      Tenta, minha mãe nem era daquelas que precisava retocar antes de um mês e quando parou de pintar viu que estava branquinho! Ficou bonito, o cabelo ficou até mais “vistoso”!

  22. beatriz comentou:

    Nossa Ana! Este fim de semana estarei com minha mãe e COM CERTEZA vou mostrar este post pra ela. Faz muito tempo que venho conversando com ela, porque cada dia que passa vejo o quanto ela se priva de usar e fazer coisas que gosta por conta “do que vão falar”. Mostro um pouco do que eu faço sabe? Mas este post é REPRESENTATIVIDADE pura. Espero que plante uma sementinha bem forte no coração dela e quem sabe em breve eu veja uma mamis loirona poderosa usando o que quiser hahahahah

    beijos ♥

  23. Juliana, RS comentou:

    clap, clap, clap, clap!! Palmas de pé pra você, pelo post, e pra essas mulheres maravilhosas e tão donas do seu tempo!!! Quando eu crescer (e já estou com 45 anos, estou no caminho) quero ser como elas!!! Beijos meus!!

  24. Raquel B. comentou:

    Quando vi a foto da sua mãe, antes de ler, achei que fosse você de cabelo novo, levei um susto quando prestei atenção. Pra gente meio cega e distraída como eu vocês são idênticas, hahaha.
    Acho que serei uma senhorinha descolada. Sou muito preguiçosa pra me montar de “vovó” e uma tenho certa implicância com os padrões que são impostos por aqui. Vou continuar vestindo tênis, camiseta e mochila, usando unhas de cores incomuns e cabelo avermelhado.
    Não vejo nenhum motivo pra deixar de usar coisas que gosto só por ter envelhecido.

  25. Emilia comentou:

    AMEI esse post!!! Que mulheres maravilhosas!! Quando crescer eu quero ser assim! <3

  26. Milenka comentou:

    Parabéns!! Super lindas e estilosas!! E Bel minha musa mor da cor e da alegria!!

  27. Adele comentou:

    Amei o post! *-*

  28. fernanda comentou:

    preciso dizer que estou apaixonada pela sua mãe ( que é a sua cara). Cabelo lindo e um visual ultra moderno, que transmite bom humor e alto astral ! Ela deve ser uma pessoa ultra divertida e simpática, daquela que dá vontade de ficar horas conversando !