Como eu uso meus acessórios – parte 1

Vestir-se deveria ser simples. Deveria refletir mais quem nós somos e menos sobre o que dizem quem deveríamos ser.

Eu tenho certa dificuldade de me enxergar nos básicos. Quero sempre acrescentar algo colorido, com detalhes, com proporções diferentes. Mas tem dias que não dá, que não estamos muito afim,nem com muito tempo para elaborações. Ou melhor, que não PRECISAMOS desse muito e desses excessos para transparecer nossas ideias e nossa comunicação não verbal.

A partir de uma base extremamente simples, como o jeans e camiseta, podemos elaborar produções para uma saída noturna, para o trabalho, para nossos momentos na vida. Os acessórios têm essa capacidade incrível de trazer o tom que queremos imprimir, de contextualizar o momento e de modificar com maestria a cara do simples funcional.

A proposta desse exercício foi de me fazer compreender melhor isso e, de quebra, trazer pra vocês algumas ideias a partir do que já temos, sem muito esforço, valorizando o simples e pontuando essa não-necessidade de recorrermos sempre às compras como alternativa urgente.

Acessórios ainda trazem muita dúvida nas suas combinações, o que pode, o que fica melhor, como coordenar tudo que se tem sem ficar esquisito, e, assim, ficam esquecidos no fundo das gavetas. A ideia aqui também é iluminar as cabeças sobre seus usos e mostrar que não tem fórmula, tudo é experimentação. 🙂

Look 1 – Básico festivo

Amo essa mistura do básico com o sofisticado. Maxi colar que já diz a que veio, com metalizado nos pés e mais metalizado na carteira, dessa vez em tom diferente, para provar que mistura pouca é bobagem e que brilho com brilho não fica demais quando a base é essa tela em branco. 🙂

ana-soares-colar-jeans-camiseta

ana-soares-maxi-colar-2

Camiseta A la garçonne para Hering
Calça Ind
Scarpin velho Santa Lolla
Clutch Renner
Colar Lita Raies

Look 2 – Alturas diferentes

Misturar colares de alturas diferentes tem sido meu novo vício. Quando é assim eu curto tem alguma coisa em comum entre os materiais ou as cores, para criar esse link entre eles e até simular uma peça única. Outra mania recorrente é a de amarrar lenços em algum detalhe dos meus looks: esse lenço velho de guerra entrou só de um lado dos passadores e ainda tem tons próximos ao dos colares. 😉

ana-soares-lenco-jeans-camiseta-2

ana-soares-colares

Camiseta A la garçonne para Hering
Calça Ind
Tênis Motilla para Ous
Colar comprido Josefina Rosacor
Colar e brinco Luiza Dias 111
Lenço que veio numa revista
Jaqueta Levi’s de segunda mão
Óculos Livo

Look 3 – Lenço com colar

testei há pouco tempo essa combinação e agarrei amor! <3 Como meu pescoço é bem comprido e fino, gosto de ressaltá-lo deixando livre, mas também me permite essa brincadeira de casar um lenço com colar – nesse caso mais comprido, bem distante do outro acessório, para não competir. Os outros acessórios seguem essa ideia do despojado criativo, como o bracelete com cores próximas aos dos outros acessórios e de acrílico!

Quem tem muito busto pode escolher um colar que pare um pouco abaixo deles. Quem tem pescoço mais curto e/ou grosso, pode usar sim o lenço dessa forma, só que de repente num tom mais claro e combinar com uma blusa com decote mais afastado ou em V.

ana-soares-lenco-jeans-camiseta-4

ana-tenis-2

Camiseta A la garçonne para Hering
Calça Ind
Tênis Motilla para Ous
Colar comprido Josefina Rosacor
Lenço 21 Brechó Arte
Bracelete antigo Adô Atelier

Look 4 – Brincão e lenço

Eu tô amando mais a fase dos brincões, vocês repararam? Como eu disse lá em cima, amo valorizar meu pescoço e colo, e acho que brincos mais compridos cumprem lindamente essa função. E mesmo quem tem o pescoço mais curtinho pode usar, só escolher um não muito comprido e nem “pesado” demais.

Eu amo usar lenço na cabeça com brinco comprido. Esse é bem delicado, com fios mais finos, só uma pedra na base mais alaranjada, tom presente no lenço. Já que o lenço também tem azul, dá-lhe azul na bolsa, o que conduz o olhar do interlocutor suavemente ao longo do look, que ainda traz brilho nos pés.

ana-soares-lenco-jeans-camiseta-5

ana-soares-lenco-cabeca

Camiseta A la garçonne para Hering
Calça Ind
Brinco esqueci de onde 🙁
Lenço Richards
Bolsa Catarina Mina
Pulseira Luiza Dias 111
Slip on Ávida

Fotos: Denise Ricardo
Produção: Ana Soares, Manuella Antunes e Philippe Rudnick

Todas as peças usadas estão comigo há tempos, e eu uso algumas dessa mesma maneira aqui por inúmeras vezes ou vou variando as combinações. Sou MUITO viciada em acessórios, principalmente os criativos, inusitados e de materiais diferentes – tenho uma gaveta cheia, é difícil desapegar deles – e são parte fundamental dos meus looks, a cereja do bolo, a azeitona da empada!

Acredito muito também nesse olhar lúdico, de criarmos uma história na cabeça para escolhermos o que combinar com o look. Por exemplo, se a roupa tem uma estampa de bicho, acho divertidíssimo um colar de onça, uma pulseira com carinha de tigre. Se a ideia é despojamento, amo recorrer às peças em resina, que é um material mais contemporâneo e que transita bem entre o despojamento e o que é mais elaborado.

Aos poucos vamos entendendo nossos gostos e alinhando aos nossos desejos de estilo. 🙂

Esse é o primeiro post dessa série: ainda mostrarei os mais criativos junto de looks coloridos/estampados e um guia de lojas onde costumo comprar ou indicar acessórios bacanas!

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

7 comentários

  1. Julie B. comentou:

    ana,
    adoro esses posts que estimulam a gente a trabalhar nosso olhar sobre o que já temos no armário e variar os looks.
    eu sou bem enfeitada, e até acho que coordeno bem os acessórios, mas mesmo assim sempre rola de pegar umas inspirações (adorei o colar + lenço e o mix de metalizados).
    esperando os próximos posts da série!
    beijos

  2. Dri comentou:

    Tá bom,
    você explicou tudo direitinho.
    Só faltou informar omo manter essa pele impecável e essa cara boa 🙂

  3. EVA comentou:

    Adorei! Eu me entusiasmo com acessórios diferentes, compro e depois não uso! Vou colocar em prática suas dicas.

  4. Julie B. comentou:

    ah, ana, não sei se tem algum antigo post (ou algum futuro post já pensado) sobre cintos. como usar? como combinar? (como comprar, no meu caso) eu tenho pouquíssimos, tipo uns 3, todos finos e de tressê (comprei juntos, inclusive), e praticamente só uso pra acinturar vestidos mais soltos. acho que ter engordado me fez desaprender a usar cinto, e eu queria fazer as pazes com eles.

    ontem mesmo saí de calça jeans flare/cintura alta e camisa jeans (as duas de lavagem escura, gostei da mistura!), tenho a impressão de que um cinto teria arrematado o look.

    mas aí, né, não tenho no acervo nenhum que funcionasse nessa situação, não sei usar, não sei nem o que eu deveria procurar pra comprar e compor meu armário. às vezes uso lenço nessa função – mas em determinados looks, eu viro um colchão amarrado pelo meio…

    você pode me ajudar?

    1. Ana Carolina respondeu Julie B.

      Julie, vamos falar sobre cintos, mas dependendo do seu tipo físico, cintos deixam uma sensação esquisita mesmo, ainda mais se você for mais retangular. E também depende da sua sensação de cintura, se é alta, baixa…temos muitas variáveis! 😛 Vai testando sem medo e vê qual você se sente melhor! 😀

  5. Ana Paula Monteiro comentou:

    Esse seu cabelo maravilhoso deixa tudo mais estiloso, é impressionante! O look com o lenço na cabeça está incrível!

    Eu também sou aloka dos acessórios diferentões e de design, inclusive estou namorando muito aquele seu brinco transparente que parecem duas rosquinhas da Erikaz!

    Beijos!

  6. Alice comentou:

    Sabe a minha maior, porém não única, dificuldade com acessórios? Harmonizar o colar com a gola, sempre acho que brigam e desisto na maioria das vezes!