Carnaval: entrando na fantasia

Ainda tenho muitas fotos pra mostrar aqui, tudo usando o que tenho no armário. Mas estava sentindo falta de mergulhar de cabeça na brincadeira.

Estava reticente, admito. Ah, vamos fazer uma maquiagem básica mesmo, vamos manter a zona de conforto…

Fui encorajada. Fui tomando gosto. Quer saber? Se é pra brincar, vambora se jogar de vez?

Deu um treco, levantei e corri pra incorporar essa dragoa gótica – e o mais lindo é que toda a equipe que faz esse blog entrou também nessa loucurinha. Customizaram meu maiô véio de guerra com um cardigan de lurex que estava sem uso e que virou franjas carnavalescas. Um rabo – e que rabo! – para balançar muito por aí. Uma maquiagem cheia de escamas que me fez a própria cospe-fogo.

Como é bom experimentar sair da sua própria pele. Botar um pezinho fora da sua zona de conforto e ver que nenhum bicho morde, que você só está se permitindo e, um passinho de cada vez, se descobrindo. Coisa boa, viu?

E pronto: ta aí a minha fantasia preferida desse editorial. 🙂

fantasia-dragoa-ana-soares-5

fantasia-dragoa-ana-soares-1

fantasia-dragoa-ana-soares-7

make-dragoa-carnaval-2

make-dragoa-carnaval

fantasia-dragoa-ana-soares-8

Rabo Fécula
Maiô antigo customizado por Philippe Rudnick
Tênis mega antigo New Order
Brincos Erika Z

Fotos: Denise Ricardo
Beleza: Renata Freire
Produção de moda: Philippe Rudnick e Ana Soares

Como eu me diverti! Como eu me senti poderosa! Apliquei em mim o que eu prego sempre aqui e com minhas clientes: vamos experimentar, ir testando, melhorando a cada vez, se entendendo e se permitindo evoluir nesse processo.

Ainda teremos mais fotos e fantasias, mas essa…essa mora no meu coração. <3

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

8 comentários

  1. Julie B. comentou:

    ana,
    tou apaixonada por essa fantasia e pelas suas fotos nesse post!
    tenho refletido muito que nunca me fantasiei a contento. no carnaval de salvador não tinha disso, na época em que eu pulava. nos anos seguintes, entrei na neura “gorda de fantasia fica ridículo ou parece que tá se achando e fica ridículo também” (agora isso é de boa, né? mas pense há 10 anos atrás? não tinha esse movimento que tá rolando hoje em dia, infelizmente). acabou que eu me fantasiei pouquíssimo na vida, e sempre umas coisas meio improvisadas, em festas, sem gastar muito mas sem me jogar também.
    graças a deus estou mudando essa cabeça e tenho, também, tomado posse do meu corpo, depois de quase 20 anos sendo pedaços dele: pés, mãos, rosto, cabelo, quase nunca as partes que eu não gostava.
    enfim, quero mudar isso, quero me fantasiar, quero botar pra fora minha alma de vedete. agora, falta uma ocasião, só. quem sabe uma festa, o próximo carnaval, seja lá o que for.
    vou criar uma pasta com inspirações, e essas fotos suas estarão lá!
    obrigada por trazer tanta reflexão boa.
    um beijo e bom carnaval!

  2. Livia comentou:

    Ana,
    esses cílios, PELO AMOR DE DEUS! Aonde consigo?
    tá um arrasó!
    bjs

  3. Monica comentou:

    Amei a maquiagem! Já me imagino saindo de vampira com ela ?‍♀️ ????

  4. Soninha comentou:

    Ana do céu !!!!
    vc está simplesmente M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A !!!!
    Digna de capa de revista.
    Leio muito comento pouco, mas tive que comentar.
    Estou adorando esta mini-série carnaval.
    bjs e aproveita que vc tá muito gata. MEOW….

  5. Paula comentou:

    Aninha, que arraso! Foi a minha fantasia preferida até agora também! E esse popô melhor que de muita menina de 20 anos? Bateu uma depressão aqui hahaha! Vc tá linda demais! <3

  6. Andréa Soares comentou:

    Oi Ana,
    Acompanho seu blog há um tempo e nunca comentei por aqui porque nunca tive vontade. Mas olha, hoje vc superou tudo e todos com essa fantasia poder! E o que é vc de uns tempos para cá? Tá linda, tá mara, tá plena parecendo que agora sim vc desabrochou, saiu do casulo e realmente se encontrou! Parabéns pelo trabalho impecável e siga em frente com essa Ana cada dia mais empoderada!(para usar uma palavrinha do momento).
    Bjos
    Andréa Soares

  7. Karupin comentou:

    Hoe, Ana! Tudo bem? 🙂

    Uau, que dragoa (?) mais poderosa! Amei o fato de você ter se amado durante e após o processo! E que oportunidade o Carnaval acaba sendo pra gente, né? Antigamente, me baixava a velha rabugenta, resmungando “pra quê Carnaval?”; hoje, quero mais que todo mundo pule e se divirta!

    Seu post me deixou ainda mais inspirada para o próximo Carnaval; aqui em Curitiba, nós temos o Zombie Walk nesta época e pretendo participar com as minhas amigas no ano que vem! Ao longo do ano, pretendo estudar essas maquiagens de sci-fi pra ajudar no figurino. Só espero que ninguém me bata por causa disso na rua, haha!

    Beijos, flor~