Manifesto pelas cores

Como semana passada estreamos nosso canal de Podcasts falando sobre cores e como coordená-las de um jeito fácil – além de dar a orientação pra todo mundo perceber sua cartela de cores – nada mais oportuno que chegar aqui com um look beeeeeeeeeemmmm coloridão! hahaha!

O look de hoje não tem nada a ver com essa estação, mas fizemos a produção pensando mais em uma sugestão atemporal (e, sim, sempre que eu puder eu vou ignorar que é verão, hahaha). Aliás a coordenação dos tons ficou elétrica, acesa e eu adorei isso! Coloquem os óculos escuros para evitarem ofuscar a vista de vocês, hehe!

O look traz uma coordenação de cores análogas, que são cores vizinhas do círculo cromático, logo, têm pigmentos próximos e funcionam quando combinadas. Por cima colocamos meu novo queridinho do armário, um Jil Sanders garimpado em brechó (já falei que amo brechós hoje?), todo de cashmere (raridade!) e num tom castanha, que é um neutro colorido (expliquei sobre neutros nesse post), que é basicamente uma cor híbrida, que vai com todas as outras.

ana-soares-calca-vermelha-6

O casaco não é de uma cor da minha cartela de cores (amarelado demais pro meu tom mais rosado, que é um tom frio), mas coloquei por baixo uma blusa de uma cor que me favorece e tá tudo certo, ela acabou compensando.

Basicamente não compro mais nada que saia da minha cartela de cores, que é um inverno puro, porque é mais fácil de coordenar cores que são harmônicas, mas não existem regras que não possam ser quebradas e compensadas, né não?

cartela-inverno-puro-ana-soares
minha cartela de cores: tons frios e cores puras

ana-soares-calca-vermelha-9

ana-soares-calca-vermelha-8

ana-soares-calca-vermelha-7

Casaco Jil Sanders no O Grito Bazar
Calça Andrea Marques de bazar da marca
Blusa do Brechó Toco Sol (SP)
Scarpin antigo e batido da Santa Lolla
Brincos Montageart

fotos: Denise Ricardo
produção: Manuella Antunes e Phillipe Rudnick

O legal de colocar uma terceira peça – no caso, o casaco –, é que ele reduz também a área total do look, acalmando um pouco esse coloridão e deixando ele menos (um pouco menos, vai) histérico e reluzente, hahaha!

Acho um desafio propor coordenações de cores pois sei que ficamos inibidos com o impacto disso no dia a dia, principalmente quando avistamos a maioria das pessoas de cinza, preto e branco. Mas acho também uma lástima brincarmos pouco com o que nosso armário pode oferecer por conta de olhares de pessoas que na verdade não estão nem aí pra gente, só querem que fiquemos dentro da caixinha junto delas, amedrontados sei lá com o que.

Com isso ficamos sem nossa identidade, nos limitamos por receio e perdemos a oportunidade de nos divertirmos, de experimentarmos e trazermos essa dose criativa e artística tão necessárias para nossas vidas. Por mais cor e menos medo de ser quem se é!

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

14 comentários

  1. Paula comentou:

    Amei! Que look mais poder, Aninha! Pra mim que amo cores, não tá histérico não! A combinação ficou linda! Arrasou! <3

  2. Leticia Hokari comentou:

    Escutei seu podcast e amei! Daí fui procurar no google as cartelas de cores e aquele disco e acabei neste post que ainda não tinha visto. Fiquei mais pasma porque olhei a sua roupa e pensei: tenho essas cores no meu armário e em seguida vi sua cartela e é bem parecido com meu guarda-roupa!! Estou muito empolganda para trabalhar novas combinações e na saga da cartela perfeita 😉

  3. anajulia comentou:

    Poderosíssima! Que astral! A atitude supera tudo. Arrazzzzzou , Ana!!!! Bjs.

  4. Tati de Porto Alegre comentou:

    “por conta de olhares de pessoas que na verdade não estão nem aí pra gente, só querem que fiquemos dentro da caixinha junto delas, amedrontados sei lá com o que”
    <3
    Levarei pra vida tuas palavras :)))
    E bora colorir e combinar fora da caixa dos outros!

    Ps: alguma chance de ter versão blog-escrito-visual pras pessoinhas como eu que não curtem vídeos e podcats? Pliz?!!?

  5. comentou:

    Hoje vim trabalhar com uma calça rosa candy color que tenho com uma blosa azul marinho. É a primeira vez que faço combinação e por nenhum coincidência (hehehe), a fiz depois de ouvir seu podcast ontem.

    Parabéns pelo trabalho.

    obs: advogada em SP (carioca expatriada) e, por mais que use cores, fico no neutro. Então, amei saber sobre os neutros coloridos.

    Bjs

    1. respondeu Vê

      *blusa 🙂

  6. Laura comentou:

    Ficou linda demais, Ana! Parabéns!!
    Também tenho descoberto cores e combinações lindas depois do curso da cartela de cores! Muito, muito obrigada! <3

  7. Juliana, RS comentou:

    Aninha, queri. Minhas pinceladas de cores ainda são tímidas (queria aprender contigo, mas não deu), então espero começar melhorar esta condição em um futuro próximo. Tua combinação ficou fina, elegante e sincera, adorei! Só fiquei na dúvida de como o look todo funcionaria sem a terceira peça castanha… mostra aí!! Beijos meus!

  8. Bianca Beatrice comentou:

    Ana,

    Dps do workshop eu tenho tentado mto sair do básico e buscar mais cores da minha cartela (inverno brilhante), mas é tão difícil! As marcas simplesmente não fazem nada nas “minhas cores”….

    Um azul petróleo? Um magenta? Um cinza com fundo frio e não amarelado?
    Não acho…. Mas sigo tentando sair da caixinha junto com TD q vc me ensinou. 🙂

  9. Erika comentou:

    Falou tudo! Moro no Rio que é uma cidade tão alegre e sinto que preciso me vestir desta forma. Vou ouvir seu podcast hoje. Obrigada

  10. Lídia comentou:

    adorei isso: “pessoas que na verdade não estão nem aí pra gente, só querem que fiquemos dentro da caixinha junto delas, amedrontados sei lá com o que.” é pra analisar!! Sobre o look, eu gosto do laranja com o rosa numa estampa, assim em duas peças não muito. Mas adorei a proposta, sou apaixonada nesse rosa!! Bapho esse casaco! Ainn, sua cartela de cores é mto linda!!

  11. Mauren comentou:

    Oi Ana! Amei o look. Inverno puro é igual a inverno profundo? Se for, me dei bem, é só “copiar” teus looks!!! Beijos com carinho, feliz ano novo! ;>

    1. Ana Carolina respondeu Mauren

      Não, o profundo é de pele neutra com características profundas, de cores mais fechadas e com pigmento preto na composição e alguns tons quentes.

  12. Josi Lira comentou:

    Maravilhosa!! Adorei td. Bjos.