Ano novo em Paraty – dicas e mala

Dei uma sumida providencial de final de ano para voltar mais esse olhar pra mim mesma: descansar, me reencontrar, desconectar de trabalho. Não sei se fui bem sucedida, mas posso dizer que me diverti à beça e também me emocionei à beça, hehehe! 2017 foi um ano de mudanças ENORMES, significativas e isso tem sido muito transformador.

Viajei com amigos para passar o Reveião na charmosa Paraty, cidade ao sul do estado do Rio de Janeiro famosa pelo Festival Lietrário, a FLIP, e pela sua farta oferta de rótulos de cachaças, com suas ruas de pedra que te fazem olhar pro chão única e exclusivamente, hahaha, além de suas casas históricas coloridas. 🙂 Foi a minha terceira vez na cidade e sempre fico encantada com os detalhes desse lugar único.

Registro pós dilúvio. Fotógrafa de iPhone ? #paraty #paratyemfoco

Uma publicação compartilhada por Hoje vou assim OFF Ana Soares (@hojevouassimoff) em

Pegamos o primeiro dia com chuva, mas demos sorte e o sol foi surgindo nos outros dias dias, intercalando com pancadas de chuva de verão. Pegamos dias lindos e deu pra passear bem na cidade e curtir os momentos.

Atualização: esqueci de comentar que nos hospedamos numa casa pelo AirBnB, foi tudo bem tranquilo e a hospedagem pra 3 dias para 5 pessoas saiu em torno de R$220 para cada um.

paraty-hojevouassimoff-dicas

paraty-hojevouassimoff-dicas-3

Malinha mini de viagem de 3 dias

Antes de dar algumas dicas de lugares legais, passeios e restaurantes, vou comentar sobre minha mala, ou melhor, mochilinha de viagem, hehe! Meus amigos (inclusive amigo homem) ficaram chocados com o tamanho mini minúsculo dela hahaha!

Como passamos somente três dias, não havia necessidade de levar tanta coisa. Aprendi com as muitas viagens que fiz nos últimos tempos que não adianta levar uma mala lotada, já que muitas vezes ficamos com a mesma roupa o dia todo, passeando. O que acontece é que não nos organizamos para esse momento da viagem, de planejamento, de entender mais o clima que nos espera, os tipos de passeios que queremos fazer, aí saímos atochando tudo que vemos pela frente, rs!

O que eu faço hoje em dia é arrumar minha mala com antecedência, não deixar pra última hora jamais. Outra coisa que faço muito é repetir algum look que deu certo em outras ocasiões e, partir da parte de baixo dele, montar outras ideias.

mochila-paraty-ana-soares
A mochila que levei pra viagem

Levei pra essa viagem de 3 dias:

– 1 camisa de linho
– 1 blusa azul sem mangas
– uma camiseta branca
– uma blusa vermelha de mangas
– um maiô que fiz como body

partes de baixo:
– um short de bolinhas
– um short de linho
– uma calça pantacourt de linho
– um vestido que não usei com medo de manchar na chuva haha

– 1 pijaminha + calcinhas + sutiã + necessaire

De pisantes eu só levei um chinelo e um tênis branco. Recomendo que levem sapatos confortáveis, nada de salto, porque é impossível se locomover com algo mais elaborado naquele monte de pedras irregulares!

Senti falta de uma regata pras partes de cima, mas como não revisei a mala depois, passou essa falha. De tudo, não usei a pantacourt e a blusa vermelha, porque depois fez o maior calor!

Lojinhas

Paraty é lotada de lojas de artesanato e também das marcas cariocas, como Lenny, Richards, FARM, Havaianas, mas a loja que eu mais gosto na cidade é a CANOA – Centro de Artes Nativas Originárias das Américas, que expõe e valoriza a arte indígena de várias regiões do país, por meio do comércio justo, consciente e participativo, ajudando a propagar o olhar artístico e a ancestralidade da cultura desses povos. É bem comum, aliás, ver índios vendendo colares, cestos e objetos pela cidade, nas ruas da cidade.

paraty-arte-indigena-hojevouassimoff

Cachaças

A cidade é conhecida pelos seus alambiques, sendo as cachaças mais famosas a Paratiana e a Maria Isabel. Mesmo que você não seja um cachaceiro de copo cheio, é divertido entrar nas lojas das cachaçarias e provar os licores a partir da bebida, nos sabores Gabriela (cravo e canela), caramelizado, cacau, chocolate, milho verde, abacaxi, licor de cachaça…eita que não tem como não ficar zonzo depois de tanta degustação, hahaha!

cachaca-paraty
Você pensa que cachaça é água?
Livraria das Marés

A livraria que eu mais queria aqui na minha cidade! A das Marés é LINDA, com um café aconchegante e delicioso, um jardim de encher os olhos. Que livraria, minha gente – coisa pra passar as tardes lendo despretensiosamente, com a vista maravilhosa da cidade pela porta.

SYA4784-1024x683

livraria-das-mares-hojevouassimoff
No jardim da Das Marés
desenho-ana-soares
Quando seu melhor amigo te desenha <3
Passeios

Encontrei a Gabi Barbosa na cidade e ela sugeriu o Paraty Free Walk Tour, que é gratuito e com um guia contando a história da cidade, das ruas e prédios – vocês sabiam que Paraty foi feita por vários maçons, por isso ela tem várias mensagens subliminares espalhadas pelos prédios, como o número da Maçonaria, 33, que se repete pelo número de janelas (três em cima, três embaixo) de alguns prédios? 😮

Fizemos também o passeio de barco pelas ilhas. Optamos por um barco pequeno para nosso grupo e achei meio caro: 350 reais para 4 horas, dividido pelo nosso grupo. Mas como já estávamos lá, o dia estava lindo…fomos e aproveitamos as águas lindas das piscinas naturais. 🙂 Também existe a opção das escunas, mas é para muita gente, com música que não podemos escolher, hehe! Apenas chegamos no cais e conversamos com os barqueiros para decidir. 🙂

paraty-passeio-barco

paraty-hojevouassimoff-dicas-2

Paraty não tem uma super praia, mas fomos até a do Pontal, onde dizem que a água é imprópria, mas é bem comum ver a galera mergulhando sem medo de ser feliz e degustando frutos do mar nos quiosques – eu recomendo camarão VG recheado com farofa do Quiosque Lapinha!

paraty-hojevouassimoff-dicas-5

Fizemos também o passeio pro Forte da cidade, mas o Museu estava fechado por conta do recesso. A vista é linda lá de cima!

paraty-mirante

paraty-hojevouassimoff-dicas-4

Onde comer

Comer em Paraty não é barato – mas numa viagem curtinha a gente faz até uma extravagância vez ou outra, né? Adoramos comer e conhecer os seguintes lugares por lá:

Thai Brasil

Excelente restaurante tailandês, com preço médio dos pratos em torno de R$75, mas que valem cada centavo. Comida oriental esperta e saborosíssima, num ambiente lúdico! Comi o camarão com shitake (cadê a foto do prato, dona blogueira?)

thay-paraty-hojevouassimoff
No jardim do Thai!

thai-brasil-940x624

Pizzaria Punto Divino

Das melhores pizzas que já comi na vida! Massa saborosa, leve, sabores na medida e preços até bem razoáveis. O carpaccio de polvo estava divino segundo meus amigos, e a bruschetta um espetáculo!

Banana da terra

Famoso restaurante da cidade, não conseguimos ir, mas a Gabi foi e recomendou super. É caro, mas o ambiente e atendimento são divinos e ela amou o prato.

Café pingado

Esse café virou o nosso point na cidade! Adoramos passar as manhãs e tarde comendo as delícias do lugar, num ambiente super acolhedor. Recomendo o pão artesanal recheado e todo e qualquer bolo ou torta do dia.

Espero que o ano novo de vocês tenha sido tão tranquilo como foi o meu. Bora começar o nosso 2018! 🙂

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

8 comentários

  1. Paula comentou:

    Adorei seu post! Acho Paraty uma cidade linda, estou me organizando para conhecer.
    Anotei as dicas! Bjos!!

  2. Bia comentou:

    Minha necessaire não cabe nessa mochila!!!! 🙁
    Eu faço muitas viagens curtinhas (boy mora em outra cidade) e ainda não peguei o jeito pra fazer uma mala eficiente! Eu levo uma mala pequena, mas sempre tenho a sensação de que escolhi mal as roupas…Essa semana já comecei a sofrer com a mala de carnaval na praia.
    Acho que tem a ver também com ter muita roupa no armário…
    Ajuda nóis, Ana! hehehe
    Beijo!

  3. Paula comentou:

    Feliz ano novo, Aninha! Que 2018 seja ainda melhor que vc merece! Muito tempo pra cuidar do corpo e da alma! Muito sucesso pro blog, pros cursos, pras consultorias! Muitas viagens e butecos! Desejo o mundo pra vc! Beijão!

  4. paula comentou:

    Aninha, que viagem boa! E essa mochilinha?? Eu estava me achando a rainha da mala pequena, mas vc superou. Como vc coloca necessaire aí dentro? Mostre o que vc leva nela please! Feliz 2018!!!

  5. Denise D. comentou:

    Amo Paraty. Passei o Reveillon de 2015 lá e recomendo , apesar da cidade ficar lotada. Gostei muitíssimo do Restaurante da Cidade, bem no Centro Histórico. Garçons super gente boa e comida/vinho divinos.
    Feliz 2018 !

  6. ludmilla comentou:

    ana, você se separou?
    uma dica pra quem vai pra paraty é perder um dia em trindade….

    1. Ana Carolina respondeu ludmilla

      Oi Ludmila! Sim, me separei!

  7. Aline Mello comentou:

    Ana, que seu ano, que começou lá em casa, seja divino. Beijão