Tentando me vestir pro frio

No último sábado estive em Curitiba para mais um workshop, que falarei mais pra frente, daí dei curso, passeei, comi e cheguei morta, hahaha! Tirei uns dias pra descansar a mente, por isso estou na entressafra de conteúdo, aí fiquei pensando o que escrever pra cá…resolvi falar um pouco sobre como foi escolher roupas pro frio curitibano, haha!

Nessa época do ano eu sempre recebo mensagens pedindo looks de inverno, mas confesso que é bem difícil produzir uma pauta assim aqui no Rio de Janeiro. Primeiro que é uma cidade quente, por mais que tenhamos alguns dias mais frescos, nada se compara ao frio do Sul, por exemplo. Isto posto, eu realmente não tenho um guarda roupa paramentado de inverno, o que escolho pra compor os looks acaba sendo mais neutro ou repetido à exaustão.

Então eu sempre me sinto esquisitona quando preciso colocar camadas num look ou limitar meus movimentos com um casacão. Sei montar looks pro frio, claro, mas euzinha estranho à beça quando preciso cobrir tanto o corpo, hehe! E o desafio foi ainda montar uma mala super enxuta, com tanta roupa volumosa.

ana-soares-curitiba-look-inverno-2

Quando marquei minha viagem pra Praga, ano passado, me iludi achando que os casacos daqui serviriam pra lá (contei mais sobre isso nesse post), então arrematei no enjoei esse mantô de uma coleção antiga da C&A com a estilista Stella McCartney, todo de lã – o que me rende uma coceira terrível no pescoço e que nem serviu pro frio de Praga! – que eu gosto demais pela estrutura e contemporaneidade do corte da peça, além de ser cinza (eu tô evitando comprar roupas pretas, pra variar mais).

Não tenho muitas calças quentinhas (pelos mesmos motivos descritos acima), por isso sempre recorro a essa de alfaiataria, também da coleção da Stellinha para C&A que comprei em 2011 mesmo e ainda está intacta, toda de lã. Como o casaco é meio justinho, não são todas as blusas de manga que cabem nele, então escolhi essa, mais fininha, da Renner, e pra não deixar tudo escurão eu coloquei um toque metalizado nos brincos e no sapato pesado.

ana-soares-curitiba-look-inverno-3

ana-soares-curitiba-look-inverno

ana-soares-curitiba-look-inverno-4

Aí em cima foi no domingo, que fez sol e até “esquentou um pouco” – o duro foi no sábado, quando, à noite, a temperatura chegou a 10 graus, friaca MÁXIMA para uma carioca HAHAHAAHAH!

No sábado foi o dia do meu curso, então eu quis ir mais colorida – só que são poucas as minhas peças de frio coloridinhas, então eu fui ousada e coloquei um vestido com estampa gráfica, de helanca grosso, que eu mal consigo usar no Rio, com uma meia calça cinza, meu casaco cinza comprido na altura dele e uma gola de tricô azul pra esquentar e adornar, hehe!

Adorei o resultado e fiquei feliz de conseguir usar vestido no frio, mesmo colocando em risco as minhas pernas, hahaha, já que a pessoa aqui não tinha uma meia cinza grossa.

ana-soares-curitiba-look-inverno-5

ana-soares-curitiba-look-inverno-7

As fotos estão granuladas porque fomos já no fim de um dia nublado ao Jardim Botânico, depois de morrermos de tanto comer numa churrascaria, hehe! Mas certamente é um look que eu vou querer repetir em alguma outra cidade mais fresca que o Rio, hehe!

ana-soares-curitiba-look-inverno-6

Casaco Stella McCartney para C&A que comprei no enjoei
Vestido O Grito – 180,00
Gola de tricô H&M que comprei no enjoei por 40,00
Sapato Inbox Shoes – acho que paguei 160,00

Eu acho um super desafio se vestir para baixas temperaturas, ainda mais quando não estamos acostumados. É esquisito mesmo pensar em construir algo por camadas, não cair na tentação de só usar preto e cinza porque é, definitivamente, mais fácil mesmo, ou de investir em casacos coloridos – que são poucos os que encontramos em tons que não sejam neutros, né não?

Eu adoraria ter mais opções coloridas pro inverno, mas acaba sendo inútil gastar grana com algo que usarei pouco ou nunca aqui na minha cidade, mas acho que não fiz feio na hora de montar uma mala enxuta pra viajar e consegui me virar bonitinho com o que tinha. 🙂

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

11 comentários

  1. Ô Coisa Rica… Você sabe que niteroiense em São Paulo te entende como poucos Seres nesta galáxia, não? Para mim, o pior é a sensação boneco-Michelin travado por causa das camadas… Como isso me irrita! Tem dias aqui que a temperatura está ‘ível’ para um casaco ou casaco+cachecol mas, tem dias, que nem um sobretudo com algo por baixo dá conta. Tenho visto muitas meninas com pashminas e xales de lã acompanhando os looks e testei: ajuda demais quando já temos camada e, ainda assim, o frio ‘passa’ por elas. Se rola sol, o acessório enfeita a bolsa ou vai na mão. Se venta com fervor, ahahhahaha, elas o jogam no peito e no pescoço e isso ajuda muito!
    Anyway, seus looks bárbaros, as usual.
    Sucesso sempre.
    Bjs

  2. Pati comentou:

    Oi Ana, bom dia! Curti teus looks de frio… mas como boa gaúcha, aqui as camadas são bem mais generosas… rsrsrs… Eu mesma não tenho costume de usar vestido no inverno pq passo mt frio… mas adoro golas e mantas e lenços… eles dão vida pro pretinho de sempre… Beijosss

  3. Ana comentou:

    A dica dos lenços e pashminas é sempre salvadora, protege do vento, da coceira provocada por algumas roupas no pescoço, e ainda serve para dar uma variada no visual mais neutro, sem precisar de tantas peças de roupa de inverno.

  4. Lu Monte comentou:

    Ficaram lindas as produções! Eu sou (ou era) a louca dos casacos, cheguei a ter uns 60 (blazers incluídos), e morando em Bsb, onde quase nunca faz frio. Hoje tenho menos e melhores, inclusive pra frio de verdade. Devem ser uns 20… ainda é muito, mas em São Paulo dá pra usar. 🙂

  5. FABIELLE comentou:

    ADOREI OS LOOKS…. FEZ O PASSEIO COM A JARDINEIRA COMO INDICAMOS OU APENAS O JARDIM BOTÂNICO E UNILIVRE???
    GOSTOU DE CONHECER CURITIBA??
    ABRAÇOS

  6. Ana Clara comentou:

    Adorei o post! E adoraria ver um post com looks de inverno criativos e coloridos. Moro em Floripa e aqui às vezes o frio aperta! Mas detesto recorrer às roupas tradicionais e sem graça de inverno: blusão de lã + casacão preto. Seria legal ver inspirações de inverno por aqui, inclusive com cachecóis, toucas e chapéus! Já usei muito as ideias de combinações com lenços aqui do blog, mas passo frio com eles! Eles não são páreo pro nosso vento sul, haha!

  7. Ana comentou:

    Ficaram muito bonitos os dois looks Ana. É dificil sair do preto, azul marinho, cinza. Eu tenho muitos lenços, pashminas, gorros, algumas camisetas segunda pele, todos bem coloridos. Me sinto muito mal com um look preto. Cinza pior ainda. Mas ó, não tava frio sábado não… rsrsrs. Tava friozinho só. rsrsr. Esse inverno em Curitiba foi mais fraco . Com poucos dias e noites com muito frio. Quem sabe na proxima vez que voce vier a Curitiba eu consigo fazer o teu workshop e aprender melhor como usar as cores. Super beijo.

  8. Ariana Melo comentou:

    Adorei o look com o vestido e a gola colorida. Tá aprovada pra aguentar um frio considerável hahaha! Eu uso muito vestido com meia calça nessa época, acho que fica feminino e elegante, adoro!

  9. ailime comentou:

    Moro en Santiago (Chile) e aquí faz un frío consideravel (hoje a máxima foi de 9°)eminha composição preferida é sobreposições (blusa sobre vestido vestido sobre media calca, maqueta sobre blusa, lenços sobre rudo, shorts e saias con media calca, etc). Aquí o clima é bem definido então é legal que da para soltase toda a criatividade en cada temporada porque cada clima dura só tres meses mesmo.

  10. Graziella comentou:

    Então, Ana, você sentiu o meu drama… só que eu não morro de frio apenas no inverno não… uma vez quase morri congelada em janeiro numa praia de Arraial D’Ajuda! Era umas 17h na praia e veio uma brisa que quase me matou de frio! Realmente acho que devo ter algum defeito de fábrica, porque sinto muito frio mesmo, até no verão, o que torna impossível me vestir apropriadamente. Sempre estou com look de inverno, o que é motivo de piada geral (é, porque moro no triângulo mineiro…). Amigos e familiares vivem me recriminando, mas no meu caso ou é me vestir como os demais (e morrer de frio) ou ficar aquecida. De modo que já desisti de ter uma aparência legal quando se trata de vestimentas… Mas, se um dia você achar que tem jeito, duvido que faz um post para pessoas que morrem de frio no verão de 40 graus! Já até imaginei a chamada do post: “Pessoas hiperfriorentas! Quem são elas? Como vivem e como se vestem? Como não aparentarem estar no inverno de Praga estando no verão mineiro? Descubra no Hoje Vou Assim Off, com Ana Soares”! Hehehe! Beijo grande, adoro seu blog!

  11. Eliane comentou:

    Só hoje consegui parar pra ler o post. Os looks ficaram um sucesso (esse vestido arrasa!) e o workshop foi uma delícia. 😉