As minhas novas e importantes conexões

Tenho recebido com frequência comentários aqui no blog e no instagram sobre como estou cada vez mais confortável comigo mesma, de transparecer estar me sentindo bem na minha própria pele e isso refletir muito no meu estilo.

Eu não acho coincidência tanta gente reparando nisso: eu realmente tenho me sentido feliz ao olhar no espelho. Já passei por diversas fases – que vocês, inclusive, acompanharam ao longo dos anos aqui –, ano passado mesmo eu entrei numa de odiar tudo que eu vestisse, meu corpo, meu cabelo e até desacreditar da minha capacidade.

Não adiantava comprar roupas novas, nem sapatos novos. Eu nunca achava que estava bacana o suficiente e essa cobrança e total falta de conexão comigo mesma foi perniciosa.

Já falei diversas vezes sobre as tantas mudanças que estou passando, mas o principal reflexo vem da forma que estou encarando minhas questões, e, principalmente, por ter parado de me comparar e voltado mais esse olhar para mim mesma, aos 38 anos. E é sobre esse olhar que quero contar pra vocês.

ana-soares-cabelo-curto-hvaoff
Cabelim cortado, cara cheia de fios, e muito feliz

Quem me vê dificilmente saberá que sou uma pessoa insegura por natureza. Sigo em frente, não tenho medo, mas sempre penso que poderia ter feito diferente. Só que meu corte de cabelo em linhas diagonais, a forma como estou trabalhando luz e sombra na coloração, meu vestir com estrutura e geometria (que venho trabalhando na construção e evolução há anos), tudo isso contribui para que eu passe uma mensagem de alguém mais decidida – e isso incrivelmente reflete também em mim! Hoje eu ando com passos mais firmes, me sinto desfilando (juro, kkkkk) e, quando me olho no espelho, percebo a mulher forte e porreta que eu sou.

Em abril eu resolvi investir num curso de aperfeiçoamento para minha carreira. Há tempos eu pensava que os processos do meu trabalho como consultora estavam como um quebra cabeça que falta aquela única pecinha para completá-lo, como se as roupas não fossem suficientes para estabelecer toda a mensagem de estilo que eu gostaria de ajudar a construir.

Essa conexão rosto e estilo tem justamente como objetivo criar o paralelo entre as nossas mensagens de estilo entre o vestir e todos os elementos que compõem o nosso rosto e expressões faciais: cabelo na estrutura de corte e coloração, barba (alô, homens!), óculos e acessórios, o sorriso e o olhar.

É visagismo, mas voltado especialmente para estabelecermos o vínculo com a identidade visual proposta para reforçar os objetivos de cada um. Se, ao encontrarmos alguém, olhamos sempre para seu rosto, nada faz mais sentido que equilibrarmos essa comunicação estabelecida – muitas vezes à primeira vista, sem troca de palavras. Com isso, trazemos propostas que contribuam para que sua mensagem pro mundo esteja alinhada com suas ideias, manipulando elementos para equilibrar os traços faciais e seus arquétipos e temperamento através do formato do rosto, dos olhos, testa, nariz, sobrancelha, queixo, ombros, formato da boca e etc.

O método foi desenvolvido pela consultora mineira Cris Alves e eu cito esse aprendizado com muita gratidão por ela ser uma estudiosa apaixonada pela área. Essa formação foi transformadora, mudando minha visão de trabalho, oferecendo um crescimento absurdo nos meus conhecimentos e possibilidades.

Eu já estava querendo dar um passo adiante e me descolar um pouco desse processo de só lidar com as roupas. Eu queria ampliar e abrir esse leque para poder trabalhar não só com essa ferramenta de estilo, mas também focar no que poderia oferecer de ideias para que mais clientes (homens e mulheres) pudessem optar por uma consultoria que trabalhassem corte, barba, coloração pessoal e outros aspectos ligados ao rosto e a projeção de uma mensagem.

Eu estou MUITO animada para colocar logo em prática essa nova e poderosa vertente do meu trabalho para quem tiver interesse nessa aproximação com sua essência e aviso assim que textos, serviços e fotos forem ao ar, em breve!

ana-soares-jaqueta-kenzo
Aquele momento que você registra o look e se percebe incrível sendo você <3

Tô aqui pensando no que escrever pra encerrar o texto, mas não encontro mais palavras pra trazer o que tenho sentido com esses processos todos. Eu ando feliz demais com tudo isso, mais ainda com a Ana que voltou a se perceber maravilhosa, principalmente.

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

10 comentários

  1. cris comentou:

    Se a Ana anda feliz demais com tudo isso, imagina a gente, que acompanha a Ana e a percebe mais firme, forte e feliz! SUCESSO que o mundo tá pequeno para você. Bjs

  2. Fernanda comentou:

    pois saiba que te ver feliz faz a gente feliz tbm! sucesso!

  3. Juliana, RS comentou:

    Aninha, queri. É essa segurança e esse olhar para si mesmo com carinho e “se achando” que reflete naquilo que a gente por aqui… Siga assim, a gente fica feliz junto!!! Beijos meus!

  4. Lia Guimarães comentou:

    Não existe determinada idade para passarmos por estas transformações. O autoconhecimento é muito importante para esse processo.

  5. Bianca Beatrice comentou:

    Que linda Ana.
    A gnt, q te acompanha há tanto (TANTO) tempo, fica feliz com cada conquista tua. Como se fosse a de uma amiga. 💞
    Lembro que vc comentou sobre isso no workshop, sobre a sua insegurança e como sua cartela de cores e a geometria te ajuda a passar uma imagem mais segura. Achei mto pertinente.

    Seu trabalho é ótimo e, realmente, vc nos mostra q é uma pessoa que está desfilando pela vida.

    😉

  6. Martha comentou:

    Adorei o texto!! Esta conexão já está visível em você… Pode me informar onde cortou o seu cabelo? Ficou lindo!!! BJS

  7. Pâmela Lenoir dos Anjos comentou:

    Você é uma inspiração Ana!! Você me faz querer ser eu mesma, pois você mostra o quão importante isso é. Obrigada <33 Você é linda em todos os sentidos

    1. Ana Carolina respondeu Pâmela Lenoir dos Anjos

      Sua linda! Vamos juntas nos inspirarmos!

  8. Lesangela comentou:

    Olá ana, venho te acompanhando o sei blog a muito tempo. As mudanças que você está passando vem se refletindo em mim. Sou formada em designer de moda e através de vc me sinto segura , decidida e forte..amo seu trabalho..