Como fiquei mais rápida pra me vestir

Num passado não muito distante, eu gastava um tempão pra me vestir. Papo de levar 2 horas escolhendo roupa pra evento e, no final, ainda sair de casa insatisfeita com o resultado. Hoje em dia eu levo exatos 5 minutos pra decidir o que vestir e colocar a roupa, por isso vou dividir com vocês algumas mudanças na rotina que contribuíram para esse resultado fantástico, hehe.

Muita coisa mudou e vocês já estão carecas de saber da importância de compreender meu estilo e do que eu realmente gostava, organizar meu armário, além de fazer a seleção do que funcionava pra minha nova rotina de vida e da peneira com minha cartela de cores.

Só isso já facilitou 500% meus dias, porque o guarda roupa ficou coerente e todas as cores funcionavam entre si, mas eu ainda estava com dificuldade de me sentir satisfeita com algumas escolhas e me atrasava algumas vezes por conta disso.

cores-guarda-roupa
Seguir minha cartela de cores, organizar por cores e só ter o que funciona fez toda a diferença no meu armário

Detectei então algumas falhas na minha rotina e passei a focar mais nelas, o que melhorou consideravelmente a minha vida e me fez deixar de ser definitivamente uma pessoa atrasilda:

Separar tempo na agenda pra me arrumar

Eu já recomendava para as clientes que batem cartão diariamente, mas eu acreditava que não precisava seguir isso, já que tenho horários mais flexíveis. Ledo engano: eu ia trabalhando até o limite de tomar banho, escolher a roupa, me vestir e sair de casa. Invariavelmente precisava escolher a roupa de uma tacada só, vestia, não gostava, mudava e pronto, já estava atrasada. Ia me maquiando no caminho até o compromisso, lembrando que tinha esquecido algumas coisas, e chegava sempre ofegante, nervosa.

Quando comecei o coaching de organização, a Thais indicou logo que eu precisava reservar espaço na minha agenda do Google para me arrumar e do tempo do trajeto. Então, se o compromisso começa às 16h, e eu levaria 1h até o local + 1h me arrumando, eu deveria marcar na agenda que às 14h eu deveria começar a me arrumar, para sair de casa às 15h.

google-agenda

Sei que parece óbvio, mas não marcar isso por escrito e grifado, com alarme e tudo, não estava deixando claro o quanto eu tinha de tempo livre antes e depois de cada compromisso. Marcar o tempo de trajeto e de me dedicar à preparação dele foi crucial para eu ter uma noção melhor disso e me planejar com muito mais calma – o que inclui o vestir, já que faz parte do meu cartão de visita profissional.

Organização do guarda roupa

Já bati direto nessa tecla, mas volto a repetir a importância de visualizarmos tudo o que temos e de só mantermos dentro do guarda roupa o que está em bom estado e funciona pra gente (aqui tem post sobre a organização do meu armário!).

Faz MUITA diferença abrir o armário e ver o que tenho, para rapidamente pensar em algumas ideias de looks. Com isso, não gasto mais tempo procurando onde está a calça tal ou onde guardei uma determinada blusa.

Enxergar tudo e ter mais noção do que tenho e do que pode render, me faz ter mais ideias, como pegar uma calça vinho e, logo em seguida, visualizar na parte das camisas alguma que tenha detalhes em vinho e vá combinar com ela. Eu junto as duas, coloco uma ou outra opção para decidir e pronto!

caixas-organizadoras

Separar a roupa do dia seguinte

Outra dica que é repetida à exaustão, mas que eu acreditava que não era pra mim. Ah, eu tenho mais tempo pra escolher a roupa no dia, não preciso ser tão certinha assim, viva a liberdade criativa, etc etc.

Só que planejamento é também liberdade e eu não me atentava a isso. Quando comecei a dar aula de manhã, precisei acordar às 6h para sair às 7h de casa, então voltei a ter alguma rotina mais cronometrada, ter que dormir mais cedo nos dias anteriores, deixar tudo separado, porque né, quem dá conta de raciocinar tão cedo? hahaha

Então dá-lhe olhar previsão do tempo e já pensar no que eu gostaria de vestir, escolher, experimentar – parte muito importante para analisar se a ideia funcionou no corpo – passar e deixar tudo a postos para só ter que vestir.

Eu estabeleci que eu preciso de conforto para essas manhãs corridas, além de não querer inventar muita coisa. Estou priorizando então looks que não demandem esforços extras como amarrações ou sejam difíceis de vestir.

roupa-do-dia-ana-soares-2
Looks separadinhos e prontinhos pra eu me enfiar neles

roupa-do-dia-ana-soares

Outra coisa que eu sempre faço é pensar num plano B, hehe! Por exemplo, ontem separei uma blusa estampada, uma calça preta e uma jaqueta, considerando um dia mais fresco. Vesti e morri de calor, então já deixei à parte uma saia preta separada, que também ficaria boa com o look e pronto!

Deixar os acessórios separados também ajuda demais, principalmente para não correr o risco de sair sem eles. Já penso no colar, no lenço, no que pode ser um detalhe mais colorido numa produção mais neutra.

Esse movimento não deixa de ser um treino diário e, a cada parada em frente ao armário pra pensar, eu vou ficando mais rápida e decidida. 🙂

Seguir minha cartela de cores

Eu juro que não é jabá do meu trabalho, mas foi algo que fez muita diferença para agilizar meus dias. Quando eu passei por uma análise de cores pessoal, em 2014, eu ignorei completamente a minha cartela, rs. Sério, achei as cores limitadoras e a guardei no fundo da gaveta por um ano.

Quando a resgatei e comecei a estudar mais sobre o assunto, vi que entender sobre as cores que funcionam pra você era diferente de estar limitada. Na verdade a ideia era ampliar possibilidades dentro de uma harmonia que possibilitasse dezenas de combinações sem causar estranheza ou destoar muito uma das outras.

Eu sou essa cartela aí, inverno puro, que é majoritariamente em tons frios, dominada por rosas, roxos e azuis. Como não sou uma menina dada aos rosas, hehe, foco mais nos tons de azul, preto, branco, cinzas e roxos. Mas tenho curtido algumas peças fúcsia!

E, o principal: deixei só cores que estão nela, então tudo que está no meu armário coordena entre si.

cartela-inverno-puro-ana-soares

Quando reparamos nessa cartela, não existem apenas as melhores cores pra gente, mas ela toda tem uma harmonia que permite combinações entre as próprias cores. Isso quer dizer que seguir uma cartela, seja essa ou uma paleta de cores que você estipule, vai facilitar na hora de escolher seu look, porque todas as cores ali vão funcionar juntas!

Então hoje eu pego uma calça vinho e misturo com uma blusa roxa porque eu sei que são cores que estão na minha harmonia e funcionarão bem entre si.

Se você não tem como saber sua cartela, não se preocupe: comece a perceber as cores que você mais gosta de vestir e que rendem elogios, analise friamente se elas têm a ver com você e comece a testar novas combinações para avaliar as que melhor funcionaram, sem medo de ser feliz! 😀

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

13 comentários

  1. Bianca Beatrice comentou:

    Ana, adorei suas dicas.
    Hj não trabalho pq me dedico às crianças, mas qnd trabalhava saia smp noimite do horário por conta desse troca-troca infinito

    Qnd vou me arrumar pra sair é esse caos. Vou tentar me organizar assim.

    E só pelos seus textos e da Gabriela Ganem sobre coloração pessoal, já desapeguei de MTA roupa q eu gostava mas não consegui usar e não sabia o pq!

    Bjoo

  2. Lídia comentou:

    Amei sua cartela!!! Preciso tanto da sua ajuda, mas tá faltando grana agora..Kkkk mas ainda vou fazer uma consultoria com vc!!!!!!

  3. Paula comentou:

    Aninha, queria muito fazer o workshop da cartela de cores, mas não estou morando mais em BH. 🙁

    Desconfio de que minha cartela tb seja a inverno puro, mas queria muito saber ao certo. Vc vai fazer a consultoria online tb?

    1. Ana Carolina respondeu Paula

      Não creioooooo :,( Não, online não dá pra fazer 🙁

  4. Ana comentou:

    ADorei! Estou meio nessa… descobri minha cartela com vc e ainda estou perdida em como usá-la e acabo deixando de lado. Mas a cada coisa que leio sobre a cartela de cores me empolgo mais e coloca cada vez mais em prática. Essa de que todas as cores da certela combinam entre si eu nunca tinha sacado! kkkk Vc arrasa! Beijão

    1. Ana Carolina respondeu Ana

      Oi Ana! Se vc foi minha cliente, não ficando dúvida não! Me manda e-mail que te ajudo! Beijoca!

  5. Cinthia comentou:

    Ah, vai ser um sonho realizado finalmente fazer o workshop das cores neste sábado 💜
    Andava pensando exatamente nesta otimização de tempo, dinheiro e até criatividade! Amo fazer combinações diferentes, mas, quando a base não está muito coerente, complica. Até sábado!

    1. Ana Carolina respondeu Cinthia

      Sua linda! 🙂

  6. georgia comentou:

    oi Ana! vc não pode disponilibizar um molde dessa sua cartelinha pra gente imprimir? Ou sabe onde indicar? estou com muita dificuldade de combinar certas cores de inverno como vinho e vermelho por exemplo. Logo, aposto só em cinza, branco ou preto 🙁

    1. Ana Carolina respondeu georgia

      Oi Ge! Vinho combina com todas as cores, é um neutro! Essa cartela só digitar no Pinterest ou Google “true Winter” – no meu Pinterest tem várias combinações de cores nos painéis! Beijos!

      1. Georgia respondeu Ana Carolina

        Oba!!!! vou procurar lá no Pin a cartela. To perrengando ainda com a calça vinho hahhaha
        bjo!

  7. Que legal!Tô nessa pegada de organização também!
    😀
    Agora, gostaria de uma sugestão…como você organiza cobertores..
    Mantas…roupaa de cama e banho?
    Estou com dificuldades sobre isso…

    Bju no coração.
    meninarosabyrosaalberti.blogspot.com

  8. Paula Fernandes comentou:

    Dicas ótimas. Adorei.