Garimpo de gorda

Eu sempre fui conhecida entre as minhas amigas gordas por ser aquela que gosta de vestir “roupa de magra”. Na verdade isso acontecia com mais frequência porque as tendências demoravam meses para chegar à moda Plus Size, daí sempre preferi “meter as caras” e garimpar peças que me cabiam. Vale lembrar que meu tipo de corpo, mesmo gordo, acaba me permitindo achar uma ou outra peça que me caiba.

Dia desses dei uma andada pelo shopping e resolvi buscar peças da coleção de inverno em lojas de moda regular que ficassem boas no meu corpo e, assim, já facilitar a vida de quem está querendo fuçar as araras por aí. Não é uma missão fácil, mas, para quem puder dedicar um tempinho na busca, pode valer muito a pena!

Hering-Zinzane
À esquerda, no provador da Hering; ao lado, da Zinzane
Hering

Não entrava lá há séculos, acho que andam cobrando um valor bem alto em peças de malha com estampas que não faziam muito o meu estilo, mas dei uma chance para procurar aquelas peças curingas que servem tanto para o trabalho quanto para a saidinha básica de fim de semana. Lembro que a Hering tinha peças de tamanhos bem generosos, mas, tudo o que eu escolhi no tamanho XL sequer entrou, exceto esse tricot lindo! Achei super confortável, e o G caberia em mim tranquilamente – mas não tinha na loja. É peça curinga, super quentinho e custa R$139,00

Zinzane

Depois de muito tempo só passando pela porta, fiquei bem frustrada ao entrar e ver que a maioria das roupas é de um tecido meio parecido com viscolycra. Nenhuma das peças que eu curti tinha em tamanho GG, mas, quando eu já estava saindo, vi um vestido basiquinho com uma pegada navy, e, por sorte, tinha. O tecido era um moletom gostosinho, e tinha um corte super moderno nos ombros também. Além disso, custava R$99,00, ótimo preço para uma peça como ele. Fiquei super chateada por não ter curtido. Não me sinto à vontade com vestido apertado e que marca o corpo, porque preciso ficar atenta aos meus movimentos – e nunca fico.

Renner

Renner-looks

Foi de longe a que vesti mais peças que curti no corpo. Mesmo com o lançamento da Ashua, a Renner ainda oscila bastante em algumas peças, o que é uma loucura. A Renner praticamente aboliu o GG de saias e vestidos (na seção da Blue Steel não achei uma saia ou vestido GG), o que fez os meus garimpos ficarem ainda mais árduos por lá. Ainda assim, encontrei várias peças bacanas e que servem para trabalhar, para um passeio relaxante de fim de semana ou para uma festa onde rola ousar mais no look!

Renner
C&A

Cea

A varejista responsável por renovar meu estoque de papel de trouxa. É impressionante como o GG deles é minúsculo, parece até brincadeira com a cara das gordas! A única peça que entrou foi essa t-shirt mas, como vocês podem ver, entrou mas não ficou boa. Achei super apertada e transparente, como se lembrando constantemente que ali não tem nada para mim. É uma pena, porque eu fico cada vez mais desmotivada a entrar na C&A, e apesar de alguns acessórios serem bem bacanas, me desmotiva enfrentar uma fila gigantesca em uma loja que claramente não me quer como cliente, né?

Vale lembrar que meu manequim é 54, e que infelizmente nenhum short ou calça dessas lojas me cabe, essa é a razão de eu só experimentar blusas, vestidos e saias. Que tal tirar uma tarde de sábado pra dar uma voltinha no shopping e garimpar umas peças bacanas para arrasar neste inverno?

mari-rodrigues-hoje-vou-assim-offMariana Rodrigues
Carioca, 29 anos, gorda. Tagarela de carteirinha, fã de chá gelado e viciada em bons debates na internet. Apaixonada por moda e televisão, escreve sobre esses e outros assuntos também em seu blog aquelamari.com
Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

5 comentários

  1. Cyntia comentou:

    Mariana, enfrento o mesmo problema que você… C&A é tormento, nunca acho nada lá que preste. Eu meio que desisti das grandes lojas, raramente entro em alguma delas. Tenho investido meu tempo e dinheiro em pequenas lojas de bairro e algumas pela internet. Não me arrependo, pois consigo montar looks incríveis. BJS

  2. Regiane comentou:

    A única loja que ainda encontro peças para mim, éna Marisa…. Que as vezes tem coleções mais modernas e com bom acabamento… Lá encontrei uma calça jeans bem bacaninha,além de uma social bem bonita. Mas eu de fato prefiro os vestidos…
    Amei seu garimpo e de todas as peças que mostrou achei as da Render as mais bonitas e que eu, com o manequim 54 tb,usaria!

  3. Paula comentou:

    Quase sempre quando vejo as peças da blue steel fico pensando nas meninas gordinhas, o tamanho g simplesmente não serve em mim! Peso 64 e tenho 1,73 de altura!!!! Sem contar que quase nunca tem peças g disponíveis.
    Sobre a Hering eu tenho peças P e EG, comprei recentemente dois vestidos EG que só precisei ajustar um pouco as alças e fico pensando no absurdo dessas numerações!

  4. Juliana M comentou:

    Mari também visto 54 na parte superior camisas,blusas, camisetas,e 52 na parte inferior ou shorts,calças,saias,daí por diante,super compartilho do seu pensamento de frustração sofre quase os mesmos perrengues fico indignada com a falta de respeito e a estupidez dessas lojas deixam de lucrar mais não ampliam a grade nem a pau gata.

  5. Lari comentou:

    Mariana, se serve de consolo, eu tenho uns 120 cm de quadril (me recuso falar em tamanho pq tenho calças do 40 ao 46 então eu não sei quanto visto) e com essa bunda grande eu também não acho calças que me caibam, principalmente nessas lojas… imagino bem seu sentimento. 😕