Como o coaching de organização está mudando minha vida

Há alguns anos eu reclamo aqui no blog que preciso ficar mais organizada, não digo somente organizar meu armário e está tudo lindo, mas em todos os aspectos da minha vida. Têm vários posts aqui em que eu falo de viver sem desejar tantas coisas e efetivamente ter menos coisas.

Já comentei inclusive aqui com vocês como eu quase colapsei em 2016: ansiedade altíssima, dificuldade de criação, permanentemente cansada, virando noites sem conseguir produzir o suficiente, pegando todos os trabalhos e projetos que surgiam, não conseguia ter tempo pra delegar nada. Fiquei mal de saúde, tive pneumonia, fiquei meses sentindo prostração.

coach-organizacao-hoje-vou-assim-off-1

Prólogo

Durante mais de uma década em que atuei como designer gráfico, eu acreditei que a única forma de conseguir me estabelecer no mercado de trabalho e conseguir ter as minhas coisas era me matando de trabalhar.

Infelizmente a maioria dos escritórios pregava que você precisava dar todo seu sangue por eles. Eu almoçava às 18h, virava noites nas agências, refazia mil vezes uma arte, trabalhava feriados e finais de semana, sofria assédio moral, não tinha carteira assinada.

Hoje
Não tem boca pra se beijar
Não tem alma pra se lavar
Não tem vida pra se viver
Mas tem dinheiro pra se contar
De terno e gravata, teu pai agradar
Levar tua filha pro mundo perder
É o céu da boca do inferno esperando você

Esquiva da Esgrima, Criolo

Depois de anos, estou conseguindo viver como consultora e com o blog, trabalhando de casa. E home office, meus amigos, é um convite para o caos, seja de horários, acordando tarde e compensando virando madrugada, seja de foco, deixando de responder um email pra ir lavar roupa rapidinho.

Por que eu estou contando tudo isso, se o tema é organização? Bom, primeiro porque a maioria desses lugares era uma bagunça generalizada, de todas as partes, que funcionava como efeito cascata. Dos clientes, que eram desorganizados e passavam tudo em cima da hora, dos chefes, que aceitavam os prazos loucos e exploravam seus funcionários, da gente, que não conseguia estabelecer uma ordem pra nada daquilo.

Eu fiquei com esse ranço de muito trabalho = preciso estar ocupada o tempo todo = não dá tempo de me organizar e planejar.

Decidi abraçar a organização de vida

Mas fato é que esse ano eu dei um basta a essa vida, parei de sentir pena de mim e parti pra ação. Então eu aprendi algo muito importante: pedir ajuda. Buscar a mão de quem poderia me guiar nesse processo. E essa guia está sendo minha amiga Thais Godinho, profissional referência do método GTD, autora do Vida Organizada.

Eu praticamente vomitei pra ela todo o meu desespero e angústia: caixa de entrada com emails sem resposta, minha inabilidade de concretizar um planejamento pro blog, o constante esquecimento com as coisas, além da sensação de nunca estar caminhando com mil coisas pra fazer, o que estava me deixando estressada e com insônias constantes. Eu estava sempre reclamando de cansaço e passava hora sentada sem conseguir me concentrar em nada, nem em escrever uma linha. Tudo era prioridade, mas nada era prioridade e acreditava que precisaria de um dia com 40h.

Foi quando eu perguntei: “Thais, você também fica desesperada com tanta coisa?” e ela deu a resposta que foi um tapa com luva de pelica em mim “Não.”. Praticamente um Buda!

Mas desde que comecei a fazer o coaching de organização de vida com ela desde o início do ano e só nesse tempinho já observei mudanças significativas na minha rotina e no meu semblante.

como é o processo

Nossos encontros são semanais durante 1h via skype e a Thais começa entendendo mais sobre nossa rotina e hábitos. Eu fiquei sem saber como seria, mas o processo todo é bem objetivo e você ai internalizando aquilo sem perceber.

O processo de coaching funciona identificando seus valores, sua missão pessoal, seus talentos, de modo que, com isso, ela consiga mapear o que faz sentido na vida de cada um – o equilíbrio das diversas áreas da vida, os projetos mais coerentes, até a organização da rotina como um todo, para que você consiga trazer significado ao seu dia a dia. As sessões podem levar meses ou encontros pontuais, e todas são personalizadas para cada objetivo.

Antes de tudo eu aprendi a usar de forma mais objetiva o Google Agenda, colocando ali só os compromissos com horário – e, olha que genial, a incluir o tempo do trajeto de ida e volta e o tempo que levo me arrumando, pra evitar atrasos e que eu marcasse compromissos muito próximos.

Ela olhou junto comigo toda a bagunça do meu Gmail e me ajudou a categorizá-lo de maneira que eu saiba quais mensagens aguardam ações, quais estou esperando um retorno e o que pode ser arquivado. Só isso já deu um alívio imediato e o mais importante é processá-lo diariamente para evitar emails acumulados!

O mais incrível foi aprender a tirar as ideias, tarefas e projetos da cabeça e a colocá-los no Todoist. A mente ficou infinitamente mais leve, não preciso mais ter que lembrar de fazer tanta coisa, está tudo ali, basta fazer a revisão diária e estabelecer prazos e prioridades para a conclusão das tarefas.

todoist-ana-soares

Tenho usado um caderninho onde colo em cada dia da semana post its com o planejamento o conteúdo para blog e para as redes daquele dia. Chega dessa história de inventar conteúdo no dia que ele vai ao ar!

Estabelecemos um dia agora só pra planejamento e outro apenas para escrever o conteúdo do blog e deixar tudo programado.

O retorno na minha vida

Ainda estamos no processo, eu ainda tenho muito o que melhorar. No início foi bem difícil começar a deixar tudo planejado, eu ainda escorrego na bagunça (sou muito distraída), mas tenho melhorado e superado os antigos hábitos a cada semana!

O próximo passo é melhorar o processamento das tarefas diárias e conseguir estabelecer projetos a médio prazo, planejar por trimestre, essas coisas. Listei mais algumas boas mudanças que percebi nesse período:

– Voltei a dormir melhor e a escrever com prazer pro blog. Agora eu sei exatamente o que devo fazer, sem precisar correr pra inventar conteúdo de última hora.

– Passei a não ficar ansiosa, porque agora sei dizer não. Recusar projetos pode desagradar alguém, mas uma coisa é fato: não vão roubar nunca mais a minha paz. O convívio com meus amigos. A pizza do final do dia regada a muita cerveja.

– Identifico melhor o que pode ficar pra depois e o que é realmente prioridade. Antes eu jogava tudo pra cima e o que caísse primeiro era o que eu pegava.

– Estou delegando mais as postagens no blog, nas redes sociais e nos projetos de consultoria.

A mente tem ficado livre pra criar, estou aprendendo a valorizar mais os momentos de ócio.

– No último workshop fui dormir tranquila porque eu fiz um checklist e deixei já tudo separado pro dia seguinte.

Como saber mais?

Aqui nesse link a Thais explica todo o processo de Coaching e dá pra deixar seu nome e email para que ela entre em contato assim que a agenda vagar. Ela vai se submeter a uma cirurgia em breve, então quem tiver interesse tem que ter um pouco de paciência pra aguardar seu retorno. 🙂

Coaching pessoal

Mas o seu blog tem milhares de links super hiper úteis para quem quer mergulhar nos benefícios da organização! Na última semana eu destaco esses posts que parece que foram escritos pra mim, hahahaha:

Caos não depende do quão ocupada você está

Em que fuso horário você está?

Para finalizar:

Preciso dizer que o que eu mais tenho notado no stories/snaps são profissionais romantizando o excesso de trabalho. Toda hora exibindo suas agendas ocupadíssimas, com mil clientes, como suas vidas são corridas e como são pessoas muito requisitadas inclusive pelos seus seguidores, com dezenas de emails não lidos. Gente, isso só aumenta a frustração e ansiedade!

Não se deixem levar por quem ostenta ou – na maioria das vezes – “aparenta” essa vida de sucesso profissional. Cada um tem a sua vivência, sua rede de apoio, seu tempo pras coisas. Ser bem sucedido não é ter 15 mil emails não lidos, ser conhecido nas redes sociais e nem se dizer sem tempo pra nada.

Ter menos coisas, pra ter menos gastos e entender que nada é urgente, só gente.

Thais: gratidão eterna.

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

22 comentários

  1. Marcella comentou:

    Fiz o curso do GTD com ela e foi muito bom, tem mudado minha vida! 🙂 Vou testar este todoist, obrigada pela dica 🙂

  2. Paula comentou:

    Você e a Thais são as minhas musas inspiradoras, você pela mudança de carreira e a sua postura com o seu trabalho e a Thais pela organização e leveza. Sou muito grata pelo trabalho que vocês desenvolvem e fico muito feliz com as parcerias =)
    Tenho passado por um período turbulento de término de um relacionamento longo e o post “Caos não depende do quão ocupada você está” foi quase um tapa na cara! haha
    Estou tentando colocar a minha vida no eixo e elencar novamente os meus valores e prioridades.
    Amei essa postagem!

    Beijos

    1. Ana Carolina respondeu Paula

      Paulinha, que vc atravesse esse momento com muita serenidade! Beijo enorme!

  3. Ana, querida!

    Que bom ler seu texto tão maduro e inspirador. Privilégio é ter tempo para cada coisa que é importante, inclusive o tempo de não fazer nada, que faz super bem para uma mente mais sábia e tranquila. Um beijo!

  4. Marcia Lo Fiego comentou:

    Aninha querida tudo bem? Interessante ler esse post hoje, estava pensando sobre isso esses dias. Tenho notado ultimamente que as pessoas estão medindo a importância e o sucesso pelo quanto elas são ocupadas! A frase padrão é: “estou super enrolada fazendo mil coisas”, eu acho que essa ocupação toda está na cabeça das pessoas e o quanto elas não tem tempo para o que não interessa…até para as amizades….(como dizem por aí, tempo é preferência) fico muito triste de perceber que cada um está se fechando no seu próprio mundo. Talvez esse não seja exatamente o assunto desse post, mas me fez lembrar essa reflexão! Um beijão

    1. Ana Carolina respondeu Marcia Lo Fiego

      Sim, Marcia! Eu infelizmente já entrei nessa espiral, deixei de ver amigos…nada com a maturidade trazendo sapiência pra gente!

  5. Rute comentou:

    Oi Ana minha querida.! Tenho vc como uma amiga. Vigio seu blogueira há anos e sempre me inspiro com ele. Estive um tempo ausente mas eis que cá estou. Também amo a Thaís e as dicas delas tem salvado a minha vida.
    Muito legal vc compartilhar sua história com a organização. É maravilhoso saber que as pessoas digitais são reais como nós e que não se preocupam somente em “parecer”.
    Desejo sucesso sempre. Bjos!

    1. Ana Carolina respondeu Rute

      Sua linda, bem vinda de volta! Beijo enorme!

  6. Bianca Beatrice comentou:

    Seus posts, sempre tão relevantes, Ana!

    Sabe q hj MTA coisa q sinto vontade de comprar, para e penso “admirar sem possuir”… E então, 90% das vezes, desisto dá compra, por mais “baratinho” que seja.

    A vida é uma constante evolução, mas precisamos de pessoas como vc pra nós lembramos de manter o essencial.

    Obrigada

  7. Lucia comentou:

    Que doido perceber q sou organizada por natureza, tipo: como vc vivia sem google agenda? Coloco nela até lembrete pra tomar remédio! Kkkkk

    1. Ana Carolina respondeu Lucia

      eu já usava o G Agenda, mas eu anotava TUDO ali, inclusive o que não tinha prazo…aí vivia uma zona. Só coloco ali agora o que tem horário 😉

    1. Ana Carolina respondeu Re

      SIM!! Vou entrevistar a Marina e ver se ela me ajuda a complementar o post com algumas alternativas!

  8. Rosana de Castilhos Peixoto comentou:

    Já comentei contigo no Snap (adoro que tu responde, me sinto amiga <3).

    Mas quando falaste sobre a romantização do trabalho nos snaps da vida, lembrei da Bel Pesce. Seguia ela e achava meio exagerado aquele ritmo dela. Trabalhar durante voo internacional me parecia um pouco demais. Aí, um dia, ela fez um desafio de acordar as 5h da manhã pra render mais (sendo que ela ia dormir tarde, devido ao trabalho).Foi a gota d'água. Parei de seguir na mesma hora. Tava me sentindo ansiosa de não ter a vida tão "bem resolvida" como a dela, que com menos idade que eu, já fez tanta coisa (bom, isso foi antes de aparecer toda a vida dela devido ao erro de marketing do hamburguer).
    Hoje tenho pena da menina. Uma hora ela vai colapsar. E não vai demorar!

    1. Ana Carolina respondeu Rosana de Castilhos Peixoto

      Lindona! 🙂 Eu também parei de seguir gente que quer se mostrar produtiva a qualquer custo, ou que fica repetindo diariamente que está indo trabalhar…se fosse estivador, ninguém ia tirar essa onda 🙁

  9. Adriane comentou:

    Pois eu estou na contramão disso tudo.Tenho uma preguiça mor dessa gente que coloca no perfil- mãe de 3,fitness,dona de casa,coach,atleta,médica,aff.Eu amo o ócio,sempre
    amei.É devastador pra saúde essa vida atribulada de hoje em dia.Quanto mais as pessoas correm,aí que eu desacelero.Só quem sofreu com crises de ansiedade generalizada sabe do quê estou falando.VIVA O ÓCIO!

  10. Adriane comentou:

    Ah..duas frases que odeio.E olha que eu trabalho,hein!Não vivo de renda,infelizmente.
    “O trabalho enobrece o homem” e “Tempo é dinheiro”.Pra mim tempo é VIDA.

    1. Ana Carolina respondeu Adriane

      EXATO!

  11. Daí você termina o post com uma vontada INCONTROLÁVEL de contratar a Thaís, como faz pra lidar com essa ansiedade, hein?
    E, no mais, não suporto quem ostenta essa coisa de “ain, como estou ocupadaaan” nas redes sociais. Gata, se você está fazendo stories/snap, não está tão ocupada assim.

    OBS.: Agora que você está assim serena e disponível, podemos marcar um chope?

    1. Katia Regina Gomes Ferreira respondeu Fernanda Alves

      kkkkkkkkkkkkkkk me chama que eu vou também.

  12. Conheço o método GTD, mas falta a coragem (e vergonha na cara) para colocá-lo em prática hahaha.
    Pense numa pessoa que ama organização mas é preguiçosa?! Não sei como, mas sou assim!!
    Obrigada por compartilhar a experiência!

    1. Ana Carolina respondeu Isis Tomie

      hahahaha te entendoooooo