Roupas e moda praia plus size na loja virtual da C&A

Recebi hoje um release e achei importante postar no blog. Graças às blogueiras maravilhosas, como a Ju Romano e a Paula Bastos, descobri a Flaminga, uma loja multimarcas plus size virtual, que tem o objetivo de democratizar a moda e levar uma curadoria de roupas bacanas para mulheres que vestem do 44 ao 60.

303703_674547_img_6364

A Flaminga tem uma super variedade e peças muito bacanas, que vão de vestidos de festa a moda praia, e eu já recomendei muito o e-commerce para as minhas clientes que tinham problemas para encontrar principalmente partes de cima de biquinis em tamanhos maiores. E eles têm muita, mas muita opção!

303703_674546_img_4836

Aí, voltando ao release, a C&A acaba de fechar parceria de marketplace com a Flaminga, para comercializar as peças da marca na seção Feminino, na categoria Plus Size, do site da rede. O sortimento inclui roupas casuais, lingerie, esportes e moda praia.

Eu achei a proposta muito, mas muito legal, mas agora, lendo melhor o email que recebi, acho que só vai pro virtual, né? Pô, juro que fico frustrada em ver Renner (com a Ashua) e C&A ainda restringindo a moda para gordas só para o online. Eu queria muito poder ter essas opções ao vivo para minhas clientes provarem e perceberem no provador ainda o caimento da roupa, etc etc.

Acho que é ótima a notícia, mas de cara não entendi a vantagem de comprar na C&A se posso comprar na Flaminga. A Hadi é leitora do blog e comentou na nossa fanpage que talvez seja pelo parcelamento no cartão C&A, já eu acho que é uma forma da rede ter uma curadoria pronta de outra loja e, pra Flaminga, de ter mais consumidoras conhecendo eles. Bom, eu ainda quero ver algo nas lojas físicas, ter as mulheres gordas lindas andando nas araras sem medo de ser feliz!

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

6 comentários

  1. Izabela comentou:

    Não faz nenhum sentido vender roupa pra apenas online!
    Eu como consumidora de roupas plus size fico muito frustada.

  2. Juliana M comentou:

    Decepcionante!!!
    O que é uma coleção por dedução?C&A e Renner fizeram isso com a mulher acima do peso dando a única opção de venda pelo sait,tirando o direito das consumidoras gordas se sentirem como as d+,de poder ter o direto de ir numa arara na loja puxar um cabide com uma peça de tamanho maior,porquê a “moda” e gorda não combinam,eles banalizam de vez.
    O fato de ver uma gorda feliz
    perambulando nas lojas com roupas que lhes cabem não tem graça,temos que ser as marginalizadas, ridicularizadas pela “moda” como castigo por não seguirmos um padrão imposto pela mesma.

  3. Patricia comentou:

    Eu não sou plus size, mas solidarizo com a causa, até porque mesmo eu tenho dificuldade com os tamanhos nas lojas às vezes. O que me incomoda é achar que todas as mulheres que estão acima do peso tem o corpo tipo ampulheta com cintura mais fina e quadril largo. Tem outros tipos de corpos e às vezes mesmo a roupa entrando, acaba não caindo bem, eu mesma sofro com isso porque não tenho quadril largo, mas sou um pouco gordinha, e às calças pra fechar na cintura ficam super largas no quadril.

  4. Dora comentou:

    Quem diria que um dia veria que tamanho 44 é plus size.
    Abaixo essa ditadura da moda ridícula e amoral.

    1. Juliana M respondeu Dora

      Verdade!concordo contigo, compartilho do mesmo pensamento Dora.

  5. Fátima comentou:

    Só reforça o preconceito que demonstram pela consumidora plus size e reafirmam se tratar de uma ação meramente comercial: seu dinheiro me interessa, mas entrar na minha loja e se misturar às outras consumidoras, nã-nãni-nãnã.