Roteiro de brechós do Rio de Janeiro – parte 1

Prometi e aqui está, a primeira parte do roteiro de brechós cariocas! 🙂 Para essa leva inaugural, fiz uma mistura de tipos de brechós: tem dos hypados até aquele bazar de igreja. Brechós têm que gerar aquela surpresa boa na gente, e isso tanto pode ser conseguir numa peça de marca  vintage, quanto aquela que tem uma qualidade boa e não custa mais que um lanche no shopping.

Em muitos também é ainda possível encontrar peças de tamanhos maiores, roupas em bom estado de tecidos mais finos como linho, chamois e seda. Isso é moda inclusiva, trabalhar conceitos arraigados e estereotipados de peças velhas ou em mau estado e transformá-los com novas propostas, apresentando curadorias antenadas, preços baixos e itens exclusivos.

Ainda faltam vários para completar esta lista, mas cito nessa postagem os que eu mais frequento ou aqueles que conheci recentemente e exigem um garimpo mais apurado – mas que sempre podem render algumas belezinhas.

Brechó O Grito

Para quem procura peças vintage conceituais, o Grito é daqueles com garimpos exclusivos e de muita qualidade. Funciona de forma itinerante: ora o curador Thiago Neves faz evento na Comuna, ora atende na sua residência. Eu testei os dois formatos e prefiro indiscutivelmente o atendimento no ateliê/casa por ser mais cômodo e melhor de visualizar a roupa – peças antigas exigem aquela olhada redobrada para fiscalizarmos manchinhas e puídos no tecido, o que nem sempre é possível numa iluminação mais escura de evento.

img_7396
Eu e minhas amigas Jana e Bruna nos divertindo no O Grito 🙂

12188077_641224862686087_6947121783295857339_o

O Grito já rendeu joias preciosas do meu guarda roupa, como esse vestido com estampa art deco a 150 reais e, mais recentemente, essa saia lápis a 60 reais. Os preços são mais elevados, mas para quem não tem paciência de garimpar araras abarrotadas e empoeiradas, vale o custo: tudo é organizado por cor, tipo, higienizado e a curadoria do queridíssimo Thiago é perfeita, com muita informação de moda.

o-grito-hoje-vou-assim-off-1
Vestido e saia garimpados no O Grito

Não existe um local fixo, mas para acompanhar a agenda do brechó e perguntar sobre possíveis visitas, basta curtir a página no facebook.

Brechó O Grito
(21) 97956-7427
[email protected]

Belchior Brechó

O Belchior gera mixed feelings, tentarei explicar: quando você chega, acha super maneiro, decoração incrível, aquela coisa bem hipster (descolada). Aí você cavuca as araras e…nhé. Legal, mas não acho imperdível. Tem bons achados e como qualquer brechó é preciso ir sempre e garimpar, claro, mas sei lá. Brechó que vende camiseta de malha a 70 reais não é algo suuuper interessante pra mim.

belchior-hoje-vou-assim-off-3

belchior-hoje-vou-assim-off-2

Por ele ficar dentro da Fábrica Bhering – uma fábrica desativada de chocolates que foi ocupada por artistas e neo marcas – o torna mais bacana e aí vale dar uma passada e conferir, já que dentro da própria Bhering tem várias opções. Inauguraram há pouco tempo a loja em Ipanema, que não fui ainda, e como aquela área do Rio é mais carente de locais second hand, talvez seja uma boa.

Mas ainda continuo achando caro e com poucas opções super-mega-hiper-incríveis. Talvez eu precise conferir num dia de eventos ou logo que os donos retornam das viagens trazendo novidades – as peças são mais contemporâneas, só que parecem vindas de um filme na Califórnia, hehe. De qualquer maneira, ampliaram recentemente a loja e oferecem também araras com roupas masculinas, com provadores e ar condicionado.

belchior-hoje-vou-assim-off-1

Belchior Brechó
R. Orestes, 28 – Santo Cristo, Rio de Janeiro – RJ
Rua Visconde de Pirajá, 351 – Ipanema, Rio de Janeiro – RJ
Telefone: (21) 99669-6976

21 Brechó

Empreendimento da minha amiga Lu, o 21 fica num casarão histórico na Tijuca e o atendimento é sempre regado a muita simpatia e diversão. O brechó tem um mix variado, com peças vintage àquelas mais atuais, de itens do dia a dia a roupas de festa, algumas opções masculinas e infantis. Todos os itens ficam bem organizados e nenhuma arara é abarrotada, o que permite vasculhá-las com tranquilidade. Perfeito para quem busca peças para trabalhar ou cotidiano, com muita opção atual, casacos e acessórios variados. Vale a visita!

araras-brecho

21-brecho-arte-hvaoff
Foto do blog Meu aleatório

A Lu é super criteriosa na seleção e os preços são muito amigos: já avistei saias de couro a 42 reais, conjunto de chamois a 60 reais e blazers pelo mesmo valor, de marcas como Animale, Enjoy, Farm, Cantão, até grife, como um trench YSL que já passou por lá. Nesse post e nesse eu mostro algumas peças do brechó, meus achados e os respectivos valores.

21 Brechó
Rua Jurupari, 21, Tijuca (perto do metrô Saens Peña, mapa aqui)
Tel: (21) 3256-6168
Aceita cartão e funciona de segunda a sexta, das 10h30 às 19h

Brechó Mix – Paróquia Santo Afonso

Mais uma opção tijucana, dessa vez é para quem curte um garimpo roots, com direito a bazar de igreja! A Paróquia Santo Afonso abre suas portas todas as teças e quintas-feiras para seu brechó nos fundos. Eu percebi a frequência de muitas senhorinhas bem humildes, e saquei que ali era a oportunidade delas ficarem ainda mais alinhadas e linducas gastando bem pouquinho.

brecho-mix-hoje-vou-assim-off
Foto do blog da Ju, o Tem no meu quintal

Parece um bazar improvisado, mas é bem organizado e, no geral, limpo. Tem uma área com ar condicionado e provador, com divisão nas araras para vestidos de festa, blazers, ternos masculinos, camisas e calças. Avistei pouquíssimos acessórios e bolsas. Os preços são extremamente baratos: comprei um blazer tamanho 52 por 12 reais e um outro, de linho, por 14 reais.

Nada que peguei custava mais do que 25 reais, mas não avistei muito achado por lá e é preciso observar com atenção o estado geral das peças. Não peguei nada incrível, mas quero voltar lá essa semana para atualizar as impressões, já que recebem roupas diariamente – e como encontrei justamente os blazers de tamanhos maiores que eu precisava, então valeu.

Brechó Mix
Rua Barão de Mesquita, 275, nos fundos da igreja Santo Afonso. Perto do metrô da Saens Peña e do Shopping Tijuca.
Funciona às terças e quintas de 15h às 19h e sábados de 15h às 18h
Aceitam somente dinheiro

Brechó do Amparo Thereza Christina

Esse foi dica da Ana Paula, leitora do blog, que é também voluntária de algumas ações da casa. O brechó fica dentro de um asilo para idosos no bairro do Riachuelo, num casarão centenário. Eles cuidam de mais de 50 senhoras, com muito trabalho, carinho e dedicação. Como não possuem nenhuma ajuda do governo, promovem muitas ações para manter a casa e os custos dos tratamentos das suas moradoras, por isso todas as compras são revertidas para o auxílio e manutenção da instituição.

O Amparo tem um bazar/brechó permanente com roupas, acessórios e vários livros, eletrodomésticos, discos e móveis antigos e, logo que cheguei, fui recepcionada por uma voluntária do brechó cantando e tocando violão, uma lindeza. A equipe se reveza para manter o local, o atendimento é ótimo e o espaço tem provador, mas de cara dá uma assustada a quantidade de itens pendurados e aglomerados.

brecho-amparo

São muuuuitas roupas e é preciso paciência e tempo para completar o garimpo com sucesso, pois tem muitas bolsas, acessórios, roupas femininas e masculinas, vestidos de noiva (!), camisolas de vovós (!!!), roupas de época, dezenas de calças jeans e sapatos, tudo bem setorizado. É necessário observar com cuidado o estado das peças, pois algumas apresentavam manchinhas e mau estado de conservação.

E não saí de lá de mãos abanando: encontrei justamente o que precisava para uma produção, um blazer de linho tamanho 56 por 10 reais e uma camisa social de algodão tamanho 50 a 6 reais! Os preços são aburdamente baratos, então vale muito a pena vasculhar com frequência, sem contar que você estará ajudando as idosas do lar.

O brechó das vovós fica próximo ao Senac Riachuelo, então dá pra descer na estação de trem e andar um pouquinho.

brecho-amparo-2

Brechó do Amparo Thereza Cristina
Rua Magalhães Castro 201, Riachuelo, Rio de Janeiro, RJ
Tel: (21) 2261 0020 e (21) 2241 8065
segunda a sexta, de 09:30 às 17:30 e aos sábados, de 09:30 às 16:30
Aceitam somente dinheiro

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

3 comentários

  1. Duda comentou:

    Oi, Ana! Sempre acompanhei seu blog e adoro Brechós. Tenho uma dica legal pra você em Laranjeiras – Garimpo Carioca! Existe há 9 anos no mercado de brechós e é bem conhecido. Tem todos os preços e tipos de peças. Se um dia você tiver a oportunidade de conhecer vai valer a pena. Beijo grande.

  2. Fernanda da Silveira Magalhães comentou:

    Belchior não me anima nem um pouco.

  3. Bruno comentou:

    Oi, Janaina! Gostaria de saber o endereço do seu brechó. 🙂