A saga da organização

Estou atrasada com minhas postagens no blog, mas só deu tempo de sentar aqui há pouco e agora eu explico o motivo para vocês, que acompanharam a minha mudança: eu estou com uma organizadora profissional (ou personal organizer), a Rafaela Duarte, me ajudando em casa!

Na verdade ela veio ajudar a encontrarmos soluções para a disposição das roupas no meu guarda-roupa, nas estantes e nas minhas gavetas do escritório. Organizar é diferente de simplesmente guardar justamente por não ser apenas sobre dobrar e colocar numa gaveta: analisamos quais são as minhas necessidades, divide-se de uma forma prática o que se usa mais e o que se usa em menor frequência e planeja-se uma solução para aproveitar o espaço que se tem para dispor os itens de uma maneira condensada, de fácil visualização e com uma lógica.

Desde que comecei a dar o workshop Construa seu estilo e organize seu armário com a Thais (aliás, vai rolar mais uma edição dia 30/7 em SP, inscrições aqui!), eu aprendi MUITO com ela sobre esse universo – ela dá uma super aula do assunto, enquanto eu falo sobre estilo, coordenação de looks e versatilização do que se tem. Ok, eu aprendi um tantão, mas nada de colocar o que eu queria em prática – casa de ferreiro, gente. E não adianta saber sem se dedicar!

saga-organizacao
dor, desânimo e desespero definem.

Não basta aprender, tem que investir um tempinho (15 minutos já ajudam, vai) todos os dias nisso. Eu entrei numa espiral louca de trabalho que foi tornando meu tempo e disposição escassos, o que se agravou com a mudança repentina de apartamento. Ou seja: joguei tudo de qualquer jeito para a mudança acontecer, não tive tempo de me desfazer de muita coisa antes, paguei excesso pra transportadora e, pra piorar, após 3 meses de apartamento novo, eu ainda não tinha pensando numa solução pra bagunça. Tá, eu sei, tudo desculpa.

Com as roupas e bolsas em caixas, comecei a ficar muito nervosa e saí ajeitando tudo de qualquer maneira no armário, pra me livrar pelo menos das caixas. Não resolveu muito, pelo contrário: como eu não tinha uma lógica para estabelecer onde as coisas ficariam, com a correria dos meus dias somada ao nervosismo de ver a zona, eu atochei muita coisa sem pensar e joguei a toalha. Claro que, com isso, eu continuei não encontrando nada, perdia tudo em 5 segundos, ficava nervosa de novo e aí vestia qualquer coisa.

saga-organizacao-3
Registro do antes, com a bagunça da cama refletida, mas era o que ainda precisava entrar nessa zona chamada armário! Estava tudo organizado por cores, cabides iguais…mas a preguiça me dominou e baguncei tudo depois da mudança. 🙁

Estava me sentindo péssima, tinha lido e aprendido sobre organização mas não conseguia tempo pra isso. Pior, eu não tinha noção por onde começar. Me senti um zero à esquerda, uma eterna bagunceira, frustrada por não conseguir me dedicar às minhas coisas.

Aí a Rafa, que, assim como eu, também é instrutora do Senac, falou do seu serviço e eu topei na hora. Percebi que não se tratava de eu ser uma “bagunceira que não tem mais jeito”, mas eu precisava de alguém pra me conduzir no processo, pra me treinar a pensar de uma maneira mais lógica sobre minhas coisas, mostrar soluções que eu desconhecia. Aprender antes, para manter e colocar em prática já com tudo planejado seria bem melhor. Não é muito melhor do que só entulhar cada vez mais o armário?

saga-organizacao-rafa
Rafa, a salva-vidas, ops, a organizadora, já com a mão na massa 🙂

saga-organizacao-4

Ora, se eu ajudo mulheres a se encontrarem com seu estilo pessoal e a perceberem o potencial do seu armário, por que não ter a ajuda de alguém para organizar de fato meus instrumentos de trabalho (no caso, as roupas, acessórios, bolsas e sapatos)? Eu quero aprender como faz e isso é treino, e faz parte também receber orientação.

Além disso, ter o suporte de uma pessoa para tirar tudo que se tem, perceber o montante, olhar de fora o que estava ali só ocupando espaço e o que estava esquecido por ter ficado soterrado, estudar a melhor disposição de cada item, está deixando tudo mais fácil e tranquilo. Tirei muito, mas muito mais coisa pra doar e pro enjoei (lojinha em breve!), não me senti julgada nem incompreendida, pelo contrário!

Começou a nascer uma nova consciência e novos hábitos. E, pela primeira vez em meses, anos, eu estou leve de verdade. Estou vendo tudo se transformar, estou pegando o jeito de encontrar soluções e não simplesmente guardar. E estou muito grata por estar dedicando esses dias a esse aprendizado.

Esse é o primeiro post da série sobre organização aqui no blog – nunca pensei que eu escreveria sobre isso, mas vai ser muito importante dividir essa experiência com vocês. Vou descrever tudo que vai rolar, como está sendo o processo, o trabalho da organizadora profissional (que pode ser feito, aliás, antes das mudanças e sem a gente do lado o tempo todo), o que vamos comprar para ajudar a deixar meu armário mais inteligente e prático.

Eu estou inclusive gravando vlogs (!!!!! uhuuuu!) de todos os passos e espero que isso ajude mais e mais pessoas que, como eu, se sentiam péssimas com a bagunça e incapazes de darem uma solução a esse problema.

Pra quem já quiser falar com a Rafa, ó os contatos dela: facebook, instagram e email: agenteorganizarj(arroba)gmail.com e eu já registrei vários passinhos da organização no meu snapchat hojevouassimoff 🙂

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

6 comentários

  1. Jaqueline fagundes comentou:

    Ana:montei um quarto novo pensando nas minhas necessidades e tirei TUDO de dentro do velho, e selecionei todas as peças, sapatos, bijus, bolsas antes de guardar, seguindo várias dicas de sites de organização: cabides iguais, divisorias de gavetas, sacos para acondicionar ternos e vestidos longos…planejei uma sapateira (era meu sonho de consumo😃) ficou ótimo!foi cansativo mas realmente vale a pena. Hoje penso num look e sei onde tudo está. Vai valer a pena… força…beijos

  2. Keylla comentou:

    Ansiosa pelo próximo post, Ana! Sou a doida da organização. Amo o tema. Quando entrei para o minimalismo li vários livros, procurei ajuda na internet (aí conheci seu blog) e comecei a aplicar no roupeiro. É uma sensação de leveza que dá…

    Aguardando as novidades.
    Beijos!!

  3. Denise D. comentou:

    Ana, Vc está certíssima.
    A gente precisa sempre reavaliar nossos armários, e também a nossa casa. Na maioria das vezes, temos coisas demais, desnecessárias e que nem trazem mais felicidade. Me sinto bem mais leve quando me desfaço dos “encalhados”.
    Outras pessoas serão felizes com eles.
    bjs

  4. Ana, fico contente com sua decisão. A organização profissional é muito bem-vinda em vários casos, especialmente o seu. Parabéns por compartilhar o serviço e sua experiência positiva para suas leitoras!
    Um beijão.

  5. Ariana Melo comentou:

    Oii Ana! Adorei a ideia, e estou ansiosa pelos posts de organização, adoro este tema, e procuro manter as coisas em ordem, mas sempre tem uma dica nova que pode nos ajudar. Imagino o seu desespero ao não conseguir lidar com a bagunça, tem horas que a gente desiste mesmo, né?! Mas vai dar tudo certo!! hahah
    Bjs

  6. Rachel comentou:

    Oi Ana, adorei o tema. Aguardando novos posts com dicas de organização. Beijos.