Roupa de ficar em casa

Um dia como hoje mostra até alguma coerência das vitrines das lojas anunciando coleções de primavera: sol e dias lindos deixam os cariocas felizes desfilando de perna de fora por aí, curtindo uma prainha e sem aquele suadouro horroroso de verão. 🙂

Bom, o vestido desse post é uma das roupas que eu tenho usado pra trabalhar de casa, para fugir do esquema pijamão. Quando a gente trabalha fora dos moldes e padrões conhecidos pelas pessoas é fácil se afundar nos itens a fazer, perder o horário porque ainda nem está pronta, enfim, tô tentando ser mais disciplinada! Aí já fico de banho tomado e com roupas confortáveis, mas que sejam arrumadinhas! Preciso sair? Basta incrementar com acessórios, uma bolsa bacana e pronto!

Obviamente não fico na montação até porque sempre vou na cozinha e faço algo pro lanche, meus gatos sobem no colo e o enchem de pelo, mas quando eu sei que tenho tarefas na rua, já coloco algo prático sem deixar de ser interessante. Se não, mando ver nas t-shirts, shorts coloridinhos ou calças de moletom/esportivas ou modelagem pijama, sabem? E cuidando para não ter nada rasgado, furado ou manchadão!

A tendência é ficar com pena da roupa “Ahhhh, mas um vestido tão lindo pra usar em casa??”. Não, gente. Ninguém vai fazer faxina com ele, rs. Mas muitas vezes eu vou ao banco ou ao mercado, emendo em uma ida ao shopping, um amigo liga avisando que está por aqui e quer te ver. Não é muito melhor quando já estamos com meio caminho andado? 😉

Eu já estava saracoteando com esse vestido há dias, mas sempre combinado com chinelo, bem esquema mendiga arrumada que eu amo hahaha! Só que ele rende muitas combinações, ainda preciso mostrar pra vocês com tênis e blazer branco, que amor. 🙂

E o look está bem em conta: vestido de bazar entre amigas, sapato de liqui, acessório de brechó. 🙂 Ah, sim, é um vestido todo trabalhado na brasilidade, hehe

vestido curto com estampa de quebra-cabeça nas cores verde, azul, verde claro e branco, colar de madeira, sandália dourada

vestido-camuflado-2

vestido-camuflado-3

vestido-camuflado-5

Vestido Redley comprado em bazar de amigas – 40,00
Espadrilhe Sonho dos Pés – 50,00
Bolsa Sonho dos Pés que ganhei da marca mas custa 129,90
Pulseira dourada Brechó do Casarão – 15,00
Brincos e anel Sobral – 50,00 cada
Colar Lita Raies
Óculos ZeroUV – 9,90 dólares

fotos: Paulo – clique para ampliá-las!

Assim vou tentando me adaptar a um novo cotidiano, buscando me sentir bonita também dentro de casa, sem me desesperar com a hora de algum compromisso. O risco de passar mais tempo homework é justamente o de cair numa rotina de preguiça e descuidar demais do estilo. E olha que eu saio muitas vezes, nem sempre fico direto aqui!

Claro que já faltou vontade para me arrumar, tenho estado bem mais preguiçosa pra abrir o armário e pensar em combinações quando não tenho motivação para sair todos os dias. A ideia é resgatar o prazer de se arrumar pra si mesma! Mesmo sem ninguém olhando eu gostar de me sentir bem, encontrar no meu interior a motivação diária para continuar me achando bela e faceira 🙂

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

21 comentários

  1. Camila Oliveira comentou:

    OMG, tô começando a perceber que definitivamente preciso de vestidos mais soltinhos pra ficar em casa assim. Realmente, tem dias que bate um desespero danado quando tô em casa e preciso resolver algo na rua de ultima hora. Esse vestido tem uma estampa linda e com a espadrilhe + essa bolsa e o oclão, que luxo.

    Adorei o look, Ana. E sempre que dê poste mais looks assim, é uma inspiração danada pra gente.

    Beijos

    1. Camila Oliveira respondeu Camila Oliveira

      só faltou o valor do colar lindo da Lita.

      1. Ana Carolina respondeu Camila Oliveira

        Esse eu ganhei, não sei o valor! Beijos

  2. Viviane Moreira comentou:

    Acho que este post é pra mim! Desde março ando largada… 🙁 Tô desempregada e me sentindo a última bolacha do pacote, o que quer dizer toda quebrada! 🙁
    E esse lance de ficar em casa só mandando curriculum pela inter é se entregar ao velho pijama furado, é como estou no momento.
    Adorei o vestido fofo! Já me imaginei nele, tipo deprimida, desempregada, mas bem vestida! hahaha 😛
    Bjs
    Vi

    1. Marlene respondeu Viviane Moreira

      Com esse vestidinho lindo a deprê acaba rapidinho!!E as vezes a última bolacha do pacote é a mais cobiçada,haha!

  3. Amei o vestido!!! Amo combinações de azul com verde!!!

    bjs

  4. Cinthya comentou:

    Só eu pensei que esse vestido super casaria pra assistir aos jogos do Brasil!? todo trabalhado no verde, amarelo, azul e branco? E o look final ficou lindo. Eu, que não sou tão fã de espadriles, achei essa o máximo! Beijocas, Ana!

    1. Ana Carolina respondeu Cinthya

      meu marido falou a mesma coisa, hehe

  5. [email protected] comentou:

    Preciso muito me inspirar, pq em casa pareço uma mendiga…kkk

    Obrigada Ana!

  6. crayse any comentou:

    Me identifiquei…em casa fico o dia todo de pijama de moletom e em nada lembra a mulher que se arruma para ir p o trabalho. E qd aparece uma visita inesperada, rola o maior desespero p trocar de roupa antes de abrir a porta kkk. A partir de hj, pijamão só na hora de dormir!!! Bora ficar mais bonita em casa, valeu Ana! Bjs

  7. Mari K. comentou:

    Suas fotos mostram um Rio de Janeiro lindo de morar…

  8. Mariana comentou:

    Pra mim uma das melhores coisas de se trabalhar de casa é o conforto das roupas, moletom no inverno, shortinho e regata no verão, descalça sempre. Pra sair, os eventos são classificados de duas formas: profissionais e pessoais. Pros profissionais invisto o mesmo capricho da época que trabalha em grande empresa, a diferença é que dá pra associar o look do encontro, seja cliente mais formal, menos formal, empresa parceira, etc. Pros pessoais (banco, cartório, médico etc etc etc) roupas de bater, a calça jeans surrada, a sapatilha com o bico meio russo. Mas nunca com roupa de casa, essas no máximo pra levar os cachorros pra passear =) Quando se arrumar não é rotina fica muito mais gostoso e organizando os horários não tem correria.

  9. Ei Ana! Esse post me lembrou muito quando eu era pequena e tinha “roupa de ficar em casa” e “roupa de sair”… não misturava umas com as outras de jeito nenhum, se não minha mãe me cascava! rsrsr
    Hoje em dia isso acabou, só existe pijama e roupas pro dia a dia. E se eu trabalhasse em casa certamente a preguiça imperaria e eu só usaria pijama! rsrsr

  10. Geisa comentou:

    Vc definitivamente tem o dom de escolher estampas como
    ninguém, Ana. To aqui imaginando esse vestido e bbabando rs. Como chego em casa geralmente depois das 20:00, só dá pra colocar o pijaminha e ir dormir mesmo. E Agora nos finds que fico em casa tento não ficar tão largada e ao mesmo tempo confortável, aí acabo investindo em leggings e batinhas de malha, e nos pés, não tem jeito, em casa só consigo ficar descalça, principalmente no calor. Mas, com certeza, corro de roupa furada, manchada ou surrada de mais. Marido não merece me ver como um trapinho rs.
    Beijo!

  11. Letícia Garcia comentou:

    É impressão minha ou o detalhe do colar é da mesma estampa do vestido? Ou será que tinha algum detalhe do vestido que passou por dentro do colar? Ficou interessante. Eu realmente preciso me arrumar mais em casa, pra mim e pro maridão. Abs e obg.

  12. Danielle comentou:

    Ana, descobri que você tem uma lojinha no enjoei!
    E me motivei a criar uma também! Espero que suas leitoras possam passar lá!
    Comecei colocando alguns exageros que trouxe do exterior e acabou que nunca foram usados!
    São uma ótima oportunidade!
    Bjs

  13. Juliana M comentou:

    Motivação para continuar bela e faceira…gostei desse trecho.Uso muito do portão prá fora de casa que é quando me monto toda,faço o meu melhor modesta parte,porém do portão de casa prá dentro a Zefá sou eu, no estilo esculhabada, mendigata,kkk!Acho legal Ana você ter essa diciplina toda. Beijão!na cor do vestido verde e amarelo

  14. Adriana comentou:

    Ana, obrigada pelo post!

    Desde que passei a ser home office, criei uma rotina “de trabalho” e isso inclui a roupa também. Se eu fico de pijama, parece que não rende de jeito nenhum!
    Eu procuro sempre estar “pronta”. Seja para receber alguém ou sair às pressas (numa emergência, por exemplo). 😉

    Beijos!

  15. Juliana comentou:

    Acho que esse é um dos motivos pelos quais eu nunca rendo nada quando preciso estudar ou escrever em casa: o pijamão só sai quando *eu* vou sair, então nunca sinto como se estivesse fazendo alguma coisa além de morgar/matar tempo/procrastinar…

  16. luciana comentou:

    Ana! Lindo o look…amei o óculos, de onde é?!