{pensamento do dia} Sobre elogiar e aceitar ser elogiada

Outro dia estava na fila do Starbucks e, ao chegar minha vez, fiz meu pedido e inseri o cartão pra pagar. Nisso, a atendente puxa assunto:

“– Er…posso falar uma coisa?”

Na mesma hora fiquei tensa achando que era tipo aquele comercial do Visa e ela me avisaria que tinha feijão nos meus dentes, sei lá, haha. Falo que sim e ela devolve: “Seu cabelo é lindo! Eu precisava falar isso pra você”.

Sorri com tanta fofura. Ela ficou super feliz em compartilhar comigo o que pensava, agradeci e fiquei bem saltitante o resto do dia. Muitas e muitas vezes estamos numa correria tão monstra e nos sentimos incapazes de parar por segundos e exaltar as qualidade de alguém à nossa volta. Ou gastamos nosso tempo livre reverberando apenas críticas “Ih, fulana, veio trabalhar de caipira com esse vestido xadrez?”, “Não gosto desse tipo de calça, mas ok em você”.

Sabe, o que a pessoa pode fazer com esses ataques de sinceridade? Se ela estava feliz com seu vestido xadrez e você não gosta, concentre-se e pense que ela pode se sentir chateada e acreditar que está errando tudo. Logo hoje que ela foi tão ousada, que saiu do jeans e camiseta e buscou o novo, que estava se sentindo tão bem com aquela estampa.

elogio
(não achei os créditos dessa imagem, quem me ajuda?)

Há alguns anos procuro elogiar as pessoas de coração, espontaneamente mesmo, como eu gostaria que fizessem comigo ou com que eu amo. Incrível perceber como somos sortidas e temos características tão interessantes, fico muito empolgada com isso. O que eu notei é que quando entregamos um elogio sincero, muita gente não está preparada – ou acostumada. Sorriem, falam que são meus olhos, ficam ruborizadas, abaixam a cabeça, se colocam pra baixo “imagina, hoje eu to com essa cara de morta viva”.

Eu também tenho esse hábito muitas vezes de praticamente me desculpar pelo elogio e acreditar que não mereço tanto. Ficamos preocupados pensando que vão nos achar metidos demais, ou pouco modestos, não era pra tanto, como assim aceitar de primeira as palavras. Minha vó dizia sabiamente: “Ao ser elogiada, agradeça e sorria também com os olhos”. É isso: aceitar de peito aberto quando as coisas boas chegam até nós!

Dureza da vida, desconfiança, correria, falta de tempo, mau humor, viver em uma cidade onde estranhamos esse tipo de atitude. Mas me diz se não seria um passo à frente, uma mudança do mundo ao seu redor termos atitudes opostas às do cotidiano? Quantas vezes eu estava triste por algum motivo, me sentindo arrasada e um completo estranho foi capaz de transformar meu dia, de iluminar meus pensamentos, de me fazer abandonar aquele estado de espírito e adotar um sorriso!

Já recebi muita rasteira, ofensa gratuita, dúvidas sobre meus ideais, palavras baixo astral de quem eu menos esperava. Fiz terapia, percebi que não podemos mudar o jeito e a forma das pessoas se expressarem sobre nós, mas podemos devolver com flores. Com menos rancor. Podemos ser maiores que esses sentimentos e pensarmos com compaixão sobre quem tem esse estranho hábito de se deleitar com o fracasso alheio. Eu posso mudar em mim a forma como me relaciono com essas trocas externas e, internamente, trabalhar meu ego e minha sensatez para perceber que sou mais do que aquilo que dizem sobre. Que eu posso ser feliz, por mais que o mundo tente provar ao contrário. E assim fico tranquila e tento extravasar esse pensamento para que outras pessoas, conhecidas ou não, se sintam aliviadas também. 🙂

elogio-3
“Seja um encorajador. O mundo já está cheio de críticos”.

Elogiar assim, de cara, sem titubear, é tenso, haha. Dá um medinho de ser mal interpretada, da pessoa achar que estou cantando ela, ou que sou louca. Mas eu já retribui um oi com “que moça linda que você é!” e tive a grata surpresa de ver alguém se iluminar, ali, na minha frente. E na mesma hora sobe um calorzinho bom, uma sensação que fiz um bem pra alguém, apenas dizendo coisas bonitas. Simples e tão rico.

Podemos começar a praticar hoje tanto distribuir quanto aceitar os elogios. Esse movimento pró positivismo recebeu até nome, o Gniyllub (bullying ao contrário) empregado por Letícia Novaes, que consiste basicamente em elogiar pessoas que você não conhece. Aliás, ela escreveu um texto maravilhoso sobre o dia que ela tirou exclusivamente para isso, vale a leitura da A arte de distribuir elogios.

Num mundo onde a moda atual é distribuir nos perfis “Sua magraaaaaa!!!”, “Rhyca, faz inveja nas inimigas”, podemos fazer a diferença sendo muito mais do que isso, não? 🙂

elogio2

Não me aguentei e transcrevi aqui o relato da minha amiga Táia Rocha, jornalista, que dividiu sua experiência de elogiar quem ela não conhecia e teve seu dia cheio de luz e graça e ainda me inspirou a escrever sobre o assunto 🙂

“Estava no ônibus, quando uma senhora de uns 70 anos sentou ao meu lado. A princípio nem reparei nela. Até que o casaquinho dela caiu no meu pé. Abaixei para pegar e ela sorriu tão bonito que fiquei impressionada. Primeiro pensei “essa mulher foi lindíssima nova”. Depois pensei “pera, essa mulher É lindíssima! ela é uma idosa linda, que sorriso! (estava de batom vermelho, muito chique), que cabelo branco bem cortado e sexy, que postura!!”.

Na hora pensei “vou falar que ela é linda. quantas pessoas por dia, nesse mundo machista imbecil que só valoriza juventude, bundas e peitos, elogiam a beleza (real) dessa mulher?”.

Fiquei impressionada, em seguida, com como a gente fica tensa antes de dar um elogio de graça, do nada, a alguém. Como nos acostumamos à dureza da cidade grande, às críticas, ao pé-nos-peito, mas como é difícil e intimidador fazer um elogio 100% gratuito.

Esperei chegar perto do meu ponto, virei para ela e disse “posso fazer um elogio? A senhora é muito bonita. Quando seu casaco caiu e te dei, você deu um sorriso lindo”. Ela sorriu, se iluminou e disse “Obrigada querida!!” e em seguida, orgulhosa, mas com muita elegância, completou “Oitenta e quatro anos. Sou de 1930”. Meu queixo foi no chão!!! Falei “QUE ISSO! Não parece de JEITO NENHUM!”. Ela se manteve elegante “São seus olhos, querida. Obrigada!”.

Fui surpreender, fui muito surpreendida. Aos 84 anos, linda daquele jeito, ela deve ter sido a musa de todos os corsos de Carnaval, rainha de todas as rodinhas de bossa na praia, princesa da Princesinha do Mar.
Mas o que importa mesmo é que ela é linda AGORA. E que eu consegui dizer isso pra ela”

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

50 comentários

  1. Camila Oliveira comentou:

    Que texto, Ana! <33
    De uns tempos pra cá tenho tido essa atitude de elogiar as pessoas, não só com "nossa como você emagreceu", as pessoas tem tantas qualidades que vão além do peso, que merecem ser lembradas e ditas.. Quando me elogiam de alguma forma, as vezes me sinto surpresa, porque não estou preparada. Certo dia desses uma menina do Fórum de onde trabalho, me fez um elogio "nossa como você está linda", no outro dia "esse batom vinho é lindo,"você fica muito bem de azul, viu?", de primeira você toma um susto porque não está acostumada, mas depois pensa bem, aceita e retribui o elogio e vê um sorriso animado e cheio de emoção, é tão bom reconhecer beleza no outro e saber que você ajudou na melhora do dia de alguém! 🙂

    Bjs Aninha linda!

    1. Ana Carolina respondeu Camila Oliveira

      Não é? Um sentimento de gratidão tão simples e tão esquecido 🙂

  2. Andréa comentou:

    Ah, você cada vez mais nice, hein garota! Que bom que seu blog vai além. E, sim, esse É um elogio sincero.
    Sou adepta e praticante dessa modalidade, eu elogio sempre que gosto. E quando recebo um elogio agradeço pela opinião e pela pessoa ter dedicado seu tempo a apreciar algo em mim ou sobre a minha pessoa.
    Vamos além também, esse “linda” protocolar que todo mundo posta como comentário de foto no facebook pode ser melhorado, nénão!
    Beijo e bom dia para nós hoje!

    1. Ana Carolina respondeu Andréa

      obrigada, Andréa! Sim, podemos mais do que isso, né? 😀

  3. May Fernandes comentou:

    Que texto incrível. Super concordo como a dureza do dia a dia e nossa falta de costume com a gentileza (quem mais é gentil hoje em dia? são poucos…) nos deixam sem jeito quando recebemos um elogio. Mas ah, como é bom!
    Acho que essa corrente de coisas boas nunca deve parar, devemos espalhar sorrisos por aí sempre que possível. Realmente, a cada dia que se passa é necessário ir além do “magra, ryca, lacrando com a cara das inimigas”…
    Nossa, só se faz o outro se sentir melhor assim? Como isso irrita! E só mostra a falta de capacidade do ser humano de fazer um elogio GENTIL e GENUÍNO, que exalte as qualidades do próximo.
    Cada pessoa é especial e tem suas qualidades únicas, vamos celebrar isso!

    Parabéns pelo lindo texto, AMO esse espaço cheio de sentimentos bons!
    Beijos Ana!

    1. Ana Carolina respondeu May Fernandes

      Tá tudo meio trocado, vê se vou achar legal nego sentir inveja pra eu me sentir poderosa. Eu, heim! tão melhor mostrar um sentimento realmente bonito 🙂 Beijos!

  4. JULIANA M:-) comentou:

    Amei a história da”bela senhora de 84anos”.Realmente o mundo tenso nós estamós preparadas para pedras e não para flores.Não sei se sou sincera ou grosseira,porque tudo em exesso é ruim inclusive Sinceridade,mas estou tentando dosar isso.Pois um sacode na realidade dos fatos é complicado. Busco com a gentileza no meu lado+humano é civilizado do meu ser melhor meu lado negativo.É por isso que gosto do blog,do respeito de quando comentamós em alguns postes,mesmo sendo nossa”opinião” e você não concorde Ana,vc há respeita, isso demostra sua boa educação e um grau de maturidade que é para poucas blogueiras te adimiro e acho que o caminho é esse.Gentiliza gera gentiliza…Até porque o blog é um lugar de distração pra mim. Obg!mulher evoluida por esse momento de reflexição.Cheiro flor!

    1. Ana Carolina respondeu JULIANA M:-)

      que bom saber que aqui é um lugar tão especial pra ti, Ju! Fico feliz!

  5. Cintia comentou:

    Parabéns pelo belíssimo texto, estamos sempre a procura dos defeitos porque não olhar pelo que é bom. Por isso que gosto tanto desse espaço aqui, mais uma vez parabéns por sair do senso comum!!!

    1. Ana Carolina respondeu Cintia

      Obrigada, Cintia! 🙂

  6. Naiara Costa comentou:

    Parece que esse texto foi feito pra mim, Ana! Eu sempre comento que não sei receber elogios, fico sem graça, desconverso, olho pro chão… Acho que é um trabalho enorme de auto-estima, aceitar o elogio, a gente ta tão acostumado a só receber criticas, deboches e puxões de orelha.
    É uma iniciativa muito bacana a sua. Parabéns!

  7. Ana E comentou:

    Faço coro com as demais leitoras: que texto lindo! Também adorei a história da senhorinha, pois sempre digo isso que a pessoa pode ser bonita em qualquer idade, não apenas “foi bonita quando jovem”. Aliás, algumas pessoas ficam mais bonitas após o passar dos anos. E tem mais, temos que elogiar não só beleza, mas também inteligência, humor, gentileza que a pessoa faz…

  8. Andreia comentou:

    Ana,

    texto maravilhoso, muito belo!
    Adoro o seu blog, por simplesmente não ser só mais um blog de moda e reproduzir futilezas…mas porque mostra que quem gosta de moda pode ser também uma pessoa com muito conteúdo, sensibilidade….bjos

    Obrigada!

  9. Simone Carvalho comentou:

    Ana, já faço isso faz tempo e me sinto super feliz em ver a reação da pessoa que estou elogiando! Os olhinhos brilham, o sorriso se abre e pareço mudar algo em suas vidas, pelo menos naquele momento! Bj!

  10. Márcia comentou:

    Adoreiiii! Ler um post assim ratifica minha justificativa de fugir das tarefas, de vez em quando, para de visitar seu site.Ana, acredito que não pode ser somente de moda, que caiba no bolos, que possa viver um bom site. bjs

  11. Márcia comentou:

    que caiba nos bolsos e bolsas, rsss

  12. Anaide comentou:

    Lindo texto Ana! Ratifica exatamente um caso sobre elogios que aconteceu comigo. Uma senhora, amiga da minha familia, chegou lá em casa e eu fui toda sorridente cumprimentá-la e disse: “humm como está cheirosa!!” Ela responde bem séria: “Quando vc me viu fedendo?” Morri! Fiquei bege e sem graça! Mas sorri e mudei de assunto. Depois percebi que ela teve uma vida muito dura e talvez nem soubesse o que fazer ao receber um elogio, acabava sendo agressiva quando isso acontecia. Lição para nós: Vamos ser mais leves conosco e com os outros! bjos

  13. Ticiana comentou:

    Que texto gostoso esse seu, viu?! Até compartilhei no meu Facebook!

    Sempre tive o hábito de elogiar, mas confesso que, em contrapartida, sempre tive dificuldades na hora de receber um elogio sincero, como se não fosse “merecedora” de um. Engraçado isso, né?

    Até que, um dia, uma tia minha percebeu isso e me confrontou, perguntando-me o motivo pelo qual eu tinha esse bloqueio… A partir de então, ela me fez ver que eu estava perdendo um tempo danado com essa bobagem. Hoje em dia, permito-me, e abro logo um sorriso sincero de volta…

  14. Alexandra comentou:

    Sendo assim…, você é uma pessoa que eu gostaria de conhecer pessoalmente. Quem sabe um dia? Bjs.

  15. Sandra comentou:

    snif! Que texto lindo… obrigada, Ana. Serve bem para mim, eu nunca acredito quando alguém me elogia e acabo fazendo brincadeiras, meio que para mudar de assunto. Preciso aprender a acreditar e agradecer.

  16. Bia comentou:

    Aiii Ana, não poderia concordar mais! Eu costumo elogiar as pessoas, mas só quando sai espontaneamente, quando vi, pluft, já foi!
    E esse negócio de não saber ouvir elogio me lembra uma terapeuta minha, que me perguntou uma vez por que eu acreditava em todas as críticas e duvidava de todos os elogios. Por que fazemos isso?
    Quando ouvimos o que desconfiamos que seja uma alfinetada já nos sentimos terríveis, e aos elogios respondemos com “imagina!”.
    Nunca esqueço quando em um carnaval um moço passou por mim, disse que eu tinha a tatuagem mais linda que ele já tinha visto, e foi embora. Foi tão gratuito que eu fiquei me sentindo a musa do carnaval! hahaha
    Então que passemos isso pra frente!!! 🙂
    Beijos!

  17. Ana amei o texto…Tenho certeza que muita gente ja passou por isso…Ninguem acredita que seja ou tenha tamanha beleza..E não aceita o elogio…Eu sou assim…Obrigada…E vc tem uma beleza espontanea que eu adoro..beijos

  18. Heloisa comentou:

    Sabe Ana, esse texto veio bem a calhar…essa semana mesmo fui em uma loja, e a vendedora, do nada, me disse “Você é muito bonita”.. isso me deixou feliz na hora, pois não é o tipo de coisa que costumo ouvir.. hehehe.. mas depois até fiquei pensando: “será que ela fez isso só pra me fazer comprar..”

    Mas poxa, por que não posso simplesmente levar o elogio como sincero e aceitar, ao invés de ficar pensando nele como uma estratégia de vendedora..não é?

    Você escreve muito bem Ana.. adoro seus pensamentos do dia..
    beijos

  19. Ceci comentou:

    Ana, leio e acompanho seu blog há um bom tempo. Sou sua fã e hoje resolvi comentar. Seu post e essa história me deixaram bem emocionada. Sabe que sempre sinto vontade de elogiar as pessoas na rua mas sinto muita vergonha. O engraçado é que sou professora e faço isso o tempo todo com meus estudantes. Palavrinhas que animam o dia e deixam teu coração sorrindo.
    bjs e boa semana.

  20. Débora Dutra comentou:

    Ana, que bela reflexão! Muito bom acompanhar um blog que não fale só de moda.
    Sabe, entre nós mulheres esses elogios estão cada vez mais difíceis. Se observarmos nosso cotidiano, especialmente entre nós mulheres,percebemos o quanto de rivalidade tem crescido entre nós. A começar pela letras de algumas que tentam chamar de músicas, como beijinho no ombro, como Prepara… A gente vê muita inveja e farpas entre mulheres, infelizmente. Temos que nos apoiar.
    Enfim muito legal incentivar esse carinho entre todos e especialmente entre o gênero feminino. Beijos!

  21. Eu já escrevi sobre isso no blog. E eu tenho uma teoria que eu levo muito à sério: se eu não abrir minha boca para elogiar, eu fico calada. Essa coisa de criticar gratuitamente me dá um nó na barriga. Penso que as pessoas já se auto criticam tanto! Poxa, por que serei eu a remetente de palavras negativas? Claro, se a pessoa me pergunta e tenho intimidade tento usar as palavras bacanas para não magoar. E aprendi com o tempo que não posso ser falsa, mas também não posso ser a destruidora da felicidades alheia. E foi como você disse: as vezes a pessoa demora anos para usar um batom pink. No dia que usa eu vou lá e digo que ficou feia? Nada a ver. Prefiro dizer que ela arrasou na ousadia! Acho que a vida já está muito cheia de coisas negativas. Elogios gratuitos servem de fato para nos fazer bem. quem nunca fez isso, tente.

  22. Claudia Sophia comentou:

    Que beleza de texto, o seu e da sua amiga jornalista. Nada como procurar ter bons sentimentos em relação aos outros e a nós mesmos, só nos melhora e o retorno é garantido.
    Bjss

  23. Claudia comentou:

    Adorei, faço da idéia de elogiar meu mantra. Recentemente li o livro “Extraordinário ” em que entre outras coisas colocam para o leitor um novo “acordo”: ” vamos procurar ser um pouco mais gentil que o necessário “. Eh isso, energia boa cria energia boa e vai crescendo!! Muito boa sua matéria Ana, adoro seu blog, desde que descobri não fico sem entrar nem uma dia.parabéns pela sinceridade e simplicidade..Adorooo!!!!!

  24. MONICA comentou:

    Oi, Ana!
    Sou sua vizinha aqui na Tijuca e diariamente acompanho seu blog. Admiro muito toda sua atitude sempre muito consciente no mundo fashion. Mais uma vez acho seu texto inspirador;)!!!! Parabéns pela coerência e pela energia tão positiva de todo dia. bjss

  25. Janaina Feital comentou:

    Nossa, bacana demais!!! Reflexao!
    Luz e paz! Bjs!

  26. Hortência Mello comentou:

    É por isso que adoro esse blog, ele(você) nos inspira a sermos lindas por dentro e por fora! Ótimo exercicio elogiar os outros e nos mesmas não? as vezes somos tão criticas…
    Bju, Deus a abençoe!!!

  27. Kellen Gomes comentou:

    Ana, venho aqui quase diariamente, mas nunca comento. Hoje senti a necessidade de lhe dizer: o mundo precisa de mais pessoas como você, que nos inspira a pensar no que realmente importa, mesmo quando falamos em moda, que pode parecer tão superficial, no entanto pode ser um exercício para gostar mais de si mesmo. Parabéns por ser essa pessoa incrível que no meio de tanta bobagem do mundo cibernético, consegue nos tocar.

  28. Adriana comentou:

    Ah, Ana… Que texto lindo!

    Em tempos de internet, em que as pessoas saem distribuindo ofensas (dizendo “minha opinião”) a esmo, elogios na vida real têm ainda mais valor!

    Obrigada pelas palavras, pelo pensamento do dia, por trazer tantas coisas boas pra gente! 😉

    Beijos!

  29. Não só elogiar como dar bom dia, tarde e noite, obrigada e ei! com sorriso, cumprimentar quem você vê sempre e ajudar o próximo.
    Aqui em BH pegou uma coisa que em Juiz de Fora só via nos ônibus pra faculdades:”quer que eu carregue ….. (algo pesado ou sem jeito) para você?”.
    Mas elogios assim, do nada, é tudo! O dia que algum comércio descobrir isso e treinar os funcionários a fazerem elogios não vazios vai bombar! Hahahaha
    Ah, sim, seu corte de cabelo é MUITO lindo! O dia que o meu encurtar, vai ser copiado!

    1. Verônica respondeu Carola Rodrigues

      Concordo, Carola!

      Eu também não sei onde foi parar a educação das pessoas…

  30. renata comentou:

    Lindo, lindo, lindo seu texto! Também me fez chorar de tanta sensibilidade. Parabéns!

  31. Ione comentou:

    Que texto mais lindo! E olha, seu cabelo, seu sorriso, vc é uma princesa, Ana! Sempre educada com todo mundo, em qualquer situação… Fico impressionada pq mesmo aqui no SEU blog, às vezes aparece alguma criatura fazendo comentários nonsense, e vc mantém o nível. Um show de savoir-vivre. Queria muito te conhecer, se a gente se cruzar na rua eu juro que paro pra pedir autógrafo!
    Bjs

  32. Cinthya comentou:

    Ameiiii o texto e vou compartilhar MUITO!
    Mas um detalhe me chamou atenção: o pessoal do Starbucks. Aconteceu um causo parecido comigo. Estava em Ipanema, meio largada até e a menina que me chamou pra eu pegar meu café fez um elogio tão fofo a minha blusa do Flamengo com as cores do Brasil que saí de lá com o astral mais leve e me sentindo mais bonita. Não foi nada demais, mas senti, de verdade, sinceridade no comentário dela e isso fez com que eu ficasse feliz pelo simples fato dela reparar. É tão difícil que alguém hoje em dia repare em você que quando reparam, você fica toda boba! 🙂

    beijocas!

  33. itala comentou:

    Apenas chorando!
    Lindo Ana, lindo!

  34. Ana que texto mais lindo!!!! Adorei, muito inspirador, e já estou compartilhando com o resto do mundo [o meu mundo, pelo menos, rsrsrsrs]!

    Beijocas e um dia iluminado pra você, que é linda por dentro e por fora =)
    Minha casa é colorida

  35. Milena comentou:

    Aiiiiii, que lindo Ana!!! O mundo tá precisando de mais amor e carinho com o próximo! bjs linda!

  36. Talita comentou:

    Ana querida,

    Quanta inspiração e que texto magnífico!!
    Tenho certa dificuldade de elogiar o que é diferente a mim e aos meus gostos, tentarei a partir de hoje trabalhar isto. Como diz um grande amigo meu “as pessoas vivem se empenhando para se sentir melhor, se arrumam, fazem coisas legais, produzem coisas interessantes… às vezes até ousam… não custa expressar o reconhecimento da gente”. beijo

  37. Flavinha Nobre comentou:

    Oi Ana!
    Adoro quando há reflexões nos posts! Esta então foi legal demais, você levantou muito bem essa bola. Realmente hoje as pessoas não elogiam mais, está tudo muito egoísta, não se olha muito para o outro com bons olhos pois “não há tempo”…

    Eu acho que está na hora de começarmos a ressaltar as coisas boas nas pessoas, ao invés de criticar. O problema é que quase ninguém mesmo se preocupa com em ter um bom olhar para o outro, mesmo que involuntariamente, sempre que julgam o outro melhor, tentam encontrar um defeito ou simplesmente ignoram.

    Mas o pior são aqueles olhares de canto de olho que te “escaneiam” de cima a baixo… Não se fala nada, mas a atitude diz tudo. Isso é muito ruim mesmo, mas como disse, devemos devolver o mal com FLORES. Não devemos ficar revoltadas ou desejar a mesma coisa, mas, sim que aquele olhar seja iluminado para o BEM e que a pessoa consiga por si só o que ela tanto deseja e que voce tem. OK, um adendo, confesso que demorei um certo tempo até chegar a esta conclusão, mas hoje em dia quando percebo um olhar destes, já sei, é uma certa forma de elogio, é porque eu estou “Gorgeuous” (hihihihihi)!

    Isso aí, Ana!! Eu gosto muito de te LER especificamente! Adoro suas reflexões e gosto sempre de participar!

    Bjão e Obrigada!

  38. Janaina comentou:

    Sempre li essa frase “aprenda a aceitar um elogio” e não entendia o que tinha de tão importante nela. Então um dia eu elogiei a pele de uma colega do pilates e ela devolveu com um “Ah, para, vai! Também não exagera”. Fiquei tão sem graça, porque senti que ela estava achando que eu queria puxar saco ou algo do tipo, e foi um elogio absolutamente sincero.

  39. Simone comentou:

    É incrível quando a gente faz algo legal, muda nosso dia. Outro dia mesmo tava andando no shopping onde trabalho e, com a minha mania de andar olhando pro chão, vi R$100 caídos. Olhei e pensei, e agora, o que faço? Como tinham umas pessoas na fila do Correio, eu peguei as notas do chão e perguntei se alguém havia perdido R$100, daí a moça que estava na fila, perto da onde as notas estavam caídas, olhou suas coisas e viu que havia derrubado o dinheiro. Toda essa história é pra quê? Pra mostrar que fazer o bem sempre, só faz bem pra nós mesmos. Assim como elogiar, ser gentil, cumprimentar, agradecer, respeitar o próximo, não pegar nada que não seja nosso, etc…Parabéns, Ana. Adoro seu blog, seus textos e como vc transmite sempre coisas boas. Bjs.

  40. Christiane comentou:

    Que texto ótimo, parabéns Ana. Precisamos mesmo de mais elogios. Eu sou muito tímida e não consigo elogiar quem não conheço mas procuro sempre elogiar aqueles que são do meu círculo de convívio. Eu sempre tive auto estima baixa e nunca aceitava elogios, sempre achava e confesso que até hj acho, que as pessoas sempre estão querendo levantar minha moral, mas de uns tempos pra cá apenas sorrio e digo obrigada, seguindo o conselho de sua vó, rsrs, porque senão a gente acaba se tornando tão chata. Obrigada por nos proporcionar esse bom momento de reflexão. bjs

  41. Fernanda Esteves comentou:

    Ana, que texto lindo! Eu sou assim também, elogio mesmo com a maior sinceridade do mundo, posso deixar outra pessoa feliz e ficar feliz junto!
    Amo seus textos reflexivos!

  42. Mônica comentou:

    Amei seu texto, Ana!! Muito lindo e verdadeiro… Bjao

  43. Inês Nakazato comentou:

    Adorei seu texto e gostaria de compartilhar na página do meu face posso?Parabéns!!!