Leitura: Cinquenta bolsas que mudaram o mundo

Eu estive esses dias em Beagá para passear e, confesso, não me preocupei em tirar fotos de looks porque não rola parar todo mundo enquanto eu fico fazendo caras e bocas e ainda obrigar o marido a me fotografar, coisa que ele não gosta tanto. E viagem é pra curtir, né? Adoro a cidade e sempre que vou me farto de comer em todos os botecos, restaurantes e trailers que existem por lá, porque ô lugar pra ter comida boa, heim? Deus me livre, volto rolando com gosto!

Tô me arrumando pra ir a uma reunião e aproveitar para fotografar e botar o blog em dia, coitado, ficou meio largadinho enquanto eu estava lá enchendo o bucho, haha. Mas precisava vir aqui rapidinho pra sugerir esse livro que li enquanto tomava uma sopinha de tomate em um bistrô-livraria da cidade que eu AMO e recomendo sempre pra todo mundo que vai lá, o Café com letras. Porque lugares acolhedores, que servem comidas delicinha e oferecem a tranquilidade de ler algumas das dezenas de  títulos que eles detém nas estantes e ainda tocam música boa ganham meu coraçãozinho. <3

Queria um de leitura rápida, folheei esse, li e curti: Cinquenta bolsas que mudaram o mundo. É uma série da Design Museum, tem os Cinquenta chapéus que mudaram o mundo, tem a série dos vestidos…eu já tinha lido a dos vestidos e não curti tanto, achei essa das bolsas mais interessante!

cinquenta-bolsas

Porque né, sempre vemos em algum blog ou site de streetstyle por aí a mulherada exibindo suas Birkins, Cèlines e o escambau. Símbolos de status para muitas, mas você sabe qual é a história por trás delas?

E, olha, tem muita coisa legal. O livro também conta a história das sacolas plásticas (quem nunca desfilou por aí com a sacolinha do supermercados Mundial? hahaha) e, na contrapartida, das bolsas I’m not a plastic bag; fala desde a ‘budget box’ de Gladstone, de 1860, à bolsa de boliche de Vivienne Westwood, de 2010, as bolsas icônicas da Rainha Elizabeth e Margaret Thatcher…sobre cada uma há uma breve descrição para que se conheça tanto o que deu a ela seu status de ícone quanto os designers responsáveis por ela.

Lembrei de uma aqui rapidinho: a Chanel 2.55 foi criada por Coco Chanel e tudo nela remete a momentos da sua vida. Foi a primeira bolsa a tiracolo (chique) do mundo e seu nome faz referência a data da sua criação, fevereiro de 1955. Chanel queria deixar livres os braços e mãos das mulheres, que então começavam a se equilibrar entre a vida doméstica e a profissional. No livro diz que um dos bolsos servia pra ela esconder as cartas dos seus amantes, hehehe!

chanel

Mia Farrow e sua Chanel 2.55

A editora é a autêntica e dá pra comprar online, custa 34 reais. 🙂 Pra quem é viciada em bolsas. Oi, eu! haha

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

16 comentários

  1. Já sabia do livro, mas nunca li. Você me deixa é com vontade de ir pra BH encher a pança também, rsrs. Beijocas, Ana! 😉

  2. Lisane comentou:

    Ana, adorei! Vou procurar por aqui.
    Eu li domingo um livro muito legal, e lembrei o tempo todo de você e do blog:
    Eu Compro, Sim! Mas a Culpa é dos Hormônios – Pedro de Camargo

    Esse livro fala de como o nosso cérebro trabalha, como ele gera recompensas de compras, compras por impulso, e como a música, o ambiente, etc influenciam nosso desejo de compras. Em uma linguagem muito acessível.
    Recomendo muito!

    1. Ana Carolina respondeu Lisane

      adorei! haha! Vou procurá-lo agora 🙂 Obrigada, Lis!

    2. Viviane Moreira respondeu Lisane

      hahahahahaha….. eu adorei o título!!! A culpa é dos hormônios sempre!!! hahahaha 😛

  3. Viviane Moreira comentou:

    Tô louca por uma leitura leve e descontraída… tai adorei a dica! E que mulher não ama bolsa e sapato? hahaha 😛
    Bjss
    Vi

  4. Camila Oliveira comentou:

    O Ana parece até que tu leu meus pensamentos no quesito bolsas, tenho uma dica pra te dar onde comprá-las, depois até mando as minhas que eu achei.
    Em alguns shoppings daqui da Baixada – RJ, tem uma loja chamada Fencci, não se conhece, mas se não conhece, sugiro que dê uma passada na loja, são bolsas lindas, de couro bom e com um preço camarada. A mais perto de ti fica na Rua Senhor dos Passos 92, no Saara! 😀
    Começo do mês eu fui e consegui uma de 110 por 70 e outra de 50 por 35, as bolsas de lá são lindas, qualquer coisa puxa o nome no facebook eles tem uma fan page, bjs! 🙂

    1. Ana Carolina respondeu Camila Oliveira

      Sim, já ate dei a dica deles aqui no blog! Valeu!

  5. Juh comentou:

    Vou ser sincera gosto mesmo é de revistas,com muita ilustração feito criança na face primaria,rsss! Porém como mulher que sou,rs! tó começando a ler,e não o resumo, A Vingança Veste Prada tó achando legal,1colega que trabalha com moda mim deu de aniversário,adoro o filme!é 1a boa dica,outra dica é o Livro da Cris Guerra Moda Intuitiva esse mesmo colega já mim emprestou gostei da linguagem do livro a capa é 1atrativo a parte(-;

  6. Juh comentou:

    ERRO:fase

  7. Paula comentou:

    Ana, todo dia tem esses spams dessa loja Pisaico. Que coisa chata! Não dá pra vc bloquear isso?

    Moro em BH e adoro o Café com Letras também!!!

    1. Ana Carolina respondeu Paula

      bloqueado! 🙂

      1. Paula respondeu Ana Carolina

        Obrigada! Tava me irritando muito já!hahaha

  8. Janaina Feital comentou:

    Oi Ana, fico super feliz quando vc fala de BH, minha cidade querida! O Cafe com Letras ‘e tudo de bom!!! Bjs!

  9. Aru comentou:

    Oi Ana! Adorei a dica do livro! E se puder indique mais lugares legais em BH também! Estive lá esse mês e retornarei em novembro mais alguns dias. Adorei aquela cidade! Super beijo e parabéns pelo blog, sou sua leitora assídua!

  10. Josele Lopess comentou:

    Fiquei curiosa por esse livro, apesar de ter preguiça de ler livros rsss