31 ago 2011

Eu nunca tive a pretensão de fazer um espaço “pergunta que eu respondo” aqui simplesmente porque não teria como dar conta de certa demanda (gente, eu mal dou conta da demanda me arrumar, abafa! haha) e também porque não sou nenhuma Oficina de Estilo. Mas acho que muitas não vem aqui procurar uma consultora de moda/estilo/etc, mas uma amiga conselheira, sabe? Aquela que fica na porta do provador segurando mil cabidinhos, esperando pacientemente cada troca de roupas, é sincera quando o vestido não fica bem, palpita na escolha daquela produção do final de semana, essas coisas.

Até porque o blog é apenas minha opinião, meus aprendizados, minhas escolhas e tentativas. Então acho incrível quando posso, de verdade, ajudar alguém de alguma forma. Seja com roupa, seja com auto estima mesmo. Muitas vezes os comentários são de emocionar e acho que é isso que torna um blog bacana de verdade. Não são mil sorteios, mil jabás ou mil eventos. São as histórias de cada uma que nos lê.

Bem, deixando a parte “tantas emoções” de lado, hehe, eu recebi um email de uma amiga que o blog me trouxe, a Laura, sobre um macacão com estampa de onça que ela comprou na C&A. Mas não foi simplesmente um pedido de como usá-lo. Ela disse que já pensou em mil maneiras de combiná-lo, mas as únicas imagens que vem à sua cabeça são de mocinhas fashionistas, aquelas que “seguram qualquer look”, que tem estilo de sobra e tudo o mais. Mas a dúvida dela é:  “será que eu seguro esse look?”

A Laura é mãe de duas crianças (uma é uma bebê), é mestranda, tem marido e casa pra cuidar e se questiona se tem mesmo esse estilo todo para segurar uma produção, já que a sua rotina é atoladíssima. Ela lembrou de um post que fiz questionando o por quê das pessoas não se verem como capazes de sustentar um estilo. Nas palavras dela:

“Você falava que as leitoras viam um look e comentavam que em você ficava lindo, mas que elas não seguravam o mesmo look e eu vivo pensando nisso, no monte de coisas que eu deixo de fazer por conta desse pensamento social violentamente imposto pra gente. Como dar conta de ter que segurar esse estilo, ser mãe e trabalhar, tudo ao mesmo tempo?”.

Laura, antes de tudo: a gente só deve usar aquilo que nos faz sentir bem, sem imposição de moda. Às vezes as lojas “empurram” algo pra gente e ficamos depois sem saber o que fazer.

Minha dica de uso do macacão: como é uma peça bem chamativa, uma jaqueta por cima pode ajudar a “quebrar” isso. Uma jaqueta jeans, de couro, um blazer, um cardigan e até uma camisa branca de botão, sabe? Se não quiser fazer o estilo mulherão, usando com sandálias de salto mais pesadas, tente um tênis estilo all star! Vai ajudar a deixar a peça despojada. Para marcar a cintura se ele for largo, use um cintinho. O Glamour de Garagem fez um post ótimo com dicas de macacões e seus usos, aqui ó!

Agora as minhas dicas para ajudar a segurar o look! Se estão certas, eu não sei, mas são as que eu uso…hehe!

Comprou, e agora? Blogs deveriam ser referências visuais e não de martírios tipo “eu não sou magra”, “eu não sou loira”, “eu não sou rica”. Use-os como ideias para sobreposições, misturas de cores, novas combinações, sem a pressão de ter que ser como a modelo da foto aparenta. Eu não dou conta de manter as unhas feitas ou o cabelo no corte sempre, mas isso não me impede de me arrumar e tentar desviar a atenção do que não está tão bom, rs.

Não sou estilosa. Uma coisa engraçada: a grama do vizinho é sempre mais verde que a nossa. Eu mesma olhava algumas meninas e pensava o quanto elas eram mais estilosas, mais chiques. Aí as pessoas vem e comentam aqui que eu sou estilosa. Não, eu nunca me achei essa cocada toda, mas percebi que devemos confiar na gente e no que acreditamos ou gostamos.

Use e seja feliz. Sempre quis usar oncinha? Use, experimente, não tenha receio dos olhares. Olham pra gente de qualquer forma, então que sejam pelo menos olhares para uma pessoa que mesmo com uma rotina pesada mantém a busca pelo seu estilo, conforto e auto-estima.

Não se cobre tanto. Fique em paz com suas escolhas. A vida deve ser leve, divertida e as pessoas tem que nos admirar pelo que nós somos. Eu mesma me cobro pra estar perfeita pro blog, mas quer saber? É impossível segurar tanto rojão. Moda é pra ser algo legal, não uma imposição ou agonia!

Não gostou mesmo? Troque, passe pra frente! É normal fazer escolhas e nos arrependermos depois. A próxima compra já será melhor e mais acertiva!

Boa sorte, Laura. Espero ter ajudado!

  • 10 Amaram
Comentários
  1. Mai Saraiva (Cremilda)
    31/08/2011 11:48

    Ana, que ótimas dicas!!! Realmente… Macacão de oncinha beira a uma “macacada daquelas”!!! Bom apostar mesmo num basico, sem inventar muito!!

    Ah! E você, É SIM, muito estilosa!! Adoro o blog e todas as dicas!!!

    Beijooooos da Cremilda,
    Mai Saraiva

    • Ana Carolina
      31/08/2011 12:31

      Oi Mai! Nem acho que seja ousadia demais. Eu gosto de ter peças diferentes no armário, é divertido quebrar a rotina! :) Beijão!

  2. Elaine Canha
    31/08/2011 11:56

    Depois que comecei a acompanhar blogs de moda e estilo, tenho ousado mais nos meus looks, mas o mandamento que caminha sempre a frente de qualquer escolha é: ser confortável no corpo e no visual.

    Beijos

  3. Ester Scotti
    31/08/2011 12:06

    Adoro posts como esse, Ana! Tu é demais :D

    Beijos

  4. Maria das Graças Chagas
    31/08/2011 12:06

    Oi Ana,
    Adorei seus conselhos para a Laura e concordo com todos.
    Aproveitando o blog pra mandar uma mensagem pra Laura:, sei que o mundo acadêmico nos gera uma pressão por estar sempre “fazendo o tipo”: cada área tem seu perfil visual e quando nos afastamos um pouco desse perfil eles logo estranham… Quando comecei minha carreira acadêmica era meio hipinha… todos falavam mal, inclusive minha orientadora, pois, segundo eles, precisava passar uma imagem mais “séria”… ao longo dos anos fui mudando meu estilo, ou melhor, fui adquirindo um estilo próprio e independente da minha carreira acadêmica (sou doutoranda em Geografia). Geralmente quando chego na universidade toda maquiada e arrumada, as 8 da manhã os outros colegas sempre vem com piadinhas… mas, sabe de uma coisa? nem ligo… o que importa é que dou conta da tese, da família (tenho um maridão maravilhoso e um filhote de 1ano e poucos) e do humor!
    Ana obrigada por nos inspirar com seu estilo maravilhoso
    bjos e boa sorte
    Maria

    • Laura Friche de Oliveira
      31/08/2011 19:09

      Oi Maria,

      Obrigada pela mensagem tão bacana!! Eu sou mestranda em Geografia!!!

      E é isso mesmo que vc disse, muita gente olha torto ou surpreso mesmo quando a gente chega “muito estiloso” pra um dia de aulas ou pra estudar. Parece que a combinação conforto+estilo pode ser uma coisa bizarra dependendo do meio em que estamos. Eu sou muito insegura e estou aprendendo aos poucos a me admirar e a deixar o povo falar mesmo, pq não tem jeito, o povo fala. Todo mundo é assim, fazer o quê?

      Do mesmo modo que você, agradeço por pessoas inspiradoras como é a Ana. E vamo deixar os medos de lado e correr atrás daquilo que representa a gente bem :)

      BjO

  5. Ana Cosenza
    31/08/2011 12:14

    Ei Ana, uma aula hoje hein!!! Quero falar sobre o que você disse quanto às lojas empurrarem as mercadorias nas pessoas. Quando eu era bem novinha e estava na faculdade, pegava um bico no natal, nas lojas de shopping, pois o meu estágio pagava apenas um salário mínimo… Os vendedores ganhavam comissão especial na venda de peças encalhadas, cada loja colocava um nome diferente. Me lembro de uma que chamava de “marmotas”. Elas eram consideradas horríveis, se conseguíssemos convencer as clientes do contrário, e fazê-las vestir uma “marmota”, a comissão era quase dobrada. Eu já bati cota vendendo essas peças, mas paguei muitas apostilas com o dinheiro, por isso acho que Deus me perdoou… rsss

    • Ana Carolina
      31/08/2011 12:23

      Caramba, Ana! Pelo menos foi pro bem, né? rs!

  6. lorena santos
    31/08/2011 12:42

    Olá querida desculpe utilizar esse espaço de comentários mas é q eu tenho enviado vários email p/ vc e nau tenho tido retorno.Quero sua opiniao sobre o ultimo figurino que fiz.O meu é lolotz75@hotmail.com, espero contato!kiss

  7. lui codeço
    31/08/2011 12:45

    Ana maravilhosaaaaaa! Vc me inspira a sempre ter coragem de usar o que gosto, mesmo todos na rua me olhando estranho. Gosto de chapéu, de calças folgadas, sapatilhas e vestidos coloridos. Pode parecer estranho, mas em Brasília quem usa estas peças é vista como esquisita. bjs.

  8. Mari
    31/08/2011 12:57

    Gente, tô apaixonada por aquele segundo macacão da foto, o mais escuro! hahaha :~

  9. Viviane
    31/08/2011 13:16

    Ana, você é simplesmente fantástica, tanto nos looks quanto nas opiniões. Obrigada por nos ajudar todos os dias!!!!! bjs

  10. Manuela
    31/08/2011 13:26

    Gentêêê…. amo oncinha. No comeco ficava com medo de usar… qdo ainda nao era febre…. comprei uma blusa….depois fui comprando, comprando…. hj tenho quase tudo de oncinha. Inclusive, um macacao lindo, que comprei na Marina Morena online… parecidissimo com o segundo das fotos e ele nao eh tao chamativo… e fica lindo… oncinha eh lindo… so tem que ser usado com parcimonia. LAURAAA… acho as dicas da Ana muito pertinentes e acho que voce vai arrasar…. Dê-se uma oportunidade de fazer algo diferente, mas, que voce gosta…. e garanto que vc vai amar viver isso. Toda MULHER pode TUDO. Basta querer. “NOS MULHERES SO ESTAMOS DEMORANDO A DOMINAR O MUNDO PORQUE AINDA NAO ESCOLHEMOS A ROUPA” pensem nisso!!! rssss…. beijocas a todoas

    • Laura Friche de Oliveira
      31/08/2011 19:11

      Obrigada Manuela! Tô super Feliz com os recadinhos!! Ana, você é fantástica meeeeeesmo!!

      • Manuela
        01/09/2011 08:07

        beijo linda!!! e arrase.

  11. Erica
    31/08/2011 13:49

    Como são as coisas, vi um post da leitora dizendo que cada área tem um tipo e é verdade. E cada classe social um esteriótipo, infelizmente por motivos de força maior ainda n ingressei na faculdade, e n tão infelizmente moro no subúrbio, mas n tenho vergonha e nem quero morrer por isso, aliás n sou um personagem caricato igual da série das 11:00 onde a moça bonita do subúrbio soltou a ilustre frase: ” Ela n vai roubar meu homi nem” P… globo! (desculpa gente tinha que desabafar), cresci com a frase em minha mente: Por qual motivo as classes, c d e são vistas sempre como os sem educação e favelados? Comecei a trabalhar cedo, e pasmem por sorte vi muitas amigas me matarem de inveja e orgulho ao mesmo tempo, rs se vestindo super bem, pra batalhar o salário mínimo do mês, por gostar de moda era vista como estranha, amava melissa antes de elas virarem booom, tipo em 99, pobre n comprava melissa, nem sabia o que era. Depois tive o desgosto de ver as thucas do baile funk, ostentarem as suas, mas é claro que era os modelos tipo tamanco ou salto. Enfim nesse mundo de rótulos, fui vivendo, em 2000 ingressando no mercado, presenciei a minha classe, ou seja os pobres, se ligando em moda, a moda que n fosse da dançarina de funk, da cantora de axé ou da personagem de novela, as pessoas lendo e se interessando, e hoje apesar dos estragos que ainda vejo as coisas mudaram.
    PONTO DE IMPACTO : Mudaram pra mim, por que os ricos ainda nos enxergam como boçais, Sim eu vivi isso no ano passado, fui contratada pra trabalhar em escritório na Z SUL e cara… As pessoas te olham, se vc se veste razoavelmente e n rola uma calça da gang ou tamanco periguetístico, ninguém crê que vc mão mora lá, o cúmulo do absurdo foi eu ser apresentada a uma senhora e depois ela perguntar ao meu namorado, ela mora onde? ae tá namorando uma moça da zona sul. Sendo que ela sabia que ele é do subúrbio, por eu n usar jeans colado e barriga soltando pros lados, ela achou que eu era de lá. Eu conheço n moças como eu, que são F… na vida, mas trabalham, sonham e n são periguetes, moram no subúrbio e não falam “nem”, vão na C&A, e não compram o vestido tubinho escroto da coleção da Beyonce, agente quer ser gisele, agente n quer só comida… Deixo um desabafo, acho que todas as mulheres de todas as classes sofrem algum tipo de preconceito, quando isso vai acabar?

  12. Verônica
    31/08/2011 18:15

    Nossa, que bafão este desabafo da Érica!!!!! Mas achei bem válido, até porque a fofinha aqui mora na Baixada Fluminense, você sabe, mas não está nem aí pro que os outros vão dizer rsrrsrsr visto o que eu gosto, pode ter uma peça na moda ou não… basta apenas que me faça feliz!!!!!!! Mas também é preciso ter simancol, né????

    Sugiro, querida, a criação da tag “comprei, não usei. E agora?” rsrsrsr

    bjs

    brechoparaquemechic@bol.com.br

    • Dani
      31/08/2011 19:28

      Há! Baixada Fluminense, 2 membros! =D

  13. Laura Friche de Oliveira
    31/08/2011 19:17

    Ana,

    muito obrigada pelas dicas e principalmente, pelo post mais do que legal. Concordo com muitas coisas, e sobretudo, concordo com a construção do estilo próprio livre da pasteurização que a gente vem engolindo ultimamente.

    O macacão é muito confortável e acho mesmo que com um all star vai ficar show! Eu tenho tentado construir meu estilo sem me martirizar e sem ficar sofrendo, e acho que, depois de ler tudo que você escreveu e os comentários das meninas, fica bem claro que todo mundo passa por isso em algum momento, por alguma razão. A imposição social pode ser violentamente imposta, mas nós podemos – e devemos – nos recusar a aceitá-la, senão a vida fica chata, sem graça, monótona. Enfim… um SACO.

    Um Beijão pra você e pra todas as leitoras que mandaram mensagens tão legais :)

  14. Taís Ramson
    01/09/2011 00:48

    A Ana, depois que comentei uma vez, tenho comentado sempre que posso, uma explosão preciso recolher meus post’s kkk
    Mas de fato, sou uma dessas que sempre se perguntam banco ou não banco ? Vejo as meninas na faculdade usando a roupa e penso, mas ela é magerrima, tem cabelão, está certa em usar kkk e ai me pego com aquele sapato que amo, na frente do espelho e prefiro trocar, insegurança mandando um alô kk
    Tento mesmo trabalhar nisso, mas acabo sempre optando pelo discreto e pelos tons mais apagados, minha chefe me chama de velha haha
    A surpresa é que quando minha irmã encontrou um casaquinho de cor vibrante eu fiquei chocada, maaaas, combinei com peças neutras e só desejo usar ele, pena que falta coragem haha Se eu fosse do tipo que arrisca mais, traria tantas peças que vejo no lookbook pro meu armário kkkkk
    QUERO CORAGEM haha
    E Ana, te sobra estilo e o melhor tu banca a roupa com elegância haha
    beijihos

    • Ana Carolina
      01/09/2011 11:21

      Taís, seus comentários são sempre bem-vindos. Bota esse mulherão pra fora, fia! Arrasa!

  15. Priscila
    01/09/2011 16:38

    Muito carinhoso da sua parte, Ana, responder a dúvida dela, que muitas vezes é a dúvida de várias outras também.
    Eu mesma, tenho um blog de moda e não tenho coragem de usar muitas coisas que acho lindo na vitrine, ou em outros blogs. Ás vezes quero me inspirar em alguns looks que vejo aqui, por exemplo, ou no blog Um ano sem Zara, e tb penso isso: Não vou sustentar o look.
    Por isso que eu te adoro e adoro seu blog!
    Beijos

  16. larissa
    02/09/2011 08:08

    acompanho blogs de moda faz pouco tempo, e estou adorando isso, sempre gostei de me arrumar mas ousava pouco, agora me pego usando um meiao 5/8, do qual todo mundo fala na faculdade até hoje, esses dias vi um look do dia em um blog e resolvi que no dia seuinte eu ia usar a camisa do meu pai um lenço na cabeça e meu oculos vermelho q nao uso na faculdade pra evitar comentarios “larissa restart”, e o que me impressionou foi que a universidade parou pra falar de mim e um dos meus colegas(um menino, pois faço engenharia…)me disse q tinha adorado o lenço mas que eu nao deveria usar pra assistir aula pq era “muito copacabana”…fiquei indignada com o comentario, quer dizer que nao posso usar pq moro na paraiba????
    Adoro seu blog, foi um dos primeiros que comecei a acompanhar e acho mt inspirados…bj

    • Ana Carolina
      02/09/2011 16:32

      Ai, Larissa, as pessoas perdem a oportunidade de ficarem caladas, né? Parece que gostam de diminuir os outros! Não liga pra eles!! :D Beijos!

  17. ana virgínia de azevedo e souza
    03/09/2011 13:54

    Não gosto de estampas tipo oncinha e zebrinha, no geral. Mas acho que acessórios, bolsas, ou blusas podem ficar super “in” quando a pessoa tem um estilo legal. O que acho bacana no blog é a possibilidade de você perceber que pode ser criativo, ousado e fashion sem ter que gastar tubos de dinheiro em roupa. Acho legal criar um look e não ficar sempre no lugar comum, ter estilo independe de ter dinheiro. Claro que mesmo um macacão de oncinha, pode ficar bacana sim e muito. Não é meu estilo, mas pode ficar show. Beijoca!

  18. Flavia Siqueira
    05/09/2011 19:43

    Acho que a colega que quiser usar um visual mais ousado tem que cortar o cabelo. Não adianta usar macacão de oncinha com cabelo de princesa. Fica parecendo forçado. Eu tenho várias roupas bacanas mas, que não combinavam com o meu cabelo comprido. Dei a louca e cortei curtíssimo, estilo Rihanna. O que segura qualquer visual e combinação.
    Nem sempre é a roupa…
    Bjo

  19. Bruna Valério
    26/04/2012 19:51

    Eu tenho um vestido longo de onça, na hora achei lindo e comprei sem pena e fiquei tentada a comprar ainda mais pelo precinho remarcado que estava na Marisa por R$39,00. A questão é, daqui a algum tempo, será que terei coragem de usar? Eu mudo de gosto e opinião muito rápido sobre roupas.

  20. virginia
    22/08/2012 05:56

    comprei um macacão de oncinha e gostaria de saber qual cinto usar?pode ser dourado?