Agenda Workshop Conheça suas Cores

E com vocês, a agenda do Workshop Conheça suas Cores para esse segundo semestre de 2018! Para todo mundo se programar pros cursos em suas cidades. Ainda estamos tentando incluir algumas datas, assim que tivermos novas cidades, divulgarei aqui.

Já temos o link de inscrições para quem quiser garantir antecipadamente sua vaga – temos limite por turma, mas dependendo da demanda abriremos mais outras! 🙂

Os valores ficam em R$550 para fora do RJ e R$500 no RJ! São 4h30 de duração – se alguma turma extrapolar, abriremos turma extra. Máximo de 12 participantes por turma.

Fizemos um video institucional para apresentar o workshop para vocês, o conteúdo e também alguns depoimentos de quem passou pelo processo! Deem o play que está lindo demais! 🙂

Atenção! Mães de bebês pequenos e crianças, que não têm com quem deixar os filhos, são bem-vindas!

Agenda Workshop Conheça suas Cores 2018 –  Segundo semestre

15 de setembro – São Paulo/SP

Local: Vila Romana
Horário: das 10h às 14h30, com intervalo pro café
Valor: R$550

Inscrições aqui
Quem quiser se inscrever por depósito ou transferência, basta pedir os dados bancários por email: [email protected] Por favor, só peça os dados se tiver certeza da sua inscrição

22 de setembro – Rio de Janeiro/RJ

Local: Flamengo
Horário: das 10h às 14h30, com intervalo pro café
Valor: R$500

Inscrições aqui
Quem quiser se inscrever por depósito ou transferência, basta pedir os dados bancários por email: [email protected] Por favor, só peça os dados se tiver certeza da sua inscrição

29 de setembro –Belo Horizonte/MG

Local: Funcionários
Horário: das 10h às 14h30, com intervalo pro café
Valor: R$550

Inscrições aqui
Quem quiser se inscrever por depósito ou transferência, basta pedir os dados bancários por email: [email protected] Por favor, só peça os dados se tiver certeza da sua inscrição

06 de outubro – Porto Alegre/RS

Local: Petrópolis
Horário: das 9h às 13h30, com intervalo pro café
Valor: R$550

Inscrições aqui
Quem quiser se inscrever por depósito ou transferência, basta pedir os dados bancários por email: [email protected] Por favor, só peça os dados se tiver certeza da sua inscrição

27 de outubro – Brasília/DF

Local: Co-Piloto
Horário: das 9h às 13h30, com intervalo pro café
Valor: R$550

Inscrições aqui
Quem quiser se inscrever por depósito ou transferência, basta pedir os dados bancários por email: [email protected] Por favor, só peça os dados se tiver certeza da sua inscrição

10 de novembro – Recife/PE

Local: Poço da Panela
Horário: das 9h às 13h30, com intervalo pro café
Valor: R$550

Inscrições aqui
Quem quiser se inscrever por depósito ou transferência, basta pedir os dados bancários por email: [email protected] Por favor, só peça os dados se tiver certeza da sua inscrição

Continue lendo “Agenda Workshop Conheça suas Cores”

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Chega mais pra Mentoria Furacão de Ideias!

Estamos na reta final das turmas da Mentoria Furacão de Ideias! Vamos estender um pouco o prazo para as inscrições e já fazer previsão para as próximas datas, mas eu fiquei muito feliz com a receptividade de um projeto que acabou de começar! 😀

Quem quiser mais informações sobre a mentoria, que vai funcionar como um direcionamento bem pé no chão, mas com voos incríveis para as boas ideias de quem quer uma ajuda nos rumos profissionais, basta acessar o post!

Qualquer dúvida, manda email pra mim: [email protected]

Evoé!

MentoriaAnaSoares

arte por Isadora Wright

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

As ideias que vocês deram pro vestido branco!

Vocês lembram desse vestido branco, que estava quase sem uso no armário (na verdade usei num ano novo, e só), e pedi ideias de looks pra vocês? Pois bem, segui algumas das dicas que vocês deram aqui e no instagram para deixá-lo mais usável pro dia a dia e criei novas versões para ele! 😀

Gente. Tô apaixonada pelo bichinho, hahahaha! Muita gente sugeriu CINTOS, então acatamos o que vocês escreveram com louvor! 😀

Uma das propostas era aproveitar essa saia linda dele e, voilá! Blusa por cima, com um cinto para ajudar a marcar a cintura, já que a peça tem esse caimento lindo e BOLSOS (amo amo vestidos com bolsos!). Escolhi uma blusa mais soltinha para que a sobreposição não ficasse tão marcada, mas com um fundo claro, para não contrastar tanto. Como a blusa tem bolotas azuis, fui de verde para fazer uma coordenação de cores análogas e repeti o tom no lenço, para deixar o visual mais criativo e fazer com que o olhar do interlocutor passeasse pelo look de cima a baixo, de forma mais suave.

Amei demais e já pretendo usar essa composição em algum momento!

ana-soares-vestido-branco-4

ana-soares-vestido-branco-2

Blusa Sardina
Cinto 21 Brechó Arte
Lenço que veio numa revista
Sapatilha Estúdio NHNH
Vestido Andrea Marques de bazar da marca
Brincos Tatiana Queiroz

A segunda proposta não tão elaborada, mas achei igualmente bacana para variá-lo – e sabemos que nem sempre é fácil ser criativa com vestidos. Ao invés de tênis, curti mais escolher um oxford para acompanhá-lo, mas prateado, para não “gritar” tanto com o branco.

O oxford deu o tom mais casual que eu tanto queria e aproveitamos para introduzir uma jaqueta jeans no look. Agora, o arremate final ficou por conta do cinto branco, que era de uma amiga que não conseguia usá-lo e meu deu! Achei toque de mestre, aquele a mais que não destoou tanto, mas trouxe outra cara pra ele.

Não deixei de me sentir elegante em nenhum dos dois looks, e ainda fiquei muito feliz com a variedade que conseguimos criar em cima de algo que eu estava completamente bloqueada.

ana-soares-vestido-branco

ana-soares-vestido-branco-3

Jaqueta Levi’s no Mercado Livre
Cinto C&A que era da amiga
Oxford Louloux
Brincos Luiza Dias 111
Anel Sobral

Fotos: Denise Ricardo
Produção: Ana Soares e Phillippe Rudnik

Ainda falta mandar fazer o tal ajuste para que ele fique redondinho no meu corpo, mas, sinceramente, enquanto não tomo coragem de entregá-lo a uma boa costureira, acredito que dê para ir levando ele mesmo assim com essas propostas. 🙂

Prova de que muitas vezes não precisamos descartar algo de primeira, que tentativas são válidas e cruciais para entendermos mais o leque de opções que nosso guarda roupa abriga.

O que vocês acharam? Gostaram mais de qual opção? Eu já estou louca pra inventar outras coisas em cima dessas ideias, hahaha!

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Depois de tempos, entrei numa fast fashion

Há um booooom tempo eu não entrava numa loja fast fashion. Não somente porque eu não consigo mais enxergar atrativos, mas por não compactuar mais com essa moda tão efêmera.

As lojas estão se reinventando, tentando justamente angariar esse novo perfil do consumidor de questionar a origem dos produtos, a mão de obra e o posicionamento delas – a Renner, maior varejista de moda do Brasil, se associou ao Movimento Sou de Algodão, que tem o intuito de promover e valorizar a matéria prima natural, ainda mais num momento em que observamos o aumento do uso de sintéticos e de fibras artificiais na composição das roupas. O site Modefica escreveu uma matéria muito pertinente também sobre o projeto Re – Moda Responsável da rede, selo que simboliza a prática da sustentabilidade nas suas coleções, vale a leitura e o questionamento.

Mas é sabido que nem todo mundo tem acesso a marcas comprometidas com o slow fashion e que essa história de parar de comprar em fast fashion para consumir tudo que se vê com selo do slow também não é solução. A proposta é rever mesmo a nossa relação com o consumo, questionarmos se precisamos de tanto, usarmos mais o que temos e entendermos nosso papel para desacelerar essa engrenagem. Também sei que, por ex, no interior, é difícil encontrarmos alternativas viáveis ao consumo nas fast fashions, então vale mostrar aqui que também podemos fazer boas escolhas nessas redes.

ana-soares-cea

Provei algumas peças da coleção regular e também da primeira collection do ano da rede (aí já se nota a mudança de estratégias da C&A, que antes estava atochando mil coleções especiais por mês), com a LAB Fantasma, do rapper Emicida, que prega a diversidade em seus desfiles. Fiquei bem surpresa como tanto essas peças com a LAB, quanto a coleção regular, tinha boas opções, com tecidos e acabamentos melhores.

No look aí em cima eu curti o top (R$49,90) e levei ele pra casa. A calça era interessante (R$79,90), mas poliéster e tecido bem grosso, o que limitaria bastante o seu uso em outras épocas do ano, ainda mais se considerarmos que o Rio quase sempre é quente.

Esse look é da parceria com a LAB e eu ADOREI ele! O body era bem grossinho, de neoprene (R$89,90) e vestiu lindamente. A calça também, com esse estilo streetwear, mas super possível de coordenar com outros estilos (R$99,90), mas, mais uma vez, o poliéster e o tecido bem grosso me desanimaram.

Não avistei quase nada nas araras com as peças deles – não sei se já voaram ou se não foi muita coisa pra loja aqui perto de casa – mas fiquei feliz de avistar tamanhos superiores ao GG, o que era inexistente quando falávamos de collections!

ana-soares-cea-2
Look da LAB Fantasma para C&A

Na parte da Yessica, avistei várias opções interessantes para looks de trabalho – que vocês tanto pedem aqui! Gostei dos cortes, apesar de algumas peças ainda terem forro de poliéster. Mas no geral curti essa mudança para um estilo mais contemporâneo, com peças que podem ser boas curingas também para outros momentos do dia a dia.

Printei os vídeos que fiz para os storys no meu instagram, que têm os preços. Para quem é de cartelas de cores mais suaves, achei a variedade boa, além das cores no geral serem neutros coloridos, fugindo do óbvio preto e branco para as produções da labuta. 🙂

ana-soares-cea-5 ana-soares-cea-4

Lá em cima e aqui, nessa calça, o material é o PU, que simula um couro, mas é plástico, com vida útil mais reduzida. Sempre fico na dúvida sobre levar algo nesse material, mas confesso que gostei demais do corte da calça e da cor – bem bacana como alternativa à alfaiataria – e o toque também achei bom, não tinha barulho e aspecto de plástico.

ana-soares-cea-3

Como têm sido para vocês? Continuam frequentando bastante essas lojas ou reduziram as idas?

Eu tenho me sentido bem por fora no geral, não sei se volto a me atualizar com essas opções, se mostro mais por aqui, se mantenho essa linha de ideias mais de usarmos o que temos apenas…com a redução gritante das novidades de coleções especiais, as críticas que sempre mostrei anos impressões podem ganhar outros rumos, o que vocês sugerem?

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus: