05 fev 2016

Ontem corri para terminar algumas coisas antes do carnaval (vou trabalhar nesse feriado, mas enfim, hehe), então não consegui atualizar o blog. Mas hoje, navegando nos meus blogs favoritos, vi esse post da Thais do Vida Organizada que é super pertinente para essa época e com o momento em que vivemos, de mais organização e menos tralhas!

(Thais, se me permite, vou pegar carona e dissertarei um pouco a respeito aqui, tá?)

A proposta de destralhar o armário e jogar tudo na cama de uma vez e arrumar, ainda mais sem uma supervisão e ajuda profissional, pode ser bem estressante se você tem muita coisa. Chega um momento em que é cansativo provar tanta roupa e a gente já fica sem parâmetro, atocha tudo num canto pra terminar de ver depois e as sacolas vão fazendo aniversário.

Uma coisa que eu faço com o armário das clientes e o meu, é de revitalizar por categoria, mas tendo uma meta para cumprir, uma data para finalizar. Primeiro vemos as calças, depois as blusas, se sobrar fôlego, os sapatos, se não, vemos outro dia. Descansadas, absorvendo o processo aos poucos para ele ser interiorizado e não traumático, haha!

revitalizar

Se você, assim como eu, não é a maior das foliãs, aproveite para descansar, mas se puder reserve também um momento para organizar seu armário e tirar o que não se ama mais ou aquela calça 36 que não serve pra mais nada a não ser te deixar mal consigo mesma. Abrir o nosso armário deveria nos fazer sorrir e não o contrário. =)

Outra dica é de finalmente parar e testar aquelas combinações e ideias arquivadas numa pastinha de inspirações ou no Pinterest. Aproveita que você não está com pressa pra nada e experimenta, se fotografa, veja como você se sente e já deixa separadinho o look para o retorno. Mais pensado, usando mais os acessórios que sempre ficam encostados, ousando em alguma combinação de cores, usando aquela peça que ainda estava com etiqueta e você não sabia como combinar.

E, última dica: faça um inventário. Conte quantas blusas coloridas você tem, quantas calças, quantos vestidos, veja se seu armário tem uma proporção boa. Conhecendo o nosso guarda-roupa é que podemos perceber o que falta nele, o que é realmente necessidade e pode ser aproveitado numa liquidação, o que você tem demais (30 calças, pra que?).

proporcao-roupas

Bora começar o ano mais leves e animadas :)

  • 23 Amaram
03 fev 2016

E agora é pra valer, não tem mais volta, é definitivo: após três edições lotadas no Rio e em SP (aqui tem post sobre os dois) dia 12 de março teremos workshop Desconstrua a moda e construa seu estilo em Brasíliaaaaaaaa! =D

Ficamos muito felizes com os pedidos de vocês, apertamos aqui e ali (eu saio do Rio e Ly sai de Curitiba!), mas esperamos de coração que vocês curtam tanto quanto a gente já está curtindo a ideia de estarmos aí com vocês!

Eu ainda vou abrir minha agenda para atender tanto consultoria de estilo pocket na sexta 11/03, sábado à tarde e domingo 13/03, assim como análise de cores voltada para o estilo pessoal. Quem estiver interessada nos valores, nos serviços e como funcionará, pode me mandar um email: contato@hojevouassimoff.com.br =)

ws-desconstrua-bsb

Conseguimos o apoio do Boulevard Shopping Brasília e a sala de cinema será nosso ponto de encontro para conversarmos sobre temas como projeção de imagem, estilo pessoal, boas escolhas na hora das compras, versatilização das peças e até construção de um armário cápsula, tudo com uma abordagem descomplicada e divertida.

Para quem é o workshop?

É direcionado para quem ainda não “encontrou” seu estilo pessoal e se perde na quantidade de informações que recebe todos os dias, para quem tem dúvidas na hora de se vestir ou fazer compras e não sabe por onde começar ao montar um guarda- roupa versátil, esperto e atemporal, tudo com foco no ser e não no ter. Vamos adorar receber também estudantes de moda e consultoras de estilo, para trocarmos ideia sobre mercado e moda!

VAMOS FALAR SOBRE:
– Não é apenas sobre o que se veste, mas se tem a ver com seu estilo, com a vida que se leva e com a mensagem que se quer passar: por que estamos sempre em busca de novidades e de um vestir que não é o nosso;
– Os itens essenciais de um guarda-roupa são os pontos de partida da construção de um guarda roupa e de uma imagem sólida e que pode sim ser ultra versátil;
– Ideias praticas para ter só peças que você ama e que funcionam, coordenações e inspirações;
– Um papo sobre projetar a imagem em outras pessoas/coisas que muitas vezes não são tangíveis;

– Propostas para se organizar e colocar em prática coordenações e um estilo que gere identificação em frente ao espelho;
​– Estilo não é ter uma marca, nem usar o que as pessoas usam. Identidade vem de dentro para fora, é o que você é, suas referências, experiências, o que escuta, lê, assimila, acredita;
– Abordagem em pessoas reais, que trabalham, andam de transporte público e tem uma realidade diferente dessa que vemos em blogs, revistas e sites de fofoca!
E ainda, bônussssss:
– Cartilha Mapa da Mina: roteiro de marcas, e-commerces & slow fashion
– Exercícios práticos para falarmos sobre seu estilo pessoal!
– Bibliografia pras lindas junto com o mapa da mina!

Quem somos:

Ana Soares é designer e consultora de estilo com foco em autoestima, docente do Senac RJ e autora do blog Hoje Vou Assim OFF desde 2008, que fala sobre moda acessível e consumo consciente. Já realizou trabalhos e publicidade para empresas e marcas como C&A, enjoei, Google, Subway, Renner, Botafogo Praia Shopping, Minas Shopping, Cantão,​O Boticário, grupo Animale, entre outros.

Ly Takai é formada em Moda com foco em Branding, Marketing e Conteúdo. Trabalhou com empresas e marcas como Shop2gether, Alcaçuz, Wonder, Lez a Lez, MOB, Hangar 33, Lunelli, Lux, Seda e já foi responsável pela produção e curadoria de conteúdo de moda & beleza para o hotsite d’O Boticário durante a maior semana de moda de São Paulo, o São Paulo Fashion Week.

Inscrições:

Pelo botão do pagseguro, que dá para parcelar no cartão de crédito, pagar com transferência e quem quiser depositar é só pedir os dados bancários pelo contato@hojevouassimoff.com.br



Quando: sábado, dia 12.03.2016
Horário: das 9h até as 13h com pausa para o coffee break
Onde: Boulevard Shopping Brasília – Setor Terminal Norte, Conjunto J Asa Norte
Valor: R$ 250,00

INSCRIÇÃO, CERTIFICADO E PAGAMENTO

Para fazer inscrição você pode clicar no botão do PagSeguro referente ao curso que você quer fazer. O pagamento é em ambiente seguro e você pode pagar através de boleto bancário, de transferência eletrônica ou de cartão de crédito (com opção de parcelamento). Depois, basta enviar email para contato@hojevouassimoff.com.br avisando.

O email é respondido em até 24 horas com a confirmação da inscrição, com endereço, horário e tudo direitinho para eu te esperar lá. O PagSeguro avisa quando o pagamento foi feito e se está tudo ok. Não há garantia de vaga sem o pagamento efetuado.

Sim, teremos certificado para as participantes! = )

POLÍTICA DE CANCELAMENTO

Atenção! Se houver necessidade de cancelamento de até 7 dias antes da data do workshop, o valor total do curso é reembolsado. A partir daí, nenhuma solicitação de cancelamento será reembolsada — mas é possível indicar outra pessoa para ir no seu lugar aproveitando a mesma inscrição. Desistências de última hora dificultam novas ofertas para participantes com interesse, por isso não dá pra efetuar devolução.

Se a turma não atingir o número mínimo de 10 pessoas, o valor pago pelos outros inscritos será devolvido.

——-

Vejo vocês lá então! Super animadas desde já =D Sempre quis conhecer Brasília, hahaha!

  • 7 Amaram
02 fev 2016

Lembram quando falei que reuni no armário-cápsula de verão mais partes de cima em relação às de baixo? Quando trocamos as blusas, não rola uma sensação de que estou repetindo roupa, mantendo o mesmo short. Esperto é variar com acessórios também: com colar já dá um tchans a mais, de espadrille também sai do confortável e deixa tudo mais arrumado um pouco.

Mais importante que acertar ou errar, devemos concentrar nossos esforços na experimentação. Algumas propostas ficarão melhores que as outras, mas o importante é você treinar as variações, fugir da sua zona de conforto um pouco, testar as ideias que você considerava serem muito ousadas – por que não adaptar tudo para suas necessidades?

Separe algumas referências no pinterest, monte seus painéis de inspirações e monte no mínimo três looks diferentes com cada parte de baixo. Fotografe e se perceba em cada um deles. Permita-se apurar o olhar, ainda mais quando se mistura estampas e cores, como estou fazendo nesses looks.

0068_Denise-Ricardo

Blusa Flavia Aranha de organza de seda e tingida com pigmentos naturais (eu precisava dar essas infos!) – 200,00
Short Maria Filó – presente de natal
Slip on no Armazem das Fábricas – 89,90
Blazer C&A de linho com forro de algodão – 89,90
Colar Lita Raies para Ana Soares
Bolsa Adô – 270,00 em 3x

Esse foi meu look preferido! Super harmônico com o short, elegante mesmo com os dois pés no despojado, e super fresco (o blazer só no ar condicionado). Sei que para algumas pessoas seria doido apresentá-lo como look de trabalho, mas eu iria a um evento assim, a trabalho ou a lazer. O pé mais coberto e a cintura alta me deram a sensação de pernas não tão de fora, hehe.

0053_Denise-Ricardo

T-shirt Mybasic que ganhei da marca
Blazer Farm – 164,00

Esse já está mais descontraído por conta das cores mais coloridas e o blazer ajudou a deixá-lo mais arrumado e ainda providenciou uma mistura de estampas mais discreta com a do short 😉

0096_Denise-Ricardo

Blusa Prosa – 130,00
Colar 21 Brechó Arte – 20,00
Espadrille Sonho dos Pés (RIP) – 50,00

Esse está um sonho de carnaval! hahaha! Azul marinho é neutro, então tasquei mesmo estampona por cima e, ó, gostei, viu? Os dois tons – da blusa e do short – são opostos complementares no círculo cromático, o que significa que essa misturinha dá samba e samba no pé!

0108_Denise-Ricardo

Blusa de seda Francisco Costa para C&A – 149,90
Espadrille Felipa – 100,00

fotos da querida Denise Ricardo

O da blusa verde foi o que menos curti, mas fiquei feliz em ter feito a quarta tentativa de propostas completamente diferentes entre si com esse short!

Agora todos juntos para compararmos melhor:

Ultimate Responsive Image Slider Plugin Powered By Weblizar

Quatro ideias com uma parte de baixo – imagina com todas as outras blusas que ainda não entraram aqui? Gostaram mais de qual ou quais? =)

Antes de encerrar o post, algumas considerações: o meu armário cápsula ficou um pouco acima do que eu queria, as 42 peças, por receio de não dar conta da quantidade de blusa que eu troco no verão. Não que eu coloque tudo pra lavar correndo, mas eu suo demais mesmo e não tem como não me sentir meio nojenta e nem dá pra tentar reaproveitar no dia seguinte. Infelizmente muitas vezes não dá, por isso incluí mais 4 blusas. 😉

Como eu disse, não tem regra, cada um pode provar do jeito que se achar mais confortável e feliz. O mais importante é se libertar da ideia de armário grande = armário versátil e perceber a lição que se tira ao viver com um número menor de peças, exercitando a criatividade.

Que bom que algumas já tem o armário reduzido! Mas mesmo assim vale observar se ele tem a proporção correta, se atende às necessidades de vida, se rende combinações para diversas ocasiões. :) A experiência é válida em todos os âmbitos!

  • 40 Amaram
01 fev 2016

Depois de um dia inteirinho dedicado a isso, aí está! Meu armário-cápsula de verão bem colorido e estampado, com texturas variadas :)

A ideia veio a partir desse post, em que sugeriram que eu montasse um AC fora do padrão mais básico, abusando do colorido e estampas. A verdade é que tanto as básicas como as criativas podem adotar o armário-cápsula, cada um ao seu estilo e maneira. O importante aqui não é se prender a regras ou certos e errados, mas perceber o que funciona na real pra você.

armario-capsula-hojevouassimoff

Separei 21 blusas, quatro terceiras peças (faltou um colete de linho que está lavando e não fotografei) e 12 partes de baixo, contando com os vestidos. De bolsas separei as minhas duas bucket bags da Adô e uma também Adô para o trabalho.

Já com os sapatos, peguei uma espadrilhe baixa vermelha Filipa, uma espadrilhe alta dourada Sonho dos Pés (que desintegrou), quatro sandálias rasteiras, um tênis branco Adidas, uma sandália anabela dourada e uma sandália mais phyna roxa. Estou zureta de cansaço e amanhã atualizo o post com os sapatos!

No total eu reduzi meu armário a 46 peças! Não somei as bolsas, nem os acessórios, muito menos lingerie, roupas de academia e de ficar em casa.

O total tinha dado 42 peças, mas achei melhor incluir mais 4 blusas pois como eu suo demais, a demanda por partes de cima será acima do normal.

Com essa quantidade eu vou montar mais de 500 opções de looks, sem repetir, variando mais os acessórios e ficando até o final dessa estação sem comprar roupa. Pra mim isso é mais um alívio do que tortura.

No dia que eu estava fotografando com a ajuda de uma amiga parte das roupas, a amiga dela comentou da quantidade absurda de roupa que eu tinha – e ela só viu as peças do AC. Eu também fiquei boba como 46 peças já é coisa pra caramba! Cansou fotografar, cansou passar e guardar. Fiquei mor-ta só cuidando desse montinho!

Ora, eu trabalho enxugando armários e NUNCA tinha separado as horas necessárias para fazer uma revitalização profunda no meu. Como eu ganho roupas e sapatos por conta do blog, a cada três meses eu tiro muita coisa de dentro, mas não com o mesmo esmero e a atenção que eu fiz há alguns dias.

Pra entrar é fácil e a gente nem se dá conta, vai em doses homeopáticas, mais suaves…mas na hora e pegar TUDO de uma vez, é que a gente vê que tem mais do que pode dar conta. À medida que eu tirava tudo, dava uma gastura, uma sensação muito ruim de ter perdido tempo acumulando tanto.

O processo

Antes de tudo, é preciso deixar o armário bem conciso e organizado para poder visualizar o que se tem. Eu criei quatro pilhas:

– Pilha do desapego – essa é a parte mais difícil, sem dúvida. Tudo que estiver desgastado, puído, manchado, o que enjoei, o que não serve mais, não uso ou nunca usei, veio pra cá para ser doado e para ir depois pra minha loja no Enjoei. Desapeguei de coisas lindas, mas que não tinham mais a ver com meu estilo ou eram quentes demais.

– Pilha da dúvida – todas as peças que eu quero testar com calma depois em outras produções para avaliar se rendem no mínimo três looks diferentes entre si e se merecem ficar ou se devem sair.

– Pilha da reforma/lavanderia – tudo que precisava de bainha, ajuste, pregar botão, consertos ou que poderia ser transformado numa peça diferente da proposta original, além das que só lavam a seco!

– Pilha dos amados para o armário-cápsula :)

Como eu fiz a seleção

Como o calor carioca é sufocante nessa época do ano, eu só separei peças fresquinhas, de tecidos leves e a maioria em fibras naturais como algodão e linho e artificiais, como viscose.

Foi moleza também escolher as que iam entrar, já que o calor desanima na hora de me vestir, hehe. A ideia é que cada parte de baixo renda, no mínimo, 3 combinações diferentes entre si!

Optei por mais partes de cima, alguns poucos vestidos (porque são as peças menos versáteis!) e, em menor proporção, as partes de baixo como calças, saia e bermudas.

O azul foi a cor escolhida como a principal para este armário, com o cinza e branco como neutros de base.

Selecionei também uma boa quantidade de peças listradas, o neutro das estampas, para fazer combinações espertas com as outras.

Separei esse vestido verde, que tem uma modelagem mais elegante, de tecido plano para usar tanto no dia a dia, como em algum evento ou festa. Esse look já faz parte do meu AC de verão!

vestido-hojevouassimoff-5

As calças, as bermudas branca e vinho, assim como a única saia da seleção e o vestido da Benta são para os looks de trabalho. Aliás, fiquei surpresa que eu só peguei uma saia e investi pesado nos shorts e bermudas!

Outro aspecto positivo é perceber também o que está fazendo falta no seu guarda-roupa. Se vocês notarem, eu escolhi peças-chave como blazers, cardigan, t-shirts e peças lisas em cores neutras e neutras coloridas, para dar a liga necessária às outras cores e estampas. A base do seu guarda-roupa deve ter itens de qualidade para ajudar a fazer render os looks. =)

Os próximos passos

Agora vou mostrar para vocês todos os looks que essa seleção vai render. São tantas, mas tantas opções, que eu poderia viver facilmente com essa quantidade.

Vão rolar também variações de looks de trabalho, de lazer e até de eventos! A proposta é não comprar nada nesse período, para deixar a criatividade fluir apenas com o que se tem e emprestar um novo olhar pras suas roupas.

No final desse período, o dindin guardado pode ser usado para comprar o que você avaliou ser necessário entrar para deixar o armário coeso. No meu caso, o dindin vai ficar guardado mesmo para usá-lo em coisas mais espertas que abarrotar de novo meu armário, já que tenho muita roupa =)

Apesar de preparar esse para mostrar como o AC pode ser mais do que jeans e preto e branco (repararam que não tem nada jeans? hehe), não sei se farei para as outras estações. Vamos ver! :)

Mais detalhes sobre o processo podem ser vistos nos posts da pioneira Gabi!

E aí, gostaram da seleção? Faltou algo ou tá bem colorido? Querem sugerir alguma outra coisa? Vamos nessa! 😀

  • 46 Amaram
Página 1 de 81112345