Ainda da estética minimalista: cabelo, marcas e mensagem

O post dessa semana sobre minha cavalgada pela estética minimalista rendeu e já se fez necessária uma segunda parte para complementá-lo. Existem algumas considerações a serem feitas principalmente pela mensagem poderosa que ele carrega.

compreendendo a MENSAGEM do EsTILO

Como tudo tem seu lado positivo e negativo, assumi-lo também trouxe consequências. Eu sou uma pessoa assertiva, vou adiante sem medo e sei muito bem as coisas que quero. Acredito que meu estilo no vestir tem acompanhado demais minhas personalidade e ajudado a reforçá-la, o que para negócios e trabalho é sempre muito bem vindo.

Se ser decidida pode causar alguma admiração (e agradeço por isso), essa característica também intimida, e muito. Pra muita gente não é tão fácil assim receber as mensagens de alguém que chega junto e se o estilo já tem linhas retas e angulosas que remetem a essa assertividade, isso pode afastar e amedrontar, acreditem.

estilo-minimalista-ana-soares-1

Por isso quando quero gerar mais proximidade, eu busco por looks de cores mais claras, com estampas mais sinuosas e tecidos mais fluidos, por exemplo. Não é o caso de desvirtuar do meu estilo, mas de compreender que tudo que vestimos carregam mensagens e precisamos compreender em que momento devemos usá-las e como usá-las.

Nesse look, por exemplo, além do vestido preto com barra assimétrica, ainda mando ver numa botinha com estampa de moscas, hahahaha! Digamos que nem todo mundo curte um inseto, hehe!

estilo-minimalista-ana-soares-3

estilo-minimalista-ana-soares-4

estilo-minimalista-ana-soares-5

estilo-minimalista-ana-soares-6

estilo-minimalista-ana-soares

Vestido Mocha
Bota Louloux
Pulseira Adô Atelier super antiga
Bolsa Adô Atelier mega antiga
Óculos Livo
Colar Josefina Rosacor
Brincos de brechó

Fotos: Denise Ricardo

O corte de cabelo

Meu corte de cabelo é o grande destaque do meu estilo, sem dúvida! Nem sei como não o priorizei no primeiro post!

Tenho cabelo curto desde os 20 anos (ou seja, há quase 20 anos!): eu tinha um cabelão, não me identificava com ele. Sentei na cadeira do cabeleireiro e pedi que ele desse um jeito naquela juba. Ele sugeriu um corte curto e eu só disse: “Manda ver!”, sem um pingo de receio, hahaha!

Quando ele terminou e eu olhei no espelho, finalmente tinha me encontrado. 🙂 Foi lindo me perceber!

Meu corte sempre trouxe força e personalidade aos meus looks. Já tive ele com a franja mais reta, assimétrico, sidecut, mechas azuis e, agora, com topo iluminado e franja diagonal, que também traz força e criatividade.

030620113
Cabelim de 2011
f902ef43832c8d8b15db799ed6aa4ada
Cabelim com undercut 2015
cabelo-ana-soares
Hoje! 🙂
As marcas que gosto

Comentei também que faço a festa quando vou a São Paulo, mas refiz mentalmente a lista e percebi que na verdade eu curto muito mais várias de BH, hahaha! Essas são algumas lojas que seguem esse estilo, nem sempre consigo comprar nelas por questão de $$$$, mas me identifico:

– Mocha (RJ)

– Plural (BH)

– Coven (BH)

– Jardin (BH)

– Adô Atelier (BH)

– Apuê, de sapatos, não sei a cidade

– My Fots (SP)

– Comas (SP)

– UMA (RJ e SP)

– Laiá Shoes (SP)

Na verdade são também referências, o que eu mais faço é garimpar por aí peças que sigam essa estética, entro nas lojas sem medo de ser feliz com o olhar já treinadinho! 🙂

Fiquei feliz que tenham curtido meu relato! Eu nunca me senti tão feliz comigo mesma, e preciso ressaltar que a caminhada é longa, mas recompensadora demais! 🙂

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

A estética minimalista me salvou do consumismo

Outro dia uma leitora comentou que eu poderia escrever sobre esse meu feliz encontro com a estética minimalista. Adorei a observação e achei super oportuno comentar aqui como tenho caminhado cada vez mais pra esse visual mais simplificado!

A diferença do estilo minimalista pra estética minimalista é que o estilo fala mais sobre algo básico, sem muitos detalhes, tipo jeans e camiseta, algo mais pra simplicidade – e, atualmente, muito difundido por conta do desejo coletivo cada vez mais forte por termos poucas e boas peças, na contrapartida do consumismo vazio e desenfreado, numa busca por um propósito de nos preocuparmos mais em sermos do que termos.

Já a estética relacionada ao tema é algo difundido em várias áreas, que tem a ver com manifestações artísticas e está relacionado às formas mais limpas, sem muitos detalhes, poucas cores e estampas. A forma é mais importante, priorizando linhas retas, a geometria, ângulos e estrutura.

moletom-estampa-espelhada-7

Tenho falado pra caramba dessa minha preferência por esse estilo e modelagem e foi algo que construí ao longo dos anos: antes eu usava muitas estampas literais, mais orgânicas, muitas cores. Aos poucos fui limpando tudo isso, preferindo bem mais os cortes angulosos e nitidamente fui notando como essa linha se adequava bem mais à minha aparência e estilo pessoal.

Mas, observando fotos antigas, mesmo usando peças que hoje eu não usaria mais (hehe), muitas peças seguiam mais essa proposta, inclusive as mais românticas (coisa que era meio que moda na época, mas que nem passo perto hoje em dia), tinham esse viés mais estrutura do que necessariamente tudo arredondado ou fofucho.

Atenção: fotos dos anos de 2009 e 2010 garimpadas pela Mari Rodrigues, contém cenas fortes! Hahahahahahaha!

 

IMG_9266 IMG_9267

Na real eu sempre tive predileção por esse estilo, só não entendia e nem sabia ainda como traduzi-lo. Ainda tem a questão de não serem formas e nem modelos muito usuais no Brasil, principalmente no Rio de Janeiro, terra da descontração, dos vestidinhos soltinhos e estampas ao estilo FARM.

O mais legal foi que, por conta do meu trabalho, eu fui percebendo e construindo isso aos poucos, ao longo dos anos. Deixei de comprar por comprar, até por não ter identificação com o estilo e qualidade de várias marcas daqui, por ter esse gap de algo tão específico, que muitas vezes depende das tendências e sazonalidade – então eu prefiro não comprar nada e deixar para adquirir só o que gostei demais e o que segue meu estilo mais arquitetônico.

Aliás, são poucas as marcas com essa pegada mais cosmopolita, digamos assim. Na maioria das vezes eu deixo pra comprar e visitar as marcas quando viajo pra São Paulo, que é onde eu mais encontro opções pro meu vestir.

O estilo das roupas

Tenho seguido algumas premissas para me guiar nesse estilo. Fico mais atenta a esses detalhes para não me desvirtuar e decidir por algo que possa ficar encostado. Por exemplo, comprei uma blusa com babados nas mangas; não curto babados, comprei mais pela cor, o que me faz usar a blusa só com jaqueta, já que tenho uma mega dificuldade com essa parte fofucha dela!

Ângulos: decote canoa, decotes em V profundos, saias com assimetria, diagonais e drapeados mais exagerados

Tecidos mais encorpados ou estruturados

Poucas cores – sim, domínio total de pretos e brancos ou cores lisas

Estampas mais abstratas e grandonas, predileção pelas geométricas

vestido-preto-ana-soares

pb-hoje-vou-assim-off-2

ana-soares-pb-7

moletom-paetes-ana-soares-hoje-vou-assim-off-4

Sapatos e acessórios

Os acessórios também passarem pela peneira do estilo. Eu ainda tenho muito o que tirar das gavetas, mas a real é que adoro ainda um colarzão, brincão, pulseirona e anelão – tudo no superlativo, porque eu amo mesmo um acessório grande, chamativo!

E percebi que gosto também de poucos e bons acessórios quando monto uma produção. Isso também me ajudou a frear o consumismo nessa área, já que tenho repetido basicamente os mesmos toda vez que vou me arrumar, mas confesso que ainda preciso me desapegar de vários, tudo sem uso ultimamente.

saia-listrada-ana-soares-3
Pulseiras Luiza Dias 111

Os meus preferidos são os acessórios da marca Luiza Dias 111, Erika Z e Montageart, além da Sobral. Coloco um ou outro e pronto, já me sinto incrível com pouco!

roupa-festas-ana-soares-13
Brincos da Montageart

Os sapatos também entraram na dança: até as sapatilhas mantém um layout diferente, com formas pouco convencionais, além da minha atual predileção por sapatos de ponta fina, sem contar os modelos mais pesados e as sandálias flatform.

Acho mais fácil encontrar sapatos nesse estilo do que as roupas, mas ainda assim tenho tentado priorizar marcas pequenas do que as que todo mundo conhece.

sandalia-flat-ana-soares
Sandália Crua
vestido-preto-ana-soares-3
Sapatilha Laiá Shoes
sapato-brilho-ana-soares
Slip on Ávida. Fotos: Denise Ricardo

O que eu mais tenho gostado disso tudo é de finalmente sentir que minhas roupas têm sido uma extensão fidedigna da minha essência. Às vezes penso o quanto nos afobamos por seguir algo ou copiar o estilo de alguém que admiramos, mas falta muito enxergarmos nós mesmos, entender mais o que realmente parece fazer parte do nosso conjunto.

Sem dúvida o olhar vai se aprimorando com o tempo, tipo um bom vinho, e vai nos aproximando mais da imagem que queremos passar pro mundo e pra nós mesmos. Vestir-se é puro treino e experimentação e passa por uma evolução natural ao longo dos anos.

O maior ganho foi saber peneirar e só escolher o que realmente gosto e tem a ver com o que já tenho, além de economizar muito mais, de me vestir com mais facilidade e perder infinitamente menos tempo me arrumando, já que tudo (ou quase tudo, vamos combinar) que mora no meu armário é uma tradução bonita de quem sou.

moletom-estampa-espelhada-9

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Últimas vagas do Conheça suas cores em Porto Alegre

A mulherada esperta e faceira do Sul já ocupou todas as vagas do Workshop Conheça suas cores que vai rolar neste sábado, dia 25/11, na capital gaúcha – e como já tivemos fila de espera, abri logo uma turma extra à tarde, das 14h às 18h!

Convocando então quem ainda tá pensando ou na dúvida, chega mais que o Conheça suas cores vai trazer um mundo completamente novo de possibilidades sobre o que você tem e usa!

ana-soares-workshop-cores-3

Conheça suas Cores Porto Alegre/RS

Quando: sábado, dia 25.11.2017
Horário: das 9h30 até as 13h30 (vagas preenchidas) com pausa para o coffee, e à tarde, das 14h às 18h30, com pausa para o coffee
Onde: Moinhos de Vento – POA/RS
Valor: R$ 480,00
Máximo de 10 inscritos

As inscrições podem ser feitas de duas maneiras: ATENÇÃO QUE ESSAS SÃO PRA TURMA DA TARDE!

Pelo Pagseguro, que dá para parcelar no cartão de crédito

OU pra quem quiser depositar/transferir, basta pedir os dados bancários enviando email pra [email protected]

 

Obs: Este não é um curso para quem quer aprender análise cromática e nem consultoras de estilo que já saibam. 😉

Mais informações neste post! Espero vocês com muito carinho! 🙂

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

As collections de final de ano da C&A + bazares por aí!

O post de hoje está meio miscelânea: além de dicas de bazares no RJ e São Paulo, também trago novidades sobre a última parceria do ano da C&A, e, acreditem, será um mix de quatro marcas de moda praia!

Vamos começar pela C&A! Eles foram sagazes e repetiram em uma só as parcerias de beachwear de maior sucesso dos últimos anos deles! Entitulada Collection 4 Mares, foca na moda praia, trazendo peças assinadas pela Água de Coco, Cia. Marítima, Lenny Niemeyer e Blue Man.

cea-4-mares-01

Segundo matéria na Vogue, “na coleção da Água de Coco, destaque para as estampas poderosas de fauna e flora, trazendo araras, tucanos, cocos e coqueiros. A Blue Man traz prints de borboletas e aviamentos diferenciados, que dão às peças um mood boêmio em tons flúor e neon. Já a beachwear da Cia. Marítima chega inspirada no Art Déco, com pegada tropical e estampas geométricas. Tons de p&b se mesclam com os azuis. Para finalizar, a Lenny Niemeyer traz o Oriente sofisticado como fonte de inspiração, com destaque para estampas com pássaros, carpas e flores. Fundo vermelho, preto, off white e azul fazem parte da cartela e acompanham a mesma vibração dos desenhos.”

A coleção chega ao e-commerce da C&A no dia 29.11, e nas lojas físicas a partir de 05.12

cea-4-mares-02

Vamos às dicas de bazares!

As calças jeans mais incríveis deste Braseeeel estarão com super desconto no bazar de natal da Amapô! de 15/11 a 15/12, em São Paulo – mais infos nas imagens abaixo:

bazar-amapo-1

bazar-amapo

No Rio de Janeiro a Armadillo – que é de moda masculina – iniciou os trabalhos natalinos, tudo na fábrica deles em São Cristóvão. Cata as informações aqui embaixo, na imagem:

bazar-armadillo

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus: